6 de março de 2021

A revolução de 1964, seus benefícios e erros

Na política as consequências dos erros dura um tempo enorme, podendo durar até anos. Com a derrubada do governo  de Fulgêncio Batista em Cuba por Fidel Castro, cresceu  a “influência comunista” na América Latina.

A revolução de 1964 foi positiva pra brecar a contaminação comunista que ameaçava se instalar no Brasil. Essa Revolução foi à pedido e com a conivência do Congresso brasileiro e do povo.

Instalados  no poder os militares,  os esquerdistas foram em debandada para o exílio. Mas, os militares cometeram dois grandes erros: com exceção de Roberto Campos que o “exilaram” como embaixador  do Brasil em Londres,  não permitiram e sufocaram o surgimento de lideranças políticas de direita em nosso país. 

Se isso não bastasse,  o presidente Figueiredo açodadamente  promoveu a reabertura política e permitiu a volta de comunistas canalhas como Luis Carlos  Prestes, Miguel  Arraes, Leonel Brizola,  José  Serra, Fernando Henrique Cardoso e tantos outros. 

Hoje o que vemos são as esquerdas dominando o país desde Sarney para cá.  O poder central está nas mãos de um nacionalista que é o presidente Jair Bolsonaro mas, os inimigos do povo continuam a ter grande poder no Congresso Nacional, sindicatos e na Suprema corte da nação.

Como podemos mudar esse estado e essa situação? Só tem um caminho, através da educação e formação do povo, desde a base até a universidade ensinando nossa gente a ser cristã e colocando a pátria acima dos nossos interesses pessoais. Vai demandar tempo, algumas gerações de trinta a cinquenta anos.

Só dessa forma criaremos também uma geração política mais séria e comprometida com políticas públicas onde realmente se volte pra melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro,  do contrário pode vir cem Bolsonaros que a situação dessa prática política miúda vai continuar à contaminar  nossa gente e nossa nação. 

A vida segue…

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email