O Governo do Amazonas está adotando uma série de medidas para reorganizar o fluxo de serviços em unidades de saúde de urgência e emergência que têm recebido pacientes suspeitos do novo coronavírus (Covid-19). Com o crescimento rápido no número de casos em Manaus, principalmente pelo descumprimento das regras de isolamento social, a Secretaria de Estado de Saúde criou um grupo técnico para dar suporte administrativo nas unidades, adotou um novo sistema de identificação de pacientes e busca ampliar a contratação de pessoal de apoio, como maqueiros. Entre as medidas anunciadas está a criação de um sistema de identificação de pacientes com uma pulseira padrão, escrita com caneta de marcação permanente, para que seja possível acompanhar o atendimento e, em caso de óbito, facilitar a identificação no momento de liberação do corpo para a família das vítimas. Também foi iniciado processo para contratação de recursos humanos, principalmente maqueiros, para atuar no manejo de pacientes dentro das unidades, bem como na destinação de corpos antes da liberação para família.

Fatais

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana, que gerencia os cemitérios públicos da cidade, registrou 140 sepultamentos no domingo (26), além de duas cremações. Do total de 142 óbitos, 41 aconteceram em domicílio e apenas dez tem como causa da morte a confirmação por Covid-19. Outras 47 pessoas morreram por síndrome ou insuficiência respiratória, mais 28 tiveram no atestado o registro de causa indeterminada ou desconhecida, entre outras causas.

Berlinda

Entre as prestações de contas que estão na pauta do Tribunal de Contas do Estado, hoje, encontram-se as do Fundo Estadual de Saúde (FES), sob responsabilidade Keytiane Evangelista de Almeida, ex-secretária-adjunta do FES, em 2016; do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano, exercício de 2017, do diretor-presidente Claudio Guenka; além das contas da Prefeitura de Parintins, na gestão Carlos Alexandre Ferreira Silva, o Akexandre da Carbrás (PSD), prefeito em 2015.

Respiradores

A Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas ingressou no início da tarde de ontem com uma Ação Civil Pública com Tutela de Urgência contra a União, a qual proibiu fabricantes de respiradores a faturarem equipamentos para o Estado do Amazonas. A entidade quer facilitar a compra do equipamento pelo Governo.

Muito dinheiro

Os 61 municípios do interior do Amazonas receberam de janeiro até 19 de abril de 2020, dos governos federal e estadual, R$ 72.348.851,40. Os recursos se destinam ao financiamento de ações nas áreas de Atenção Básica, Média e Alta Complexidade e, principalmente, a investimentos para o enfrentamento da pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19)

Testes

O Governo do Amazonas está promovendo uma série de ações voltadas à Polícia Militar com o objetivo de resguardar a saúde da tropa durante a pandemia de Covid-19. Uma dessas medidas é a realização de testes rápidos para o novo coronavírus, que já foram aplicados em mais de 150 policiais desde a semana passada.

Contribuições

O Amazonas tem recebido contribuições importantes do setor industrial do estado para o combate ao novo coronavírus. Algumas empresas do Polo Industrial de Manaus têm realizado doações e se empenhado em produzir insumos para auxiliar o governo durante o período de pandemia. Álcool em gel, máscaras de proteção facial, óculos cirúrgicos, respiradores, computadores, além insumos para produção de álcool são algumas das doações recebidas.

Zona azul

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, prorrogou, até o dia 31 de maio, a cobrança do sistema de estacionamento rotativo pago Zona Azul na cidade. O decreto nº 4.813 foi publicado na última sexta-feira, 24/4, no Diário Oficial do Município.

Pagamento

Será liberado hoje o pagamento para 82 agricultores familiares cadastrados no Programa de Aquisição de Alimentos, executado no Amazonas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Produção Rural, por iniciativa do Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania. O pagamento, inicialmente previsto para ocorrer em maio, envolve recursos da ordem de R$ 321 mil e se refere à aquisição de 129,5 toneladas de alimentos em 29 municípios, beneficiando 36 entidades com doações simultâneas.

Frases

“Temos hoje duas frentes principais na gestão de Manaus: a primeira é o enfrentamento ao novo coronavírus, ao qual destinamos todas as nossas estratégias de saúde e grande parte do nosso orçamento; a segunda são as obras.” Arthur Virgílio Neto (PSDB), prefeito de Manaus

“Verdade acima de tudo. Fazer a coisa certa acima de todos.” Sérgio Moro, ex-ministro

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email