7 de dezembro de 2021
é especialista em negócios digitais, editora da coluna Mais Empresárias
é especialista em negócios digitais, editora da coluna Mais Empresárias

Raquel Omena

412 mil… que não seja em vão!

Apesar do empreendedorismo ter sido sempre o foco dessa coluna, hoje eu não vou falar sobre isso. Eu gostaria de falar sobre algo pessoal e que sem, dúvida, também já afetou a vida de vocês de alguma forma. Esses dias eu li que um luto envolve diretamente nove pessoas do convívio do falecido. Seguindo essa ideia, nós temos hoje três milhões e seiscentos mil pessoas impactadas diretamente com a morte de um ente querido. São mais de quatrocentas mil mortes por covid-19 no Brasil e apesar de nunca ter tido a intenção de transformar minha coluna em um mural de

Quem te inspirou a fazer o que fazes?

Quando decidi escrever sobre esse tema, primeiramente, passei uns 10 minutos olhando para o título e pensando: – Quem me inspirou a fazer qual das coisas que eu faço hoje? Empreender, criar conteúdo, ouvir determinadas bandas, gostar de certos tipos de lugares, comidas, tocar instrumentos, levar adiante um projeto musical ousado quase uma suposta tecnologia inovadora ou enfim, o que seria? Para mim, nossas escolhas funcionam praticamente como uma trilha de gravação que quando você aperta o “rec”, as linhas começar a ser escritas e na loucura do cotidiano, a única coisa que importa é que você precisa continuar escrevendo.

A isca de cada dia no mar da web

Você sabia que, segundo a agência de marketing digital We Are Social, o Brasil é a terceira nação que passa mais tempo na internet? Então, com base nisso, você acha que Marketing Digital é investimento ou gasto? Para mim, esta é uma resposta óbvia, mas para muita gente a resposta imediata é gasto! Quando eu lembro que cursei a faculdade de Propaganda e Marketing em 2002 e quando se falava em anúncios costumava ser inserção na rádio, outdoors, comerciais de televisão e o custo disso era absurdo e hoje você consegue fazer um anúncio no facebook ou instagram gastando R$ 6,00

Ela luta a luta delas

Estava em dúvida sobre o que escrever já que estamos na semana do dia da mulher. E apesar de parecer que muito pode ser falado, este espaço não é o suficiente para enumerar todos os pontos que precisamos evoluir para criar uma sociedade realmente justa e igualitária. Se for parar para pensar, coisas pequenas me chocam em pleno século 21, como ir a uma loja no shopping ou ao supermercado e encontrar “promoções” de eletrodomésticos, panelas e utensílios que colocam a mulher no mesmo papel que ela era obrigada a representar em um passado não tão distante. Aquele pensamento machista

Eu, eu mesma e o passado

Se você tivesse a oportunidade de voltar ao passado e escolher uma pessoa para rever e trocar algumas ideias sobre o futuro, quem você escolheria? Sem a menor sombra de dúvidas eu escolheria a mim mesma. Sem prepotência nenhuma, é claro que gostaria de voltar e me dar alguns conselhos (rsrs). Mas sem esquecer que na vida real, essa viagem ao passado serve apenas como comparação e análise para evitar erros futuros, não para viver se lamentando pelo que não deu certo. Certa vez, ouvi uma pessoa próxima dizer que vários trechos da música “Epitáfio” da banda Titãs poderiam estar

Business Model Canvas para músicos?

Ultimamente tenho trabalhado massivamente no redescobrimento da música como fonte de renda. Estive por 2 anos em outra cidade, trabalhando unicamente com empreendedorismo e crescimento digital, utilizando as redes sociais como fonte de captação de cliente. É um grande desafio separar tudo o que aprendi sobre o mercado digital de um lado, e tudo que eu sabia e preciso reaprender sobre o mercado musical de outro, no intuito de analisar as duas áreas e criar o meu novo modelo de negócio. Engraçado que quando começamos um novo caminho ou partimos em busca de uma nova missão, parece que deixamos todo

Dinheiro para começar: De onde tirar?

Quando o assunto é dinheiro tudo parece ficar mais complicado, não é mesmo? Ainda mais num período em que a maioria de nós, meros mortais, precisa se virar nos 30 para sobreviver a essa crise danada que se espalhou pelo país. Bom, antes de entrar no tema de hoje, gostaria de aproveitar que estamos falando de crise, para dizer a vocês que mesmo em uma economia incrivelmente estável, o seu negócio pode enfrentar dificuldades. Seja por problemas na gestão, capital investido errado ou dívidas crescentes por falta de controle, enfim se você não souber administrar corretamente, pode ser a melhor

O valor da experiência do cliente

O valor da experiência do cliente

Sempre que tenho a oportunidade de falar sobre negócios com empreendedores iniciantes, eu tento fazê-los enxergar que abrir a própria empresa é mais simples do que parece. Se você tiver em mente qual o mercado em que vai atuar, o produto que vai vender ou o serviço que vai prestar, focar na experiência do cliente em relação a sua empresa vai te fazer acertar a mão e aumentar a suas chances de sucesso.   Eu sei que isso deveria ser óbvio, mas sempre em conversas entre amigos, percebo que a ordem de prioridades na hora de pensar no modelo de negócio é

O problema do cliente X A solução da empresa

O problema do cliente X A solução da empresa

Você já parou para pensar nas etapas que o seu cliente cumpre até concluir uma compra na sua loja?  Eu decidi trilhar todo esse caminho, explicando cada etapa de forma geral, para que vocês consigam entender que o relacionamento entre cliente e empresa é bem maior e mais complexo do que você imagina.  Para explicar de forma mais simples, todo relacionamento passa por um Funil de Vendas que, por incrível que pareça, muita gente não sabe o que significa e nem como utilizar essa ferramenta para automatizar a captação de novos clientes.  Então vamos lá. O Funil de Vendas é

Reunião ou não? Eis a questão

Reunião ou não? Eis a questão

Em uma pesquisa recente da McKinsey, empresa de consultoria americana, 61% dos executivos disseram que pelo menos metade do tempo gasto na tomada de decisões, grande parte em reuniões, é ineficaz. Virginia Heffernan, jornalista e consultora, em seu artigo “Meet is murder” (Reunião é assassinato), publicado em 2016 no New York Times, também questiona a prática. Ela mostra que 15% do tempo de uma empresa inteira é gasto em reuniões, um desperdício de US$ 37 bilhões por ano nos Estados Unidos. Quantos de nós já fomos obrigados a deixar o que estávamos fazendo para entrar em uma reunião totalmente desnecessária,

Do Roxie Ensaio Bar ao Estúdio Sonora Music

Do Roxie Ensaio Bar ao Estúdio Sonora Music

De todas as coisas que eu poderia estar fazendo neste exato momento, contar essa história é tudo que eu não queria. Não nestas circunstâncias, claro! Quem sabe mais no futuro num arquivo confidencial do Faustão, no auge do sucesso dos nossos projetos. Porém não posso deixar passar a oportunidade de usar esse espaço, em que falo sobre empreendedorismo feminino, para destacar o papel fundamental da Danyelle Soares, uma mulher incrível o qual tive o privilégio de crescer ao lado. A gente se conheceu em julho de 2002, lembro muito desse dia, porque um dos nossos assuntos era o Eco System,

Agora vai. Feliz Ano Novo!

Agora vai. Feliz Ano Novo!

Quando chega essa época do ano a gente fica mais emotiva. Alguns pensam com mais carinho sobre sua existência, outros não se importam, agem como se fosse só mais uma data ou até se aproveitam daquele discurso descrente de que o Natal é apenas uma jogada de marketing para movimentar o comércio!   Mas a real é que a gente sempre espera e deseja que tudo seja melhor no ano seguinte. E certamente foi o que você desejou a todos os amigos no fim de 2019, que tudo ficasse bem em 2020. Você lembra como foi o último ano novo? Lembra do que você estava se sentindo?