14 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

A expectativa após a trégua dada ao Papa

O meio político em geral especula qual será o comportamento tanto do povo quanto dos próprios políticos depois que o papa Francisco se despedir do Brasil, neste domingo

O meio político em geral especula qual será o comportamento tanto do povo quanto dos próprios políticos depois que o papa Francisco se despedir do Brasil, neste domingo. De fato houve uma trégua neste período, a não ser dos militantes cariocas que formaram grupos de repúdio ao governador Sergio Cabral (PMDB). A expectativa geral é para saber se as manifestações voltarão, até porque as expectativas dos manifestantes vêm sendo sistematicamente frustradas. No Amazonas, a tendência é que a disputa de bastidor em torno da sucessão estadual fique mais intensa. Os movimentos dos últimos dias indicam que os ânimos começam a se acirrar. A divulgação de pesquisas concluídas por institutos locais foi abortada, mas tudo indica que elas acabarão vindo à tona na internet, como aconteceu com a última do instituto Perspectiva, que foi publicada no site da empresa.

FORA DE COMBATE

O senador Alfredo Nascimento (PR) passou as duas últimas semanas fora de combate. É que sua mãe teve complicações com a saúde no Rio Grande do Norte e ele praticamente mudou-se para aquela cidade, a fim de acompanhar de perto a internação dela. Ainda assim o político avisou que virá a Manaus antes do final do recesso de meio de ano no Senado, para preparar a estratégia que utilizará no que vem chamando de “retomada”.

FESTEJANDO

Aparentemente a rodada de negócios da 65ª Reunião Anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) que está sendo realizada em Recife, Pernambuco, anda fazendo bem às empresas amazonenses que se instalaram no estande do Estado. São elas a Mata Tropical, Sohervas, Oiram, LM da Amazônia, Pentop do Brasil, Cupuama, Amazon Doces e a Copamart (Cooperativa Amazonense de Artesanato). Os empresários e a Secretaria de Ciência e Tecnologia andam festejando.

EXEMPLO

O empresário Marivaldo Albuquerque, da Pentop, atraiu o interesse da Prefeitura Municipal de Recife, Distribuidora de Livros, Livraria Recife e o Instituto de Cegos do Estado de Minas Gerais. Já a Sohervas da Amazônia anda fazendo sucesso com a aguardente de açaí e o licor de cupuaçu, frutas típicas da região. Já a Amazon Doces comemora a saída de suas balas de cupuaçu, castanha, maracujá e açaí.

HOMENAGENS

O ex-senador Bernardo Cabral, o comandante militar da Amazônia, Eduardo Dias da Costa Villas Bôas e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, Ari Jorge Moutinho da Costa foram agraciados na sexta-feira (26), com a comenda de Grande Oficial pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas. Já o vereador Mário Frota, o e presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, Antônio Silva e o diretor-presidente da Rede Amazônica de Rádio e Televisão, Phelippe Daou, foram agraciados no grau Comendador.

RAZÕES

A Ordem do Mérito Comercial do Amazonas foi instituída com a finalidade de homenagear personalidades físicas, jurídicas e organizações nacionais e internacionais, que se destacam no segmento empresarial, cultural, científico, político, religioso, social e na defesa da livre empresa no Amazonas. Aos agraciados “têm serviços ou méritos excepcionais e se destacaram ou contribuíram com as entidades do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac no Amazonas”, segundo informa comunicado distribuído pelas organizadoras.

SEM REMOÇÃO

O conselheiro Wellington Cabral Saraiva, do Conselho Nacional de Justiça, suspendeu os procedimentos de remoção do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ele concedeu liminar aos juízes Melissa Sanches Silva da Rosa, Vanessa Leite Mota e Antônio Carlos Marinho Bezerra Júnior, que entraram com Procedimento de Controle Administrativo contra decisão do Pleno, que promoveu magistrados para as comarcas de Iranduba e Rio Preto da Eva. O TJA tem 15 dias para se defender.

O ALVO

Para os autores da denúncia, houve ilegalidade da aferição da produtividade do juiz Jorsenildo Dourado do Nascimento. Ele teria sido beneficiado com base no período de sua convocação, em caráter exclusivo, para a Vara do Meio Ambiente e de Questões Agrárias de Manaus, que contraria normas estabelecidas pela legislação.

ALARMANTE

O manauara não percebe, porque está longe dele, mas os conflitos agrários no sul do Estado aumentaram 6,25% de 2011 para 2012. Os dados constam no caderno “Conflitos no Campo Brasil – 2012”, lançado ontem pela Comissão da Pastoral da Terra, da Igreja Católica. Segundo a organização, 57 pessoas, a maioria trabalhadores rurais e extrativistas, estão ameaçadas de morte e não recebem nenhum tipo de proteção dos órgãos de segurança locais.

MORTOS

Segundo o relatório, cerca de 3,4 mil famílias foram afetadas pelo total de 34 conflitos ocorridos no ano passado. Houve ainda uma tentativa de assassinato e dois assassinatos – o do llíder comunitário Raimundo Notanto da Silva Chalub, o “Rato Branco”, em Lábrea, e o do agricultor Francisnilson João Constante de Souza, 24, em Apuí.

MUDANÇA

Em Manaus, a divulgação de novos números pelo setor de Segurança, atestando que os casos de assalto aumentaram muito, indica uma clara mudança na estratégia de divulgação do setor, que até então procurava enfatizar apenas reduções da criminalidade. Aparentemente a nova orientação da comunicação governamental decidiu encarar com mais realismo a situação, já que as fugas recentes dos presídios assustaram a população e aumentaram muito a sensação de insegurança.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email