8 de maio de 2021

A vida é a cor que você pinta…

Quando observamos o pôr do sol e as múltiplas tonalidades das flores, o azul do céu, o verde da vegetação, nem sempre nos lembramos da capacidade que temos de enxergar diferentes cores e tons. Pessoas com daltonismo apresentam uma incapacidade para  distinguir cores, de diferenciar por exemplo, o vermelho do verde. O sonho de muitas delas é poder distinguir as cores como elas são, encantar-se com matizes, degradês e tonalidades que ouvem falar, mas não conseguem perceber. Portanto, a capacidade de enxergar as sutilezas das cores, dos traços, das formas, nem sempre é valorizada.

Quantas vezes olhamos para o céu, ao amanhecer ou entardecer, e nos encantamos verdadeiramente com as nuvens tingidas de cores e matizes que nem todos os pintores da história conseguiram reproduzir? Quantas vezes erguemos o olhar para observar os inúmeros tons de verde que compõem a copa de uma árvore? Já paramos para prestar atenção às cores das penas de um beija-flor? E de que vale tudo isso? Alguns podem perguntar. São apenas cores. Porém, quando as coisas não vão bem, costuma-se dizer, simbolicamente, que estão cinzentas. Isso também pode indicar uma postura diante da vida.

Há pessoas que parecem usar óculos com lentes cinzentas, que tiram o brilho e a cor de tudo ao seu redor. São pródigas em reclamar e se queixar, por motivos tolos e superficiais. Parecem possuir um daltonismo moral que lhes faz ver as coisas de maneira distorcida por seu orgulho e egoísmo. E há pessoas que vivem com limitações de diferentes ordens, sem, no entanto, se transformarem em seres amargos.

Veem as coisas com um olhar para o futuro, que compreende a brevidade desta vida. Suas lentes para o mundo são luminosas e coloridas. O daltonismo físico conta com óculos que permitem a correção da deficiência. Entretanto, o daltonismo moral só pode ser corrigido com uma postura transformadora, que fortalece e esclarece, erguida à luz plena dos princípios racionalistas cristãos.  

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email