O simples vem sendo substituído pelo complexo em nossa vida. Isto não é bom, pois o simples é o óbvio e o complexo deveria ser a tentativa da especialização do óbvio. Na atualidade esta substituição já causa desconfortos e prejuízos incalculáveis para todos nós. Bons e grandes projetos pessoais e profissionais deixam de ser postos em prática e ficam engavetados anos, décadas pelo simples motivo de “achar” que precisamos da perfeição para iniciar, todavia o que é necessário para se fazer grandes descobertas e projetos é começar. Como diz Lao Tse “uma jornada de mil milhas começa sempre com um simples passo”. Assim, precisamos desta consciência e certamente estaremos realizando projetos fantásticos e promissores. Devemos esquecer que os limites são final e olhar que isto, na verdade, é o inicio da ultrapassagem deste limitador e a busca da superação dos desafios rumo à ascensão.

A simplicidade é o que descomplica o que na verdade nem deveria ser complicado. Nos seres humanos temos uma necessidade de complicar para poder nos sentirmos úteis e capazes. Se fôssemos simples e objetivos como as crianças, seríamos pessoas com tempo suficiente para trabalharmos e fazermos a diferença. Buscamos o complexo e dificultamos nosso cotidiano aumentando nossa probabilidade de erros, todavia assim podemos nos tratar como “coitadinhos” desprovidos de sorte ou coisa parecida. Jamais queremos iniciar pelo óbvio, pois é muito fácil e logo desconfiamos que aquilo muito fácil certamente seja errado, ledo engano, pois tudo em nossa vida deve iniciar pelo óbvio e assim facilitar todo o processo de desenvolvimento e progresso organizacional e pessoal.
Se observarmos de modo estratégico todo grande projeto pode ter passado por momentos difíceis desnecessariamente. Se estivéssemos trabalhado a simplicidade das necessidades e dos fatos realizaríamos projetos magníficos que até nós mesmos ficaríamos surpresos. O segredo? Não há segredo oculto, há ação, e esta deve ser com pensamento positivo, vontade, determinação e, óbvio, a maior simplicidade possível, pois para um time de futebol aplicar uma goleada ele precisa marcar um gol de cada vez, assim é quando temos problemas e precisamos resolvê-los. Torna-se necessário em nossa vida que encaremos todo o processo de sobrevivência como pontos óbvios de atos e fatos, pois a perfeição deve ser sempre uma busca, um desafio, uma procura e consequentemente uma alegria de saber que fazendo o óbvio e melhorando de modo simples conseguiremos chegar ao sucesso bem mais rápido do que pelas dificuldades e desesperos.

Nossos limites nos mostram uma determinada fraqueza, todavia, se analisarmos, todo ser humano, sem distinção, possui um limite e podemos observar que o tamanho deste pode ser ou não um diferencial. As pessoas possuem limites dos mais diversos possíveis. Se pensarmos de modo simples e descomplicado conseguiremos visualizar e vislumbrar que nossos limites devem ser tratados como ponto de referência que podemos melhorar a cada dia, podemos trabalhar o aumento deste limite e naturalmente estaremos adquirindo experiência para melhor administrá-los ou mesmo ultrapassá-los, pois este é o objetivo de todos na vida. Não é fácil aceitar a verdade de que a culpa das dificuldades existentes são nossas. Não conseguimos aceitar porque fazemos questão de pensar complicado, tentando justificar o que não tem justificativa, mas mesmo assim tentaremos e quase sempre colocaremos a culpa em alguém ou em algum momento e nunca teremos a simples humildade de dizer que a maior parcela de culpa é nossa.
Precisamos melhorar a nossa vida em todos os sentidos o máximo que pudermos, pois assim teremos tempo para trabalhar, descansar e nos divertir. Certamente quando o ser humano busca realizar as tarefas sempre de modo simples terá o óbvio sendo realizado e o complexo deixado de mão. Grandes projetos serão realizados trazendo alegria, sucesso e bem-estar a todos. Mas não é somente isso, pois assim, também, estaremos buscando a perf

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email