Pesquisar
Close this search box.

Você sabe como atender ao telefone para um processo seletivo?

O primeiro contato para uma entrevista de emprego é por telefone e já funciona como uma triagem inicial, ou seja, o recrutador liga para o candidato a ver se ele preenche os requisitos básicos da vaga. Esse contato serve para confirmar o perfil do candidato e a experiência apresentada no currículo. Depois do telefonema, caso o profissional seja aprovado nessa etapa, o processo deve seguir para uma entrevista presencial. Por isso é tão importante que esse primeiro contato seja muito bem-sucedido, dele depende sua continuação nesse processo seletivo. Fique ligado nas dicas dessa semana, pois veremos alguns detalhes que fazem toda a diferença nessa ligação telefônica.

Esteja preparado

Como você pode receber a ligação a qualquer momento e em qualquer lugar, é importante manter a bateria do seu celular sempre carregada. E se você está enviando currículos, atente para estar em locais onde a rede funciona bem. Durante esse período, é bom evitar interiores onde o sinal não pega. Se você estiver num ambiente agitado e barulhento, procure um local mais calmo para continuar a conversa. Para que você esteja concentrado no momento da ligação, o ideal é estar em um lugar sem ruídos onde você não será importunado. Se a ligação apresentar algum problema ou ruídos, avise o interlocutor ou passe uma segunda opção de número de telefone para o caso do sinal cair. Todos esses cuidados são importantes porque o recrutador precisa ter a imagem de um profissional de credibilidade e que dará contribuições à empresa no cargo a ser ocupado.

Sua voz é sua parceira

Ao atender o telefone, esteja com voz de disposição. Pensamos que não, mas pelo telefone você consegue identificar como a pessoa está: se ela está com raiva, chateada, sorrindo, feliz, e até imaginar se ela é proativa ou preguiçosa – tudo isso pela forma de falar ao telefone. Fale de maneira clara e finalize as palavras. Falar calmamente, saber ouvir o recrutador e esperar a vez de falar são ações fundamentais para o sucesso desse contato telefônico, que não deixa de ser uma minientrevista. Então, o candidato não pode atropelar o interlocutor. Ele deve esperar que o recrutador conclua a pergunta, refletir rapidamente para formular a resposta e responder com segurança e voz tranquila.

Seja receptivo

Seja receptivo as perguntas que farão para você. Alguns candidatos não gostam de responder algumas perguntas. Lembre-se que você já está em avaliação e num processo seletivo, é normal perguntarem seu salário atual ou último salário e sua pretensão salarial. Estou dando esse exemplo pois algumas pessoas acham invasivo perguntas sobre salário, mas quando falamos de vaga de emprego, essas são perguntas corriqueiras e normais. Se você não quiser responder, o risco de você não passar para a próxima etapa, é bem grande. Lembre-se de que você não é a única pessoa cotada para vaga, existem concorrentes com você e você precisa ser o melhor para ganhar essa vaga. Não deixe uma atitude negativa tirar você dessa corrida.

Seja gente fina!

Para que tenha sucesso ao telefone, o candidato precisa responder o que é perguntado e não assumir uma personalidade que não é a dele, sempre atentando pra destacar as competências profissionais no fluxo da conversa. Se você perceber que o recrutador pretende alongar a conversa com você, não se apresse em terminar a ligação, mas se você perceber que o tempo é curto, seja mais objetivo, só não use respostas monossilábicas para todas as perguntas. Ah, e seja gente fina! No início da ligação diga um bom dia ou boa tarde sorridente e pergunte como a pessoa está. Finalize a ligação de forma agradável, e mesmo que você não passe para a próxima etapa, coloque-se disponível. Pode ser que essa vaga não aconteceu, mas já é um networking para próximas vagas.

Boa semana!

Fiquem com Deus!

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar