Pesquisar
Close this search box.

Saiba como conduzir uma boa entrevista – em passos simples e práticos

Recrutar profissionais é um trabalho que requer muita técnica, feeling e, acima de tudo, talento. Além de saber analisar competências e habilidades, uma das principais funções de recrutador é conseguir deixar os candidatos à vontade para que possam ter ótimo desempenho nos processos seletivos.

Uma postura muito rígida por parte do recrutador em nada colabora para um clima favorável a expressão de ideias e informações dos candidatos – é importante construir um ambiente onde os aspirantes ao emprego possam sentir confiança no recrutador e em si mesmos.

Abaixo, deixo algumas dicas para conduzir um recrutamento de forma transparente, eficiente e assertiva, e que permita com que os profissionais tenham a melhor performance possível na seleção:

Quebre o gelo

Logo de início, fazer perguntas que tirem a pressão do candidato é muito importante. Questionar sobre o trânsito, o clima ou até mesmo sobre o tempo em que está procurando emprego, faz o candidato relaxar.

Faça perguntas abertas

Evite questões nas quais o candidato responderá somente “sim” ou “não”. Perguntas como ”fale mais sobre você?”, “o que você espera da vaga?” ou “o que você conhece sobre a empresa?”, dão a oportunidade para que o candidato se expresse abertamente, e já transpareça algumas qualidades e/ou defeitos.

Corrija, se necessário

Inevitavelmente, recrutadores se deparam com candidatos que se sentem à vontade até demais no processo seletivo. Seja na questão do vocabulário, vestimenta ou postura, é importante corrigir os pretendentes à vaga para que, caso sejam contratados, não repitam os mesmos erros. Atentar para a forma de corrigir, é fundamental. O conteúdo pode ser o mesmo, mas a forma muda completamente a mensagem transmitida.

Valorize o candidato

Cada pessoa é única e merece a devida atenção. Demonstre interesse pela história e performance de cada profissional na seleção, e faça com que cada um deles esteja completamente seguro em relação à apresentação de suas competências e habilidades. Uma boa e simples dica é: olhe nos olhos e ouça atentamente.

Ouça mais, fale menos

O objetivo de um processo seletivo é conhecer o candidato, portanto, questione e seja paciente para escutar. Porém, não confunda objetividade com frieza – o recrutador não deve ser frio e rígido com o candidato, mas também não pode transmitir intimidade.

Forneça feedback

Uma das maiores reclamações por parte dos candidatos é a falta de feedback após uma entrevista ou contato para processo seletivo. Sempre que você conversar com um profissional sobre alguma vaga, dê um retorno a ele, positivo ou negativo, podendo ser via telefone, e-mail, SMS, mas o importante é que o candidato não fique a ver navios.

Preparação do recrutador

Apesar da experiência e do feeling adquiridos, o profissional de recrutamento deve entender bem, tanto os requisitos da vaga, quanto o perfil do profissional, para alcançar o objetivo principal, que é indicar a pessoa certa para a oportunidade em questão.

Cada vaga tem um perfil e delimita um contexto diferente, portanto, se preparar para cada processo é fundamental. Saber detalhes sobre a área contratante, cultura da empresa e até mesmo sobre a equipe na qual o profissional será inserido futuramente são de grande valia para um recrutamento assertivo. O recrutador não precisa saber a fundo sobre a área que solicitou uma vaga, mas é importante fazer uma pesquisa relacionada aos requisitos técnicos solicitados com o intuito de entender melhor o perfil solicitado, visto que o recrutador não necessariamente conhece tecnicamente os requisitos solicitados.

Vamos lá, fazer boas seleções?

Boa semana!

Fiquem com Deus!

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar