Pesquisar
Close this search box.

Aeroporto de Manaus aponta novos patamares em movimentação

O setor de viagens e turismo vem demonstrando recuperação de forma contínua e acelerada. Dados registrados ao longo de 2022 divulgados pela Concessionária dos Aeroportos da Amazônia, membro da rede VINCI Airports, dão conta que, mais de 2,8 milhões de passageiros viajaram via aeroporto de Manaus no ano passado, um aumento de 25% em relação ao volume registrado no ano anterior.  Os números revelam que o  fluxo de passageiros representou uma recuperação quase total dos números obtidos em 2019, ano anterior à pandemia, chegando a 91,9% dos registrados naquele período.

O levantamento aponta ainda crescimento de 11% em relação ao número de pousos e decolagens no terminal aeroportuário. Foram 43.639 entre chegadas e partidas ao longo do ano, um aumento de 11% em relação a 2021 e de 18% em relação a 2019. Somente no último trimestre do ano passado, foram 11.083 pousos e decolagens registrados no terminal, número que supera em 7,5% as operações realizadas no período pré-pandemia.

De acordo com a operadora, o impulso se baseia na cooperação positiva entre o aeroporto de Manaus, autoridades locais e a VINCI Airports, que trabalha com uma rede de 250 companhias aéreas parceiras em todo o mundo.   Isso resultou na abertura de 10 novas rotas que o aeroporto passou a operar em 2022. Para o interior do Amazonas, o aeroporto agora tem voos para Barcelos, Apuí, Borba, Manicoré, Eirunepé e Santa Isabel do Rio Negro, além da criação do trecho Manaus-Eirunepé-Tefé. Para o Pará, os municípios de Itaituba e Porto Trombetas também foram adicionados à lista de destinos.

Para destinos internacionais, o aeroporto de Manaus abriu conexão direta para Fort Lauderdale (EUA) e Miami, em dezembro. Em maio de 2022, as ofertas internacionais foram reforçadas com a expansão para quatro voos semanais para o Panamá.

Karen Strougo, CEO do aeroporto de Manaus, declarou: “2022 foi um ano de recuperação graças ao trabalho e dedicação de nossas equipes. Nós continuaremos consolidando Manaus como um importante hub da Amazônia, facilitando o acesso de outros estados da região a destinos nacionais e internacionais, cumprindo assim o compromisso da VINCI Airports de apoiar a mobilidade na região”.

Novos patamares

Os números que mostram o alcance da recuperação delineiam projeções de crescimento do setor para os próximos meses. O que é confirmado pelo presidente da Abav-AM (Associação Brasileira das Agências de Viagens do Amazonas), Jaime Mendonça Júnior. 

“Há uma crescente no número de embarques. Muita coisa já se restabelece, mas ainda não chegamos aos níveis de 2019 pré-pandemia, estamos próximos, isto é um bom sinal, que estamos a cada dia avançando com potencial retomada”. 

Para o agente de viagens Thiago Souza, a partir do segundo semestre de 2022, o segmento superou celeremente a pandemia. “Várias pesquisas mostram essa  tendência. A volta gradativa à normalidade vem superando o crescimento da economia. Na lista das prioridades dos viajantes, investir numa viagem à lazer deve ajudar a trazer a recuperação total desse mercado após dois anos conturbados”, comentou. 

Destinos

De acordo com o Hurb empresa de tecnologia e inovação tida como a maior plataforma de viagens online do Brasil, o turismo inter-regional ganhou força e muitos brasileiros optaram por viagens curtas e mais econômicas no último ano, ainda que não tenham abandonado alguns dos seus destinos internacionais preferidos. As principais escolhas dos viajantes Hurb foram Balneário Camboriú (13,4%), Gramado (8,3%), Maceió (7,7%), Orlando (6,4%), Cancún (6,1%), Salvador (5%), Natal (3,1%), Porto Seguro (3,1%), Jericoacoara (2,3%) e Recife (2,1%).

Andréia Leite

é repórter do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

Pesquisar