30 de junho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Caderno: TRENDS JC

Autoconhecimento é primeiro passo para mudança

Lilian D’Araujo  @lydcorr Encontrar um equilíbrio entre os extremos é uma tarefa difícil, principalmente quando se trata dos sentimentos. Mas, há uma maneira de se chegar a esse nível de inteligência emocional: o autoconhecimento. Isso quem explica é Karina Bessa, psicóloga, especialista em Terapia Cognitivo Comportamental. Ela esteve nos estúdios do JCAM Streaming para uma revigorante entrevista ao programa Trends JC, nesta semana. Mais do que retomar o controle mínimo da mente, a inteligência emocional é o segredo para que a pessoa descarte o descontrole, a decepção recorrente e acessos de raiva, que podem prejudicar relações interpessoais e, até mesmo,

Autoconhecimento é primeiro passo para mudança

Lilian D’Araujo  @lydcorr Encontrar um equilíbrio entre os extremos é uma tarefa difícil, principalmente quando se trata dos sentimentos. Mas, há uma maneira de se chegar a esse nível de inteligência emocional: o autoconhecimento. Isso quem explica é Karina Bessa, psicóloga, especialista em Terapia Cognitivo Comportamental. Ela esteve nos estúdios do JCAM Streaming para uma revigorante entrevista ao programa Trends JC, nesta semana. Mais do que retomar o controle mínimo da mente, a inteligência emocional é o segredo para que a pessoa descarte o descontrole, a decepção recorrente e acessos de raiva, que podem prejudicar relações interpessoais e, até mesmo,

Amazônia digital é aqui e agora

Mais de 100 startups, dezenas de empresas nacionais e um grupo seleto de autoridades e empresários ligados às mais diversas áreas produtivas de comércio, serviços e tecnologia são as atrações da Feira Internacional Expo Amazônia Bio&Tic 2022, que vai acontecer nesta sexta-feira (30) até o sábado (dia 2 de julho). Para falar sobre este evento que está mobilizando o Brasil todo, o Trends JC recebeu o diretor-executivo da Associação do Polo Digital de Manaus, Murilo Monteiro. Negócios, inovações, novidades em serviços, novas ferramentas e equipamentos no mercado são algumas promessas que a Expo Amazônia deve entregar. Além disso, a área

Cervejaria Rio Negro – sabor universal com cara amazônica

Por Lílian D’Araujo  @lydcorr  O segmento de bebidas alcoólicas conseguiu sobreviver e, em alguns casos, até crescer durante a pandemia. Mas, essa realidade não é para todos. As cervejarias artesanais vivem um cenário diferente. Além das dificuldades enfrentadas durante os 2 anos de oscilação por conta da Covid-19, hoje ainda buscam se recuperar do tombo nas vendas e queda na produção. Para conversar sobre esse assunto, o programa/podcast Trends JC recebeu, nesta quarta-feira (22), o cervejeiro e CEO da Cervejaria Rio Negro, Bruno César Silva. O paranaense casado com uma amazonense falou sobre o mercado de cervejas artesanais e revelou

Se liga no folclore, pois é São João!

O folclore amazonense foi o tema do bate-papo descontraído do Trends JC, na última sexta-feira, 17, nos estúdios do JCAM Streaming, na sede do Jornal do Commercio. O convidado especial, José Santos, presidente da Liga Independente dos Grupos Folclóricos de Manaus, conversou sobre o cenário atual do folclore manauara, as competições que estão acontecendo no momento e sobre a realidade dos grupos. O período de São João está em pleno andamento e podemos ver, espalhadas pela cidade, festas tradicionais e apresentações dos grupos folclóricos manauaras. Mas, fora o lado do entretenimento, as batalhas nas arenas já começaram e valem muito

Robótica e metaverso no recreio das crianças

Robótica, metaverso, programação, desenvolvimento e outras inovações tecnológicas estão mudando a cara do ensino público em uma escola municipal. Crianças do ensino fundamental da Escola Municipal Antônia Medeiros da Silva, localizada no bairro União da Vitória (zona Oeste), estão criando protótipos, manipulando simuladores e ‘brincando’ de montar circuitos há 3 meses. Pelo menos dois projetos teoricamente viáveis comercialmente já resultaram desta “brincadeira”. Um deles, o cestinho de lixo automatizado, foi apresentado ao vivo pelos alunos e equipe da Nobre no último episódio do Trends JC, diretamente dos estúdios do JCAM Streaming, na última quarta. O que começou como uma iniciativa

Ações que mantêm a floresta em pé

A Amazônia é grandiosa, desafiadora, vasta, continental, intrigante, misteriosa, perigosa e muito valiosa, não apenas para o Brasil, mas para a humanidade. São muitos os adjetivos, assim como os desafios que envolvem a região mais importante do planeta. E quem faz a diferença, são pesquisadores, trabalhadores, divulgadores e moradores da floresta. São eles que mantêm a floresta em pé. É com uma dessas personagens, que o Jornal do Commercio e o programa/podcast Trends JC conversou nesta quarta-feira, 8. A comunicadora do Projeto Raízes do Purus, Marina Rabello, falou sobre as atividades que a organização indigenista desenvolve junto às comunidades na

Uma escola da vida e para a vida

Assunto polêmico que entrou nos debates das famílias nas últimas semanas, o homeschooling surge como uma modalidade de ensino fora das escolas, ou, mais precisamente, dentro de casa. Nesse caso, o ensino fica por conta das famílias. Em entrevista às meninas do Trends JC, programa do JCAM Streaming, a presidente do Sinepe-AM (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas), Laura Cristina, posicionou-se contra a modalidade e debateu vantagens e desvantagens do modelo. O projeto de lei que regulamenta o homeschooling foi aprovado recentemente na Câmara dos Deputados, em Brasília, e está agora nas mãos do Senado Federal.

Cláudia Trindade: “ser artista em Manaus é difícil”

Ela tem a alegria da arte nas veias, o fogo do samba no corpo e um vozeirão de dar arrepios ao seu público. A cantora Cláudia Trindade foi a convidada desta sexta-feira no programa/podcast Trends JC, gravado diretamente dos estúdios do JCAM Streaming, no Jornal do Commercio.  Claudinha, como é conhecida no cenário musical do Amazonas falou sobre as dificuldades vivenciadas na pandemia e também sobre a volta aos palcos. “Estamos voltando. Os eventos estão voltando, mas ainda enfrentamos muitas dificuldades. Faltam espaços que apostem nos nossos talentos e queiram pagar pela arte”, disse.  Apesar dos eventos estarem voltando, o

Claudio Santoro – o grande exportador de talentos

Com 24 anos de atuação, o Liceu de Artes Claudio Santoro já descobriu talentos, lançou profissionais de sucesso para o mercado e já capacitou quase 500 mil pessoas e se reinventou para elevar ainda mais sua relevância. Hoje, a instituição ligada à Secretaria Estadual da Cultura e Economia Criativa (SEC) utiliza de canais digitais para aumentar sua capilaridade e atingir de forma satisfatória os municípios do interior. O programa Trends JC, podcast e websérie do Jornal do Commercio, conversou com o Maestro Davi Nunes, Diretor do liceu e ele garantiu: “cada município tem sua característica única e queremos potencializar” Além

Lançamento: Harry Styles lança seu novo álbum, o potente e original “Harry’s House”

Já tem um tempo que o Harry Styles -astro maior da finada One Direction, tem aberto as portas da sua intimidade para nós, não é mesmo? Ele aos poucos foi mostrando seu estilo próprio, cheio de controvérsias, dubiedade e simplicidade elegante, na minha opinião, claro. Agora, ele abre as portas da sua casa. E, devo confessar, alugou um triplex na minha cabeça. O disco recém lançado, Harry’s House” -na tradução literal: “Casa do Harry”, é incrível. E para não ficar apenas no adjetivo, o terceiro disco da carreira do reizinho é poético, honesto e leve. O disco chegou chegando antes

Moda indígena: editoriais não serão mais os mesmos

Por: Lilian D’ Araujo  @lydcorr Enquanto o mundo inteiro curte as suas “semanas da moda”, seus ‘fashion weeks”, seus editoriais aguardadíssimos com ‘o mais do mesmo’ nas roupas ‘tendências’ de Instagram, por aqui, o segmento de moda vai fazendo história: aconteceu, há algumas semanas, a I Mostra Intercultural de Moda Indígena em Manaus. Na passarela a participação de 29 estilistas, sendo dois coletivos e 37 modelos indígenas, das etnias Munduruku, Baré, Sateré-Mawé, Tikuna, Witoto, Mura, Tariano, Kambeba, Carapanã e Kokama, entre outros. Estamos falando de simbologia dos pés à cabeça. É que no Amazonas é assim. Pelas mãos de duas