O Crescimento está sendo sabotado pelo Caos

O artigo resgata previsões de 2018 e lista uma série de temas que estão sendo ignorados pelo governo federal no processo de construção de uma Agenda de Crescimento do Brasil.

Em 2018, três artigos foram publicados no JCAM contendo previsões até o ano de 2022. O primeiro artigo foi publicado em 26/9 <https://bit.ly/3Oesm71> com o título “Bolsonaro+Haddad=soçobro nacional”, contendo evidências que levariam o Brasil a um desastre nacional caso se concretizasse o pior cenário do 2o turno, entre Haddad (PT) e o Mito (PSL). O segundo artigo, de 10/10 <https://bit.ly/3rtBjQ7>, entitulado “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”, apontou cenários de um eventual governo Haddad (PT) ou governo Bolsonaro (PSL). E o 3o artigo, de 12/12 <https://bit.ly/3EfGmsJ>, com título “Dr. Moro entrou em barca furada”, listou riscos que poderiam contribuir para o então juiz Moro perder credibilidade ao aceitar um cargo no atual governo. 

Na época, os três artigos foram ridicularizados por fãs dos dois lados, mas chegamos em 2022, os fãs sumiram e a maioria das previsões se concretizou, dentro do cenário pessimista do Governo Bolsonaro. O combalido Brasil se tornou um caos, Mito e Mourão se mostram despreparados, se quer sabem trabalhar juntos, maioria esmagadora das promessas  <https://bit.ly/3uGouCn> não foi cumprida, com registro de inúmeros retrocessos, diversos ataques contra a imprensa e instituições, escândalos envolvendo crimes praticados pelo clã do Mito foram revelados, Moro perdeu credibilidade, e aos poucos a população vem percebendo que foi enganada. Das poucas previsões não efetivadas, está a saída do ministro Paulo Guedes antes de 2022, porém ele termina o mandato tão desacreditado pelo mercado quanto o capitão.

Em vez de se distrair com a Agenda do Caos, precisamos cobrar por debates sérios envolvendo o crescimento do país. E abaixo, há temas de uma Agenda do Crescimento que há anos deveriam estar sendo amadurecida na mente do brasileiro, os quais estão sendo sabotados por outros temas da Agenda do Caos:

1) Agenda do Crescimento

a) Educação: aumentar os investimentos no MEC para garantir o cumprimento das 20 metas do Plano Nacional da Educação. Faz muito tempo que não debatemos o assunto, já que o Brasil tem problemas graves para resolver: combater evasão escolar, melhorar o hábito da leitura, valorizar a carreira dos docentes, atualizar os currículos de ensino, melhorar a governança e transparência, especialmente no FNDE, concluir quase 9000 obras federais <https://bit.ly/3EkZHIJ> irresponsavelmente abandonadas durante os governos Lula, Dilma e Temer, etc…

b) Ciência, Tecnologia e Inovação: aumentar investimentos no MCTI, a fim de enfrentar a pandemia e contribuir para a modernização do Estado, por meio: a) da aceleração da adoção da Tecnologia 5G (A Coreia do Sul lançou essa tecnologia em abril/19 e nós ainda estamos patinando após leilão concluído no final de 2021); b) do apoio a implementação das cidades inteligentes; c) de apoio à pesquisa, desenvolvimento e inovação para acelerar a adoção de soluções tecnológicas (energia solar, veículos elétricos, hidrogênio, etc) sustentáveis rumo a uma economia de baixo carbono; d) do incentivo a adoção de boas práticas (ex: Indústria 4.0) para dar competitividade às nossas empresas; e) da adoção de tecnologias digitais para desburocratizar o Estado, dando mais eficiência e transparência aos serviços públicos; f) da adoção de uma postura científica diante da pandemia, dando suporte as medidas não farmacêuticas de combate a Covid-19 (desenvolvimento de máscaras, robôs, drones, ventiladores e EPIs), bem como ao desenvolvimento de drogas, remédios ou vacinas contra o vírus, etc…

c) Meio Ambiente: aumentar investimentos no MMA para desenvolver um plano de desenvolvimento sustentável, a fim de tornar o Brasil líder em neutralização do carbono até 2050.

Desde a Eco-92 o Brasil contribuiu no diálogo internacional para a construção de um planeta mais sustentável, assumiu compromissos internacionais que se bem implementados poderiam transformar nossas cidades urbanas em locais vibrantes, movidas a energia solar, hidrogênio, nossas florestas em fábricas de soluções verdes, nossas áreas costeiras em fábricas de energia eólica, baseadas na adoção de tecnologias disruptivas, sustentáveis em parceria com a farta criatividade e os conhecimentos tradicionais de nossos cidadãos.

Em uma agenda desta envergadura os temas que seriam colocados diariamente para o crescimento da população  seriam: Empreendedorismo, Planejamento Financeiro e Familiar, Voluntariado, Cidade Inteligente, Energia Solar, Biogás, Hidrogênio, Agroecologia, Economia Circular, Reciclagem, Veículos Elétricos, Eficiência Energética, Combate ao desperdício, Arborização Urbana, Inteligência Artificial, IoT, Blockchain, Computação em Núvem, etc. 

2) Agenda do Caos: Cortar investimentos, negar, distrair

Fato 1: investimentos em áreas essenciais foram cortados sem piedade entre 2019 e 2021, aumentando apenas em 2022 por causa eleitoreira, vejamos a) MEC: 2019 (R$ 122,9 bi), 2020 (R$ 103,1 bi), 2021 (R$ 75,6 bi) e 2022 (R$ 137,9 bi); b) MCTI: 2019 (R$ 15,3 bi), 2020 (R$ 11,8 bi), 2021 (R$ 8,5 bi) e 2022 (R$ 10,3 bi); e c) MMA  2019 (R$ 3,8 bi), 2020 (R$ 2,6 bi), 2021 (R$ 1,99 bi) e 2022 (R$ 3,2bi).

Fato 2: Implementação de uma Estratégia Institucional para disseminar a Covid-19 no país, liderada pelo Mito <https://youtu.be/Go9mwLTcfX4>, cujas 2238 narrativas falsas ou distorcidas  <https://bit.ly/3aJvaWx> sobre o vírus vitimaram oficialmente boa parcela dos 662000 patriotas.

Além de esconder os sete crimes durante a pandemia <https://bit.ly/3xy7x0A>, para desviar a atenção da população em relação aos cortes bilionários, as boiadas passando no Congresso, aos crimes ambientais, ao avanço das investigações contra o clã do capitão com sumiço do Queiroz e Capitão Adriano, aos 143 processos de pedidos de impeachment <https://bit.ly/338dnom>, aos recordes de desemprego, desmatamento, queimadas, rachadinhas, funcionários fantasmas e outras notícias desfavoráveis, a Agenda do Caos é bem planejada e tem explorado os seguintes temas: 

Facada, golden shower, aborto, tentativa de obrigar escolas a filmar alunos cantando Hino Nacional, repetindo o slogan da campanha do Mito, doutrinação nas escolas, defesa de polícias nos campus universitários, voto impresso, incentivo a aglomeração, realização de motociatas, passeio de jetsky, viagem à Rússia, soltura do Lula, bem como ataques às urnas, universidades (balbúrdias), STF, China, OMS, Imprensa, ao Paulo Freire, ao isolamento social, as máscaras, a vacina, etc.

Finalmente, no modus operandi do Governo “Deus Acima de Todos” o lema “conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” foi substituído por “escondereis a verdade e ela não nos incriminará”, pois já são diversos sigilos de cem anos criados para esconder as infrações desta turma <https://bit.ly/3Ob2Wax>. Assim, o eleitor deve ficar atento para não deixar a Agenda do Crescimento ser sabotada novamente pela do Caos (facada, voto impresso, aborto, etc).

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário