Acesso à banda larga fixa e móvel no Brasil cresce 51,5%

Os acessos em banda larga fixa e móvel das prestadoras de serviços de telecomunicações no Brasil alcançaram 38,5 milhões no final do primeiro trimestre de 2011, um avanço de 51,5% em relação à quantidade no final de março de 2010, segundo levantamento realizado pela Telebrasil (Associação Brasileira de Telecomunicações). O crescimento extraordinário desse segmento já coloca o Brasil, de acordo com consultorias internacionais, na oitava posição no mercado mundial de banda larga móvel e em nono lugar entre os países com maior número de acessos fixos.
Na banda larga fixa os acessos alcançaram 14 milhões ao fim do trimestre, um crescimento de 20,5% em relação a março de 2010. Já as conexões em banda larga móvel – que compreendem as oferecidas por meio de modems de conexão à internet e terminais de terceira geração (3G), como os smartphones – tiveram uma evolução de 77,7%, saltando de 13,7 milhões para 24,4 milhões no mesmo período.
De acordo com dados consolidados pela consultoria Informa e pela organização 4G Americas, no final de 2010 o Brasil, onde são conectados 25 novos acessos em banda larga a cada minuto, já se posicionava como o país latinoamericano com maior crescimento na banda larga móvel e liderava, com 59%, o ranking de acessos a esse serviço na região, seguido pela Argentina com 10%, México, com 6% e Colômbia, com 5%. Esse avanço se torna ainda mais evidente quando se verifica que o Brasil conta com 36% do total da base de telefones celulares na América Latina.
O levantamento da Telebrasil mostra também que os acessos em banda larga fixa (Serviços de Comunicação Multimídia) no Brasil com velocidades inferiores a 1Mbps estão em declínio. As conexões mais rápidas, acima de 2Mbps, já representam 20% dos acessos e é nesta faixa que se verifica o maior ritmo de crescimento. Várias prestadoras estão realizando investimentos para a introdução de ultravelocidades, com a implantação de projetos de FTTH (Fiber to the Home).
Mais de oito em cada dez conexões no Brasil estão em residências. Uma das consequências dessa expansão, de acordo com o levantamento Telebrasil, é que 79% dos domicílios que têm computador já navegam na internet em alta velocidade. Os números incluem conexões em banda larga fixa e as oferecidas por meio de modems de acesso à internet móvel.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email