Aeroporto de Manaus tem alta no movimento de passageiros

O levantamento da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) mostra que nos seis primeiros meses do ano, o volume de embarque e desembarque no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, manteve números positivos de crescimento de 2,3% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No mês de junho mais de 159,4 mil pessoas transitaram pelo terminal em Manaus, entre embarque e desembarque, favorecendo, também, para um incremento de 79% em intervalo igual a 2020. 

Comparativamente ao mês de maio, os números também apresentaram bons resultados. Em junho, foram 85.929 embarques, no mês anterior, foram  73.936. O que representa um acréscimo de 14%. 

Em relação ao volume de desembarque houve alta de 12%. Somente em junho deste ano, mais de 73,5 mil pessoas desembarcaram no terminal. Em maio, esse movimento registrou  64,9 mil desembarques.

De janeiro a junho deste ano a Infraero registrou mais de 840,1 mil, evolução no fluxo de passageiros entre chegadas e partidas. No mesmo período de 2020, foram realizados 821 mil embarques e desembarques. 

Nos últimos dois meses de 2021, as estatísticas da Infraero vem indicando índices positivos  e o mercado de viagens considera que os números começam a refletir na demanda, o que pode significar, sim, uma retomada do setor. 

O vice-presidente de turismo emissivo da Abav-AM (Associação Brasileira das Agências de Viagens do Amazonas), Jaime Mendonça Júnior, destaca que nos meses de junho e julho houve evolução no fluxo. 

“Realmente o mercado está começando a aquecer e isso se deve ao avanço na vacinação, sobretudo o público de melhor idade, com a imunização completa, tem sido encorajado a viajar, e principalmente os meses de junho e julho tivemos um bom acréscimo na ocupação dos voos e circulação de amazonenses fazendo turismo, especialmente dentro do Brasil”. 

Expectativa

Apostas feitas e o agente de viagem, Thiago Lira, já vislumbra um melhor segundo semestre na empresa. Ele afirma que a consolidação da malha aérea atrelado à confiabilidade das empresas traz otimismo, o que deve manter uma crescente demanda já para o fim de ano. “Estamos à frente com a corrida vacinal. Isso garante segurança para toda população. Seguindo os protocolos e mantendo a sensatez em relação à Covid, as chances de voltarmos à normalidade é quase uma realidade”, declarou ele complementando que o movimento na agência nos últimos meses se deve às viagens corporativas. “Muita gente viajou a trabalho. As viagens de lazer já dão sinais, e devem vir com força total no segundo semestre”, estimou.

Apesar dos números positivos, o  turismo receptivo ainda amarga prejuízos.  O que salvou um pouco, conforme o consultor de turismo de uma agência no Amazonas, foram os meses de junho e julho.  “Tem muita gente voltando à rotina das viagens, mas para outros estados. Não tivemos uma demanda tão grande dentro do estado. Ainda existe um reflexo devido à fragilidade da imagem do Amazonas após o pico da Covid aqui”. 

Ele afirma que a vacina é a principal responsável pelo leve aumento nos referidos meses. “Em breve o Amazonas garantirá muitos turistas na cidade. A nossa expectativa é essa. Os próximos meses devem confirmar essa tendência”. 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email