1 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Por muitas vezes, queremos ser ouvidos, atendidos, servidos e assessorados quando precisamos. Isso é normal. Eu estou diante de uma situação que preciso de ajuda, vou até a pessoa que pode me ajudar e converso com ela, procurando esse apoio. E como é bom quando saímos de lá com a solução do nosso problema, mesmo que às vezes, isso surja como uma palavra amiga, apoio ou com a resolução de fato. 

O questionamento que faço hoje é: estar desse lado e receber ajuda é maravilhoso. Mas, e quando você está do outro lado, ou seja, você é a pessoa que pode ajudar, você é solícito para com as pessoas?

O mundo corporativo está cheio de pessoas “sanguessugas”, prontas para tirar proveito do que os outros tem de melhor em prol de seus próprios interesses. O que é esquecido, e o que eu sempre falo, é: estamos sendo observados o tempo todo (mesmo quando achamos que não estamos). 

Qual é o seu comportamento quando alguém precisa de você? E quando você sabe que só você pode ajudar? Ajuda no exato momento ou deixa para depois, mesmo sabendo que poderia dar um pouco do tempo? Sua atitude é de humildade em apoiar ou se torna esnobe em saber que há algo ou alguém que depende de você? 

A forma com que você é visto no dia a dia vai direcionar seu superior a entender se você está preparado para uma promoção de salário ou de cargo, ou se realmente você ainda precisa aprender um pouco mais, além de questões de confiança, por exemplo.

O que as pessoas geralmente não entendem é que a habilidade de servir e humildade está totalmente e diretamente ligada ao exercício de qualquer cargo de liderança. O líder é a pessoa que dá de si para melhoria do outro, é quem tira do tempo para mostrar onde o outro pode melhorar e ensinar como ele chegar lá, é quem está junto nas dificuldades. Ele não só direciona, mas faz junto para que depois, o outro consiga fazer isso sozinho, porém com a certeza de que, se ele não conseguir, o líder estará lá para auxiliar. Claramente, é quem abdica um pouco de si e das suas atividades para ver o outro, ou seja, sua equipe a alcançar seus objetivos. E se alegra muito com a conquista alheia. Concordamos que qualquer sintoma de egoísmo não entra aqui, correto?

Meu foco aqui é o mundo corporativo, mas não temos como deixar de lado as outras áreas da nossa vida. Convido você a aplicar esses pontos na sua vida pessoal, familiar e social. Como será que as pessoas enxergam você? Talvez a leitura que tenham de você não é a correta? Mas, o que você está fazendo para melhorar isso? 

Sabemos que não é o que o outro pensa que direciona nossas vidas, mas precisamos fazer o nosso possível para viver bem com todos e, nossos comportamentos, atitudes e ações levam as pessoas que estão ao nosso redor a terem alguma visão a nosso respeito. Estranho seria se isso não acontecesse.

Sua conduta perante os demais tem sido algo do qual você possa se orgulhar? Proponho e desafio você a trabalhar esse ponto durante essa semana. Não sabe muito bem como? Vamos lá a algumas dicas práticas:

1) Converse com alguém de sua confiança e exponha a situação, ouça (mas, ouça mesmo, e não fique tentando se defender) e aja em cima. E cuidado com quem você considera de confiança, de preferência alguém imparcial.

2) Não quer se expor? Faça um pequeno inventário por escrito do último mês: lembre situações em que precisaram de você e qual foi a sua atitude perante – Ajudou imediatamente? Deixou para depois? Depois resolveu? Fingiu que esqueceu? 

3) E, finalmente, escreva sua meta em pequenas etapas: meta do dia, meta da semana e meta do mês. 

Desenvolva essa competência comportamental, o ganho será todo seu.

Boa semana!

Fiquem todos com Deus!

Paula Pedrosa é headhunter e CEO Paula Pedrosa Headhunter & HR Solutions

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email