Afeam tem resultado positivo em crédito no Amazonas no 1º semestre

A Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas) teve destaque com números positivos em relação às iniciativas de crédito no primeiro semestre.  De janeiro a julho deste ano, o governo do Estado por meio da Afeam concedeu cerca de R$ 87 milhões em Crédito Emergencial, criado para atenuar os efeitos causados pela pandemia. Conforme o balanço divulgado pela Agência, foram mais de R$ 3,6 milhões em anistias, referentes a mais 2 mil operações de crédito do governo do Estado. A estimativa do governo é que até o fim do ano, a Afeam alcance R$ 130 milhões em operações com o recurso.

Desde janeiro de 2021, as medidas de estímulo econômico adotadas pelo Governo do Estado durante a pandemia possibilitaram a geração ou manutenção de mais de 24 mil ocupações econômicas em 8 mil operações de crédito, sendo 6 mil no interior.

Ao comentar sobre o balanço, o presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro, destaca que o grande diferencial da linha do Crédito Emergencial foi a inovação -modelo de negócio implementado por meio do crédito online. “De forma rápida, célere com processo todo digital e somente a assinatura do contrato que se torna física na geração de uma operação de crédito.

Ele destaca que a abertura deste crédito possibilitou um incremento de 136% a mais que a média dos últimos quatro anos. “Demosntrando que o caminho é esse. E que a inovação a tecnologia está alinhada ao processo de credito”. 

A Afeam estará recepcionando para os próximos meses todas as propostas de adesão ao crédito emergencial, tanto na capital quanto no interior, até o dia 12 de novembro com a liberação do recurso até 31 de dezembro. “O governo do Estado está dando oportunidade de geração de emprego e renda a toda sociedade, principalmente a classe empreendedora”. 

O governador Wilson Lima, destacou que toda a iniciativa é importante nesse momento em que há uma necessidade de recuperar as atividades econômicas do Estado do Amazonas. “Quem trabalha na informalidade foi muito prejudicado e a gente está investindo pesado, com apoio inclusive da Aleam (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), que aprovou a prorrogação do nosso decreto de calamidade pública e isso permite que a gente amplie, até o final do ano, o nosso Crédito Emergencial”. 

Desde janeiro de 2021, as medidas de estímulo econômico adotadas pelo governo do Estado durante a pandemia possibilitaram a geração ou manutenção de mais de 24 mil ocupações econômicas em 8 mil operações de crédito, sendo 6 mil no interior.

A empreendedora Rebeca Paiva, faz parte do grupo de pessoas que conseguiram acesso ao crédito emergencial. “Sem o crédito eu jamais permaneceria com a minha empresa ativa durante a pandemia. E nem conseguiria sustentar a minha família e os meus calaboradores”. Ela atua no ramo de brownies, bolos, tortas, mousses, a maioria da produção com produtos regionais. “Hoje estou com a minha cozinha ativa. Estou com 10 funcionários e eu pude mantê-los com o crédito emergencial do Governo do Estado e também pude investir nas embalagens dos meus produtos automatizando todo o meu processo de produção  

Renegociação

Como uma das iniciativas para estimular os negócios, o Governo do Amazonas, por meio da Afeam, também realiza a Renegociação Emergencial e a medida alcançou, neste primeiro semestre, mais de 1.400 clientes em débito, resultando em mais de R$ 24 milhões.

Anistia

Wilson Lima destacou, ainda, que produtores rurais, micros, pequenos empresários e profissionais autônomos atingidos pela enchente nos municípios onde foram decretados estado de emergência recebem a concessão de anistia total ou parcial da Afeam. Até o momento, foram mais de R$ 3 milhões de anistias concedidas a 619 empreendedores de 21 municípios do interior do Estado.

O governador Wilson Lima prorrogou para novembro, o prazo da oferta do crédito emergencial. Através do site www.afeam.am.gov.br é possível solicitar o crédito. 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email