3 de dezembro de 2021
Prof. Dr. Jonas Gomes da Silva – Professor Associado do Dep. de Engenharia de Produção com Pós Doutorado iniciado no ano de 2020 em Inovação pela Escola de Negócios da Universidade de Manchester. E-mail: [email protected]
Prof. Dr. Jonas Gomes da Silva – Professor Associado do Dep. de Engenharia de Produção com Pós Doutorado iniciado no ano de 2020 em Inovação pela Escola de Negócios da Universidade de Manchester. E-mail: [email protected]

Jonas Gomes

Abrindo a caixa preta da construção das creches em Manaus

O artigo fornece informações não disponíveis pela PMM sobre as obras de Construção de Creches em Manaus, com recursos do FNDE e do Tesouro Municipal. Nos últimos artigos, lemos sobre as irregularidades no fechamento de escolas em Manaus, entre nov/15 e fev/16. Na ocasião surgiu uma pergunta que norteou a pesquisa feita entre Jan. e Fev/16 por Doutores do Dep. de Eng. de Produção da UFAM que se preocupam com a Ética e Governança Corporativa. E a pergunta chave foi “Se a SEMED alega que está fechando escolas em prédios alugados para funcionar em prédios próprios, então onde e como

O esquema dos Tucanos contra a educação – parte 2

No último artigo abordamos sobre a denúncia do MP-PR envolvendo: 1º) Irregularidades na construção de 7 escolas públicas; 2º) Empresário Eduardo Lopes e sua empresa, a Valor Construções e Serviços Ambientais; 3º) e a participação de profissionais políticos do PSDB, cujo suposto esquema abasteceu campanha do atual Governador do Paraná Beto Richa e de deputados do PSDB e do PSB. Então para complementar, neste artigo escrevemos as principais partes dos 25 depoimentos feitos pelo empresário Eduardo, cujas revelações apontam que: 1º) Apesar de não figurar no quadro societário, é o verdadeiro dono da empresa Valor Construtora e Serviços Ambientais Ltda;

O esquema dos Tucanos contra a educação – parte 1

O artigo apresenta parte da Operação Quadro Negro, cujas investigações do MP do Paraná têm apontando um milionário esquema de fraudes para desviar dinheiro público em construção de escolas estaduais lá do Paraná e de outros estados, envolvendo tucanos e aliados. Há duas semanas abordamos sobre a baixa transparência e eficácia dos governos federal e municipal com a construção de creches em Manaus com recursos do FNDE e da PMM. Por meio de pesquisa e visita em campo (14 bairros) que durou 2 meses, identificamos irregularidades graves que foram sistematizadas em um dossiê completo entregue ano passado para o MPF-AM

O baixo nível de eficácia da PMM com a construção de creches

O artigo complementa o da semana passada e avalia o nível de eficácia da PMM (Prefeitura Municipal de Manaus) com a construção de Creches, bem como aponta algumas obras com fortes suspeitas de irregularidades. No 1º sem/2012, o ex-prefeito Amazonino, durante Lançamento do Programa Pro Infância do Governo Dilma, assinou convênio para construir 116 Creches em Manaus. Bem, o tempo passou e três fatos chamam a atenção: 1º) Entre 26/01/2012 e 11/05/2016, o Fundo Nacional de Des. da Educação (FNDE) repassou R$ 22.394.795,02 Reais a PMM para construção de Creches; 2º) Ao longo desse tempo diversas matérias de jornais da

Modelo para medir o nível de transparência pública em obras de construção de creches

O artigo propõe um modelo básico para gestor público aumentar o nível de transparência de sua administração, seja Municipal, Estadual ou Federal. O modelo foi desenvolvido no 1º sem/2016 com base em pesquisa documental e de campo feita por membros do Dep. de Eng. de Produção da UFAM, utilizando a construção de creches em Manaus com recursos do FNDE e do Tesouro Municipal, liberados entre 2011 e 2015, durante o Governo Federal (Dilma Rousseff-PT) e Governo Municipal de Manaus, comandado pelos Prefeitos Amazonino (PTB-2011-2012) e Arthur Neto (PSDB-2013 até o momento). Os motivos que justificam a pesquisa são: 1º) É

O rombo no BNDES com as obras no exterior – parte 7

O artigo foca em 23 obras financiadas pelo BNDES na América Central, apontando o suposto valor total estimado em propinas, usando 3 cenários: O Otimista com 1% sobre o valor do contrato (assumindo que apenas o PT tenha praticado o ato), o Realista com 5% (PT+PMDB+Outros) e o Pessimista com 10%, assumindo que agentes corruptos dos países sede da obra também subtraíram recursos. Os valores foram fixados a partir dos relatos dos executivos da Andrade Gutierrez (AG), Odebrecht (Od) e JBS. Os dados foram obtidos desde 2015 via: a) Planilha “Contratações referentes a desembolsos no apoio à exportação pelo BNDES

O rombo no BNDES com as obras no exterior – parte 6

O artigo foca em 26 obras financiadas pelo BNDES na América do Sul, apontando o suposto valor total estimado em propinas, usando 3 cenários: O Otimista com 1% sobre o valor do contrato (assumindo que apenas o PT tenha praticado o ato), o Realista com 5% (PT+PMDB+Outros) e o Pessimista com 10%, assumindo que agentes corruptos dos países sede da obra também subtraíram recursos. Os valores foram fixados a partir dos relatos dos executivos da Andrade Gutierrez (AG), Odebrecht (Od) e JBS. Os dados foram obtidos desde 2015 via: a) Planilha “Contratações referentes a desembolsos no apoio à exportação pelo