21 de maio de 2022
Jornalista, radialista e escritor
Jornalista, radialista e escritor

Paiva Netto

Educação e trabalho

Em 28 de abril e em 1o de maio, respectivamente, temos o Dia Mundial da Educação e o Dia do Trabalhador. Sem a eficiência de ambas as partes, o futuro de qualquer povo fica seriamente comprometido. Um bom ensino não ocorre sem seu principal agente, o dedicado professor, quando exerce o ofício, transmitindo conhecimentos e nobres caracteres aos alunos. Recordemos como ele é importante em nossas vidas. Façamos isso diariamente. Nenhum país conquista verdadeiro progresso longe dos esforços educativos de seus mestres. De suas lições pedagógicas, quando iluminadas pelo Amor Divino, surge a claridade, que direciona a criatura por acertados

Jesus derrotou a Dor

Em meu livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade – O Poder do Cristo em nós (2014), apresento-lhes extensa dissertação sobre a Dor e, a partir do extraordinário exemplo do Cristo, a capacidade de vencê-la; portanto, não para a derrota nossa no desânimo, mas visando à vitória, visto que os tenho capacitado para pegar até do tormento e, com ele, alavancar a coragem. Por oportuno, destaco hoje aqui o seguinte trecho: Por meio dela, a Dor, o Cristo alcançou também Sua Divina Autoridade. E não se esquivou de Seu infortúnio nem foi derrotado por ele no Supremo Sacrifício da tortura e

Educação e trabalho

Em 28 de abril e em 1o de maio, respectivamente, temos o Dia Mundial da Educação e o Dia do Trabalhador. Sem a eficiência de ambas as partes, o futuro de qualquer povo fica seriamente comprometido. Um bom ensino não ocorre sem seu principal agente, o dedicado professor, quando exerce o ofício, transmitindo conhecimentos e nobres caracteres aos alunos. Recordemos como ele é importante em nossas vidas. Façamos isso diariamente. Nenhum país conquista verdadeiro progresso longe dos esforços educativos de seus mestres. De suas lições pedagógicas, quando iluminadas pelo Amor Divino, surge a claridade, que direciona a criatura por acertados

Jesus derrotou a Dor

Em meu livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade – O Poder do Cristo em nós (2014), apresento-lhes extensa dissertação sobre a Dor e, a partir do extraordinário exemplo do Cristo, a capacidade de vencê-la; portanto, não para a derrota nossa no desânimo, mas visando à vitória, visto que os tenho capacitado para pegar até do tormento e, com ele, alavancar a coragem. Por oportuno, destaco hoje aqui o seguinte trecho: Por meio dela, a Dor, o Cristo alcançou também Sua Divina Autoridade. E não se esquivou de Seu infortúnio nem foi derrotado por ele no Supremo Sacrifício da tortura e

Jesus derrotou a Dor

Em meu livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade – O Poder do Cristo em nós (2014), apresento-lhes extensa dissertação sobre a Dor e, a partir do extraordinário exemplo do Cristo, a capacidade de vencê-la; portanto, não para a derrota nossa no desânimo, mas visando à vitória, visto que os tenho capacitado para pegar até do tormento e, com ele, alavancar a coragem. Por oportuno, destaco hoje aqui o seguinte trecho: Por meio dela, a Dor, o Cristo alcançou também Sua Divina Autoridade. E não se esquivou de Seu infortúnio nem foi derrotado por ele no Supremo Sacrifício da tortura e

Jesus derrotou a dor

Em meu livro Jesus, a Dor e a origem de Sua Autoridade – O Poder do Cristo em nós (2014), apresento-lhes extensa dissertação sobre a Dor e, a partir do extraordinário exemplo do Cristo, a capacidade de vencê-la; portanto, não para a derrota nossa no desânimo, mas visando à vitória, visto que os tenho capacitado para pegar até do tormento e, com ele, alavancar a coragem. Por oportuno, destaco hoje aqui o seguinte trecho: Por meio dela, a Dor, o Cristo alcançou também Sua Divina Autoridade. E não se esquivou de Seu infortúnio nem foi derrotado por ele no Supremo Sacrifício da tortura e

Dia Mundial da Água

Em 22 de março de 1992, as Nações Unidas divulgaram a “Declaração Universal dos Direitos da Água”. Despertar o interesse e maior consciência ecológica das populações e de seus governantes, sobretudo quanto à importância da água para a sobrevivência humana, foi o intuito do texto. No ano seguinte, na mesma data, a Assembleia-Geral da ONU declarou o 22 de março Dia Mundial da Água. De lá para cá, surge crescente preocupação por parte dos povos no tocante à escassez dos recursos hídricos. Alguns analistas preveem, num futuro nem tão distante, conflitos armados tendo como pano de fundo a disputa por

Sustentabilidade pela Economia Celeste e Reeducação

O mundo inteiro fala em sustentabilidade, mas firmada em quê? Em geral, num pensamento econômico que sobrevive pela avidez. E vai liquidando os seres humanos não apenas por força do desemprego, da fome — em várias regiões de nosso orbe —, mas também pela carência de instrução. E esta, muitas vezes, nega melhor perspectiva à juventude e até a indivíduos na idade adulta. Não obstante, existe, por todo lado, o empenho de pessoas decididas a corrigir tal situação, que impede o crescimento sustentável de inúmeros países. E não basta instruir e educar. É imprescindível reeducar e ecumenicamente espiritualizar as nações,

A Coragem Feminina

Mulher! Sinônimo de fortaleza, destemor e compaixão… Certamente por isso Jesus contou com o extraordinário apoio de incontáveis heroínas, a exemplo de Maria, chamada Madalena, Joana de Cuza, Suzana, Marta e Maria, irmãs de Lázaro — a quem o Sublime Amigo ressuscitou —, além de tantas outras que o Evangelho não registra, mas o Espírito de Deus imortaliza. No momento da crucificação, todas corajosamente acompanhavam Maria Santíssima, enquanto os homens, exceto João Evangelista, assustados, se escondiam. Depois, vieram a redimir-se. Aliás, na hora trágica no Gólgota, elas é que permaneceram ao lado do Divino Ressuscitado: “E diante da cruz estavam

O dom da Vida

O sofrimento é uma realidade. Mas deverá ser eternamente assim? A Vida é um dom de Deus. O ser humano, porém, precisa reconhecer o próprio valor, que se inicia no Plano Espiritual, de onde todos viemos e para onde, na hora certa, determinada por Deus, todos voltaremos. Quando se fala em desenvolvimento da autoestima da população, pensa-se, às vezes, somente no “desfavorecido da sorte”. Este, em diversas ocasiões, demonstra maior força de vontade do que o “bem situado”. Senão como explicaríamos a sua sobrevivência? Vejam o exemplo das mães pobres, quão guerreiras são! Há tanto tempo afirmo que a elite de um país

Sustentabilidade pela Economia Celeste e Reeducação

O mundo inteiro fala em sustentabilidade, mas firmada em quê? Em geral, num pensamento econômico que sobrevive pela avidez. E vai liquidando os seres humanos não apenas por força do desemprego, da fome — em várias regiões de nosso orbe —, mas também pela carência de instrução. E esta, muitas vezes, nega melhor perspectiva à juventude e até a indivíduos na idade adulta. Não obstante, existe, por todo lado, o empenho de pessoas decididas a corrigir tal situação, que impede o crescimento sustentável de inúmeros países. E não basta instruir e educar. É imprescindível reeducar e ecumenicamente espiritualizar as nações,

O Souza

Apresento-lhes um conto bem singular, que promove ação pragmática no cotidiano. De vez em quando, alguém chega para dialogar e vem com aquela conversa: “Ah! Não sei mais o que faço! Dá tudo errado na minha vida! Até Deus se esqueceu de mim!”. Aí me lembro de uma página que, há alguns anos (e bota anos nisso!), recebi datilografada por uma ouvinte atenta de meus programas radiofônicos. Uma historinha criada por Brad Lohr e Helene Lorber, que vou repetir de memória. Quem tiver o original, por obséquio, consiga-me uma cópia. E, desde já, agradeço. É bem interessante e instrutiva para os que precisam de