25 de fevereiro de 2021

A importância de conscientizar sobre a vacina

Assim como quase tudo no mundo moderno, as doenças também vem evoluindo. Vírus e bactérias não são os mesmos e, a cada dia, aparentam desenvolver uma nova habilidade, sendo capazes de até mesmo se transformarem em novo vírus ou bactéria e, claro, desencadearem novas patologias.

Do outro lado da equação, o ser humano luta contra esses malefícios com as suas armas. Uma delas é a vacinação, com a esperança de prevenir possíveis infecções, especialmente, em massa – as epidemias.

A vacinação, à medida que ocorrem os processos, torna-se uma importante ferramenta de saúde que, na minha opinião, deve ser implantada e amplamente distribuída pela população, ainda que, vez ou outra, elas não se mostrem capazes de prevenir a doença.

De forma geral, mesmo que incapazes de resolverem todos os problemas da saúde sozinhas, parecem uma importante ofensiva para a busca de uma saúde global melhor.

Embora a pandemia tenha mudado o entendimento de alguns sobre a importância da vacinação, ela criou barreiras para que a imunização aconteça. Em um recorte específico de mães e pais de crianças até cinco anos, aproximadamente 30% atrasaram o processo de vacinação ou não sabem como está a situação da carteira vacinal. Entre os respondentes, 6% afirmam que pretendem vacinar as crianças somente quando a pandemia passar.

Seguir as campanhas e verificar as datas da carteirinha de vacinação ao longo de toda a vida é um hábito necessário para saber se estamos protegidos de vírus e bactérias — independentemente da idade. Ainda assim, metade dos brasileiros não verificam se a carteirinha de vacinação está em dia.

A pandemia trouxe uma necessidade de valorização da ciência e esse número crescente é promissor porque vínhamos em uma onda de descrédito da vacinação. Mudar a percepção, principalmente do jovem, é muito importante.

O medo é justificável, mas é importante vacinar seguindo todos os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email