4 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Caderno: Especiais

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/2Sem/10%20Out/15/macarrao%203092.jpg

Indústria regional de alimentos mantém público

A indústria tradicional de alimentos parece não acompanhar a evolução do segmento em Manaus, mesmo hoje convivendo com um mercado de pelo menos 2,5 milhões de consumidores em potencial, que antes chegavam a 300 mil na cidade em outras épocas. Nos últimos anos, as empresas regionais desse setor vêm mantendo a mesma produção considerada ainda incipiente, que atende mais os clientes da capital e dos municípios do interior, sem extrapolar os limites do Estado. E está hoje fora de cogitação entre as empresas tradicionais pensar em exportar as massas produzidas no Amazonas para outros Estados. Mesmo porque esses produtos enfrentam

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/2Sem/10%20Out/14/Teatro1.jpg

Cenas de uma Manaus de antigamente

Hoje, com um celular, qualquer pessoa tira foto e qualquer momento é motivo para se clicar uma imagem. Mas até pouco tempo não era assim. Só profissionais ‘faziam’ e revelavam fotos. E quanto mais se voltar no tempo, mais complexos ficam os processos para se obter uma imagem revelada num papel. As primeiras fotos de Manaus surgem no final do século 19 e o primeiro fotógrafo profissional a morar na cidade e imortalizá-la através de suas imagens foi o alemão George Hübner. Graças a ele, e a diversos outros anônimos, ficamos sabendo como era a Manaus do fim do século

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/2Sem/10%20Out/15/cinema%20regional%202098.jpg

Cinema amazônico sem estereótipos

Atualmente, a atriz Isabela Catão se prepara para participar do curta-metragem “Enterrado no Quintal”, sob a direção de Diego Bauer. Este, por sua vez, encontra-se escrevendo também um roteiro para um longa, com Pamella Martelli, que tem o título provisório de “Maria”. Já o cineasta Sérgio Andrade pretende lançar comercialmente, em 2020, o seu mais recente filme, “A Terra Negra dos Kawa” (2018), e já planeja mais um longa de ficção. E Zeudi Souza, que busca uma especialização em Barcelona, na Espanha, terá o curta “Rio das Borboletas” em circulação pelo Brasil por meio da Mostra Sesc de Cinema. Assim

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/2Sem/10%20Out/11/manaus%20livro%202098.jpg

De Manáos a Manaus

Quem teriam sido os Manáos? Onde habitaram efetivamente? O que significa a palavra Manáos? Ainda teriam descendentes deles vivendo entre nós, no Amazonas, na Amazônia? Certo é que esta gente nos legou seu nome, orgulhemo-nos ou não, de termos nascido nesta cidade de Manaus, somos manauaras, e ainda que muitos tenham vergonha desta condição, nas nossas veias corre sangue indígena. “A cidade de Manaus não nasceu com este nome. Recebeu-o quando se tornou vila, a 25 de junho de 1833, na reorganização do território nacional para execução do código de processo criminal, em 1832, quando a grande província paraense foi