Pesquisar
Close this search box.

Saudades do Brasil de ontem

Uma perseguição sem precedentes; uma luta desigual contra o aparelhamento de um Supremo Tribunal Federal, com tendência à esquerda;  ataques constantes de uma mídia manipulada, por mãos poderosas; esses são os adversários  diários de uma realidade que enfrenta  o ex-presidente Jair Messias Bolsonaro. Ele esteve em Ribeirão Preto sendo recebido por uma multidão de pessoas, parece que tal recepção causou desconforto em  “alguém” que esteve em visita à Portugal e  Espanha. Esse “alguém” costuma falar tolices semanalmente, a última foi contra  os banqueiros e os investidores do Brasil e do exterior.

Como se tornou cidadão do mundo, o ex-presidente  é regularmente lembrado pelas pessoas dos países por onde passou e, principalmente, pelo povo brasileiro.  Uma das marcas de sua gestão foi as melhorias implantadas no seu governo. E, diante da ingovernabilidade do país a todo momento é lembrado.  Apesar  de perseguido, por exemplo,  quando  seu celular foi apreendido e seu apartamento invadido, sem o processo legal; como todo brasileiro raiz, que jamais foge à luta, Jair Bolsonaro continua enfrentando, tudo isso, com espírito de um bom cristão.

Vamos lembrar das estatísticas do governo anterior: o desemprego, mesmo com a Covid 19, bateu a  taxa fora de 14,5% — em 12 de 2022 caiu  para 7,9%. Em 4 meses de desgoverno atual subiu para 8/8%. Nossa economia vem em queda livre: lucro do Bradesco no primeiro trimestre caiu 37%; o da Eletrobras despencou 85 % ,também, no trimestre e a produção  industrial teve queda de 0,3% em janeiro. A cartilha do comunismo vem sendo seguida e continuará com o retorno de José Genoino e José Dirceu. A última foi o fim do “auxílio gás” criado pelo ex-presidente, beneficiando  mais de  250 mil famílias. Isso nunca foi destaque  na mídia. Assim como nunca foi notícia as declarações do presidente atual dizendo: “Os empresários brasileiros precisam aprender a investir no exterior…”. Ele esquece que isso aumentará o desemprego no país. Reclamar da taxa de juros de 3% é reafirmar sua ignorância.

“Alguém” afirmou que Cuba deu um salto em sua economia — tal afirmação  ridiculariza o Brasil no exterior,  porque é uma afirmação falsa, vinda de um neófito, traidor, corrupto e hipócrita! Mentir e se fazer de vítima é típico dos seguidores do PT.  Apoiar os desmandos do presidente  da Argentina é contribuir para dilapidar o caixa do BNDES — atitudes como esta, vinda do atual presidente,  faz o  país se tornar irrelevante economicamente. O Brasil  caminha para ter “a menor participação no PIB global dos últimos 40 anos”, conforme o Estadão de 30 de março de 2023.

E ainda, esse “alguém” é  vingativo: pressionou o Comitê Olímpico Brasileiro (COB)  para o  órgão elevar para cinco anos a pena aplicada ao jogador de voleibol  Wallace de Souza,  somente  porque este fez  uma publicação nas redes contra o atual presidente — tudo indica que o objetivo é acabar com a carreira do atleta. Wallace também está fora da seleção brasileira. Vingança e ódio se aliam ao mau-caratismo. Será que sairemos da mediocridade, da falsidade e da criminalidade com esse desgoverno?

Manaus,  09 de maio de 2023

JOSÉ ALFREDO FERREIRA DE ANDRADE

Ex- Conselheiro Federal da OAB/AM nos Triênios 2001/2003 e 2007/2009 – OAB/AM 

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar