Adaptação é nosso maior desafio

Um planejamento sem ação torna-se um pesadelo diário. Assim como ação com planejamento e sem gerenciamento e acompanhamento técnico terá grande possibilidades de erros.

A visão, a missão, o planejamen­to, a ação, o acompanhamento, o gerenciamento, as revisões, as técnicas necessárias, o estilo de gestão, os indicadores e tudo que pudermos fazer para buscar resultados positivos são uma necessidade constante, todavia a adaptação é nosso maior desafio na administração.
Conseguimos sentar à me­sa e es­crever processos, criar planejamentos perfeitos e até mesmo dese­nhar novas estruturas. Na teoria, tudo nos leva a crer que conseguiremos chegar ao sucesso. Na prática, não tem sido muito assim devido à falta de adaptação a desvios e contingências existentes durante o proces­so real.
Muitos problemas ocorrem a partir do momento do início de uma mudança. Entre eles está a relação e o envolvimento equivocado das pessoas no processo. Precisamos de melhores líderes em nossas empresas. Na verdade precisamos melhorar nossa forma de adaptação informando nossos seguidores dos problemas possíveis enfrentados por todos a fim de facilitarmos a vida nas organizações.
Tor­na-se necessário olharmos para o planejamento como par­­te do processo e não como o to­do. Um planejamento sem ação torna-se um pesadelo diário. Assim como a ação com plane­jamento e sem o acompanhamento e ge­renciamento técnico necessário é apenas uma verificação de rotina sem grandes possibilidades de acerto.
Precisamos estar preparados sem­­pre para buscar o sucesso total de nossas organizações. Não podemos esperar acontecer, precisamos deixar de ser reativo e passarmos a ser proativo conseguindo com isso o envolvimento das pessoas tanto nos processos como nas estruturas necessárias para desenvolver empresas repletas de objetivos e metas cumpridas e até superadas com frequência.
O conhecimento técnico faz, fa­rá e continuará a fazer a diferença. Não podemos esquecer que há uma necessidade de equilíbrio entre o conhecimento técnico e a sensi­bilidade dentro das tomadas de de­cisão. Precisamos de profissionais para gerir nossas organizações e, sem sombra de dúvidas, assim, as melhores lideranças e administração aparecerão como consequên­cias de um trabalho realizado a partir de um grande planejamento, todavia com um forte processo de adaptação permanente.
O comportamento de nossos pro­fissionais atuais vem demonstrando que estamos avançando significativamente no processo de construção das novas gestões em nossas empresas.
Muito disso nos traz quantidade, po­­rém, qualidade e sucessos ainda são pou­cos. Temos a oportunidade de verificar algumas poucas gestões privilegiadas em relação a sucessos, mas isso não é difícil de perceber o porquê, pois muito precisa evoluir em relação ao envolvimento de todos os participantes neste processo organizacional necessário no mundo em evolução constante e desenfreada.
O ato de mudar está sendo banalizado para uma necessidade constante de mudanças desorganizadas e mal focadas em objetivos onde a comunicação não foi clara e por isso não serão atingidos.
Certamente, muito pode ser feito para melhorarmos a situação do trabalho como fonte de prazer e orgulho. Não podemos pensar e nem deixar que nossos liderados pensem no trabalho como algo de penalidade para todos. Devemos criar condições para aceitarmos as verdades profissionais e não apenas esperarmos o momento certo para justificarmos uma incompetência ou uma falta de compreensão. A partir de um comportamento voltado para o sucesso coletivo poderemos ter uma melhor visão pro­piciando uma missão real, com planejamentos próprios para ca­da realidade agindo de modo estratégico buscando sempre um acompanhamento técnico com gerenciamento, liderança e chefia capaz de fazer a diferença com as devidas revisões criando o modelo individual de gestão organizacional responsável pelo progresso coletivo sempre com suas devidas adaptações necessárias.

FLÁVIO GUIMARÃES é diretor da Guima­rães Consultoria e Treinamento Empresa­rial, Ad­ministrador de Empresas, Especialis­ta em Empresas Públicas e Privadas, pós gra­du­ado em Gestão Estratégica de Negócios,

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email