23 de maio de 2022

A Profissão de Administração no Brasil

Dia 9 de Setembro é comemorado o Dia Nacional do Administrador. Essa data foi escolhida em virtude da Lei nº 4.769, assinada em 9 de setembro de 1965, regulamentando a Profissão no Brasil. O profissional de Administração é o responsável pelo gerenciamento de uma organização, seja esta pública ou privada. Ele é quem detém as técnicas de gestão, de planejamento, de controle e da qualidade do serviço ou produto ofertado. Com o advento da industrialização global e o aumento da complexidade das questões a serem revolvidas, diante de um mercado cada vez mais internacional, além da necessidade de se administrar com eficiência, eficácia e efetividade; ter um profissional habilitado para equacionar tantos fatores mostrou-se cada vez mais primordial. O perfil do Administrador precisa estar pautado no dinamismo, na pró-atividade, na criatividade, na capacidade de trabalhar em grupo, de gerenciar conflitos e de procurar superar os diversos entraves encontrados em muitas empresas privadas e instituições públicas.

Como fruto das transformações socioeconômicas das últimas décadas, surgiu um fenômeno em todo o mundo, a quem chamamos de Burocracia. A Burocracia é a sistematização de procedimentos, visando a padronização e organização dos trabalhos. Todavia, infelizmente, o que tem acontecido ao longo dos anos, especialmente na administração pública, é que os procedimentos acabaram se tornando mais importantes que a própria atividade-fim, no âmbito de algumas instituições. E quando isso acontece, a burocracia perde o sentido para o que foi concebida. E o nosso País é um dos que possui diversos entraves burocráticos, o que se torna também um grande desafio para o gestor. A ideia que respalda o termo “burocracia” não é ruim; contudo, o excesso de formalidades, regras e estruturas rígidas acaba por se tornar uma grande barreira que impede principalmente repartições públicas de operarem com toda a sua capacidade, de maneira mais prática, ágil e eficaz. E isso não é de agora e nem resultado de nenhum governo específico. É algo que já perdura há anos. Todavia, já temos visto uma nova postura por parte de muitas pessoas envolvidas no processo administrativo; pois cada vez mais tem havido a compreensão de direitos e deveres de cada um. 

Ações como o Programa Nacional de Desburocratização, criado em 1979 por Hélio Beltrão e o Gespública (através do Decreto Presidencial nº 5.378, que foi resultado da fusão do Programa Qualidade no Serviço Público e do Programa Nacional de Desburocratização) têm sido em prol de melhorar os processos. O profissional da Administração tem a compreensão de que não pode ficar “preso” em procedimentos; pelo contrário, ele precisa ter uma visão sistêmica e holística, procurando sempre fazer com que as atividades em âmbito organizacional, realizadas pelo corpo funcional da entidade, possam estar interligadas, de maneira que as habilidades individuais possam ser bem aproveitadas também; com todos integrados à visão, à missão e aos objetivos da Empresa ou Instituição Pública em questão. Pensamento Sistêmico; Compromisso com as Partes Interessadas; Aprendizado Organizacional e Inovação; Adaptabilidade; Liderança Transformadora; Desenvolvimento Sustentável; Orientação por Processos e Geração de Valor são itens conhecidos também como “Fundamentos de Gestão” e que são muito importantes no processo administrativo.

Era comum até pouco tempo atrás vermos funções, cargos e posições de gestão serem ocupadas por profissionais de diversificadas áreas que, muitas vezes, tinham pouco ou nenhuma base de conhecimento que são próprios do Administrador. Porém, apesar da Profissão não ter muito tempo de existência no nosso País (começou a surgir em meados da década de 1940), cada vez mais sua importância e essencialidade têm sido provada e comprovada; pois, mesmo nos institutos segmentados (como hospitais, escritórios jurídicos, escolas etc.) é fundamental que quem esteja à frente destes tenha o preparo necessário de quem foi preparado para gerir. O Conselho Federal de Administração e os conselhos Regionais (como o do Amazonas) têm feito um ótimo trabalho nesta questão também, como disseminadores da defesa e importância do Profissional da Administração. Por fim, eu quero, mais uma vez, me congratular com todos os colegas de profissão, que têm cumprido um papel tão importante na sociedade, assim como saudar os mestres que tive na Universidade e que são formadores e incentivadores de novos talentos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email