30 de junho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Caderno: Economia

Auxílio a caminhoneiros pode pagar até R$ 1.000 por mês

A quatro meses das eleições, o governo Jair Bolsonaro (PL) planeja pagar até R$ 1.000 mensais de auxílio a caminhoneiros autônomos como forma de amenizar o impacto da alta dos combustíveis sobre esse grupo, que é um dos pilares da base eleitoral do presidente.O valor tem sido discutido entre integrantes do Palácio do Planalto, parlamentares e membros do Ministério da Economia.Caso confirmado, o repasse mensal aos caminhoneiros será mais que o dobro do piso de R$ 400 pago hoje às famílias do programa Auxílio Brasil, que contempla pessoas em situação de pobreza ou extrema pobreza. O benefício médio é de

Zona Franca tem nova resposta positiva, agora da PGR

A ZFM venceu mais uma etapa no contencioso jurídico em torno dos decretos federais que reduziram linearmente as alíquotas de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). A PGR (Procuradoria-Geral da República) emitiu, na noite desta segunda (20), um parecer contrário ao agravo regimental movido pela AGU (Advocacia-Geral da União). Na prática, o órgão se manifestou pela manutenção da medida cautelar concedida pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, que suspendeu o corte do tributo sobre produtos da Zona Franca de Manaus. O parecer da PGR também cita a Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) impetrada pelo Partido Solidariedade, a

Mais crédito para as microempresas

A demanda por linhas de crédito vem crescendo desde 2021, principalmente para Micros e Pequenos Negócios, segundo pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, que apontou mais de R$ 166 bilhões captados ao longo do ano passado. A modalidade microcrédito, considerada a mais solicitada pelos donos de pequenos negócios, tem sido o socorro para quem visa ampliar os negócios ou dar o primeiro passo rumo à abertura. A liberação dessa linha de crédito no Amazonas, somou R$ 50 milhões, somente este mês, contemplando mais de 4,7 mil pequenos negócios financiados em seis meses de operação no Estado neste ano. O levantamento

Próxima reunião do Codam avaliará pauta com R$ 2,65 bilhões

ZFM avalia pauta de R$ 1,54 bilhão, mas busca novas matrizes

O Codam avalia, nesta segunda (20), uma pauta de R$ 1,54 bilhão, com um total de 39 projetos para o PIM, tanto de implantação (20), quanto de diversificação (16) e atualização (3). A lista se completa com uma propositura de diversificação já aprovada em regime de ad referendum. As propostas previstas na 296ª Reunião Ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Amazonas preveem ainda a geração de 1.373 novos postos de trabalho, nos próximos três anos, no Polo Industrial do Amazonas, sendo 1.205 nas linhas de produção e 168 nas administrações. Há ainda a previsão de aproveitamento de 201 postos por

Amazônia mais sustentável: a nova ZFM

Batalha do IPI em rounds para o Amazonas

A ZFM teve ao menos uma vitória parcial no STF, nesta semana, no âmbito das crises do IPI. A AGU (Advocacia Geral da União) pediu a revogação da medida cautelar que salvaguarda os produtos da Zona Franca de Manaus dos decretos de corte de alíquota do tributo, sendo contestada pela bancada federal, por meio do partido Solidariedade. O mérito não foi decidido, e a PGR (Procuradoria Geral da República) tem prazo até a próxima semana para se manifestar a respeito da questão. Parlamentares do Amazonas referendaram os argumentos em defesa do modelo.  Em paralelo, o colegiado do Supremo Tribunal Federal

Setor de Serviços põe o ‘pé no freio’ no Amazonas

O setor de serviços do Amazonas perdeu fôlego em abril, após três meses seguidos de escalada. Em mês de alta mais amena na inflação e no endividamento do consumidor, a variação mensal da atividade encolheu 1,1% em âmbito local, perdendo completamente o ganho anterior (+1,1%) e sinalizando mais dificuldades para crescer na atual conjuntura econômica brasileira. O Estado foi em direção diferente da média nacional que estagnou (+0,2%), sendo sustentada pelos subsetores de informação e comunicação, e de serviços prestados às famílias.  Ainda houve incremento de 9,8% ante abril do ano passado, confirmando os efeitos do bônus da reabertura dos

23 milhões de pobres vivem com menos de R$ 7 ao dia no Brasil

O total de brasileiros abaixo da linha básica de pobreza no país atingiu recorde no fim de 2021, com 23 milhões de pessoas -quase uma Austrália- vivendo com menos de R$ 210 ao mês (R$ 7 ao dia). Isso equivale a 10,8% dos brasileiros.Embora baixo para suprir as necessidades básicas, o valor é usado como critério de elegibilidade a algum benefício pelo Auxílio Brasil -o que significa que milhões de brasileiros que teriam direito a entrar no programa seguem excluídos.Além do recorde no total de pessoas vivendo com menos de R$ 210 ao mês, em série iniciada em 2015, os

Governo pressiona Petrobras para segurar preços até aprovação de projeto do ICMS

Com petróleo voltando a operar acima dos US$ 120 por barril e o real novamente acima dos R$ 5, a Petrobras vem sendo pressionada pelo governo federal a segurar reajustes ao menos até a aprovação do projeto que estabelece teto para o ICMS (imposto estadual) dos combustíveis e energia.A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (14) o projeto de lei complementar que estabelece um limite para as alíquotas do ICMS sobre combustíveis, energia, transportes e telecomunicações. Problemas técnicos impediram a votação de destaques (propostas de modificação ao texto), que serão apreciados nesta quarta-feira (15). A seguir, o projeto seguirá para

Prefeitos dizem que teto no ICMS do diesel não evita aumento de passagens de ônibus

A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que reúne gestores de cidades médias e grandes, afirma que a redução no preço do diesel gerada pela criação de um teto na cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) não evitará novos aumentos nas tarifas do transporte público.“A redução do preço do diesel na bomba, que, caso aconteça, deverá ser pequena, não impactará nas tarifas. Também não há como assegurar que não teremos novos reajustes nas catracas”, diz o prefeito de Aracaju (SE), Edvaldo Nogueira (PDT), presidente da entidade.Isso ocorre, segundo ele, porque o valor das passagens está represado. O

Construção está mais cara no Amazonas

O custo da construção civil do Amazonas subiu 1,14%, em maio. O preço do metro quadrado passou de R$ 1.528,16 para R$ 1.545,58, em alta menos intensa do que a do registro anterior (+1,34%). Diferente dos meses anteriores, o reajuste estadual correspondeu apenas a pouco mais da metade da escalada do nacional (+2,17%), que apresentou o maior valor desde junho de 2021. Em ambos os casos, o passivo médio da atividade voltou a bater a inflação oficial (+0,47%). Os dados são da pesquisa do Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil),divulgada nesta quinta (9), pelo

Renda domiciliar do Amazonas é a menor desde 2012

O rendimento médio mensal das famílias do Amazonas caiu 9,29% entre o começo de 2012 e o fim de 2021, ao passar de R$ 893 para R$ 810. Foi o menor valor em dez anos. O Estado seguiu a tendência nacional, mas a remuneração domiciliar amazonense ficou atrás das médias brasileira (R$ 1.353) e das regiões Norte (R$ 871) e Nordeste (R$ 843) – os patamares mais baixos do país. Na outra ponta, Sul (R$ 1.656) e Sudeste (R$ 1.645) tiveram os melhores números. Os dados são da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua – Rendimento de todas

motocicletas

Produção de motos cresce 22% no Polo Industrial de Manaus

A produção das fábricas de motocicletas do PIM acelerou em maio, após a derrapagem do mês anterior. O Polo Industrial de Manaus produziu 129.781 unidades, quantidade 15,2% superior à obtida em abril (112.678). O desempenho também foi 15,2% melhor do que o do quinto mês de 2021 (103.792). Com isso, o parque fabril da capital amazonense conseguiu sustentar alta de 22,9% nos cinco primeiros meses do ano (569.598), na comparação com igual intervalo do ano passado (463.413). Foi o melhor resultado para o período, desde 2015 (580.607). Os números são da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas,