Pesquisar
Close this search box.

Grupo Coimbra’s Eventos fortalece atuação e amplia serviços aos clientes

Compartilhe:​

O ano de 2022 marcou a retomada do setor de eventos e festas, atividades sociais que movimentam uma cadeia enorme de fornecedores, muito dinheiro e emprego! A bonança chegou após dois anos de muito prejuízo devido à pandemia de Covid-19, período em que medidas de restrição de público e isolamento social foram adotadas por autoridades médicas e governamentais, visando frear o avanço da doença.

Pra se der uma ideia do tamanho do prejuízo, a Associação Nacional de Organizadores de Eventos Empresariais e Profissionais (ANOEEP) fez um levantamento, o qual mostrou que os anos de 2020 e 2021 foram marcados por um prejuízo de aproximadamente R$ 230 bilhões, com 97% das empresas desse setor enfrentando impactos adversos e mais de 350 mil festivais e eventos culturais sendo cancelados.

Entretanto, em 2022 a realidade mudou e o setor voltou a faturar alto. Conforme a ANOEEP, o setor registrou um crescimento de 400% em relação a 2020, representando uma contribuição de 4,32% para o PIB (Produto Interno Bruto) do país.

Em Manaus, apesar de toda a adversidade causada pela pandemia, o Grupo Coimbra’s Eventos, resultado de uma fusão entre quatro empresas, em 2023 deu a volta por cima e segue firme realizando a organização e a prestação de serviços em eventos sociais e corporativos. A líder da Coimbra’s é a empreendedora Ely Coimbra (foto).

Graduada em Administração com Ênfase em Recursos Humanos (CIESA) e em Psicologia (Fametro), a virada de chave para Ely ocorreu em 2010, com a conclusão de um curso de cerimonialista. Desde então, segundo ela, esse insight permeou a construção do que é hoje o Grupo Coimbra’s Eventos.

“Fui incentivada em um momento de mudanças e segui em busca de meu crescimento para lapidar meus diferenciais. Desde 2010 a início de maio de 2023, pude aperfeiçoar minhas habilidades em eventos sociais, e após um contato e solicitação de uma proposta para realizar dois eventos onde teríamos que viajar para o interior com uma equipe escolhida a dedo, percebi que esse foi o desafio principal para a criação do grupo”, explica.

A proposta de atendimento do Grupo Coimbra’s Eventos contempla o apoio na produção de eventos, exposições e, mais recentemente, shows de pequeno, médio e grande porte. Com o auxílio de prestadores de serviços da holding – 30, ao todo – a empresa disponibiliza suporte no audiovisual (som, iluminação e telões), limpeza e higienização, intérpretes de Libras, entre outros.

“Todo o passo a passo, desde o projeto até a realização, é conduzido por  processos e métodos, com divisão de coordenadores e responsáveis por serviços. Cada um desempenha seu papel, porém, tudo é supervisionado pela produção da Coimbra’s Eventos. O nosso diferencial é poder contratar uma empresa completa que atenda ao cliente em qualquer tamanho e porte para a realização do seu evento, e sermos lembrados toda vez em que se linkar o nome com a marca”,  comenta a empreendedora.

Marcas de porte local e nacional, como Bemol, Hotel Ramada e a Ambipar foram algumas das contratantes do grupo em 2023. Por isso, Ely classifica os feedbacks como positivos. “Nossos clientes estão satisfeitos, e o ano de 2023 fica marcado como uma mudança que sempre foi aguardada com muita ansiedade, mas que chegou tranquila e paciente. Os planos para 2024 estão sendo alinhados e repletos de perspectivas, mostrando que podemos entregar com confiança cada evento com qualidade e dedicação”, finaliza.

(FOTO)

A indústria bilionária do ‘ransomware’

Segundo a recente edição do Índice Global de Proteção de Dados, elaborada pela americana Dell, que entrevistou 1.500 tomadores de decisão da área de Tecnologia da Informação (TI) e segurança de corporações de várias partes do mundo, incluindo o Brasil, cerca de 93% das companhias brasileiras já sofreram algum tipo de sequestro digital de dados. O tipo de ataque cibernético mais usado foi o ‘ransomware’, responsável por bloquear o acesso ao sistema ou aos dados da vítima, obrigando-o a pagar um resgaste financeiro para ter acesso novamente. Essa é uma realidade cada vez mais preocupante e que levanta fortunas com os pagamentos para reaver os acessos, o que fortalece cada vez mais esse tipo de crime.

Outra pesquisa, da Chainalysis, empresa de análise de blockchain, mostra que pagamentos em criptomoedas de resgates de sistemas sequestrados devido a ataques referentes a ‘ransomware’ quase dobraram no ano passado.  De acordo com o estudo, os criminosos embolsaram nada menos do que US$ 1,1 bilhão em 2023 para liberarem os tais acessos. Um recorde se comparado ao ano anterior quando os bandidos virtuais encheram os bolsos com US$ 567 milhões.

Coca-Cola pretende investir bilhões no Brasil, em 2024

Com o montante de nada menos do que R$ 4 bilhões, a multinacional americana pretende investir pesado no mercado brasileiro este ano, uma das principais praças de crescimento da marca em 2023. O investimento bilionário será usado para modernizar e expandir a estrutura fabril e a malha logística. A Coca-Cola também implementará ações para reforçar a relação comercial com o pequeno e médio varejo. Outra parte dos recursos será utilizada para fortalecer a estrutura de vendas, o que inclui geladeiras e material promocional.

Menos brinquedos

Dados levantados pela Circana, empresa global de data tech para análise do comportamento de consumo, mostram que a indústria global de brinquedos apresentou queda nas vendas em 2023, e o Brasil acompanhou essa tendência.  De acordo com a pesquisa, o mercado brasileiro de brinquedos obteve um faturamento de quase R$ 5 bilhões, com aproximadamente 66 milhões de unidades vendidas, resultando em um preço médio de R$ 73 por brinquedo.

Os desafios para o setor são muitos, entre eles, a queda da taxa de natalidade, alta da inflação e o aumento do uso de telas pelas crianças são fatores que contribuem para a performance nagativa!

RÁPIDAS & BOAS

O Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) acaba de lançar o curso ‘G_DeZ, a Jornada de Líderes pelo Desmatamento Zero na Amazônia até 2030’, que será realizado por meio do Centro de Aprendizagem e Cultura Imaflora (CACUÍ). As inscrições estão disponíveis até a quinta-feira (22/2) e as aulas ocorrerão entre março e outubro de 2024, na modalidade híbrida. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail ([email protected]).

**************************************************

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) está com inscrições abertas para o Processo Seletivo para Professor Substituto até a quinta-feira (22/2). O ingresso é para o primeiro período letivo de 2024 ou de acordo com as necessidades das Unidades Acadêmicas e os candidatos aprovados e contratados exercerão suas atividades de forma presencial. O edital pode ser consultado por meio do link (https://acesse.dev/5prwF).

**************************************************

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) está com edital  (nº 010/2023) aberto para o Programa de Amparo à Graduação (Prograduar). As inscrições podem ser realizadas até a segunda-feira (4/3), às 17h. As candidaturas deverão ser apresentadas em formulário online específico e enviadas via Sistema de Gestão da Informação da Fapeam (SigFapeam), disponível no link (https://www.fapeam.am.gov.br).

Parte superior do formulário

Cristina Monte

Cristina Monte

Cristina Monte é articulista do caderno de economia do Jornal do Commercio. Mantém artigos sobre comportamento, tecnologia, negócios.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar