Mudança: uma necessidade 

     Um processo de mudança eficiente é uma necessidade cada vez mais presente nas organizações privadas e públicas. O mundo contemporâneo passa por transformações tecnológicas, sociais, culturais, ambientais e econômicas profundas e velozes. Quem ficar “parado no tempo” será ultrapassado por aqueles que compreendem a necessidade de mudar e de aprimorar sua atuação. Por isso, a mudança deve estar relacionada com o convencimento e a firme decisão das lideranças, como também ser bem planejada e executada. Neste planejamento, com base num diagnóstico dos pontos de vulnerabilidade, é fundamental considerar as necessidades prementes da organização, como a melhoria do ambiente de trabalho, o incremento do desempenho, a alteração de diretrizes estratégicas, o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas etc., na perspectiva de sua competividade e de sua sustentabilidade futura. Tudo isso à partir de um diagnóstico situacional bem fundamentado, propositivo e prospectivo, que deverá envolver as contribuições dos próprios funcionários e clientes ou usuários.

Nesse sentido, compreende-se a necessidade de um trabalho sério de convencimento e de motivação com os colaboradores, a partir das lideranças. Este trabalho precisa perpassar toda a estrutura da organização. Assim, é fundamental ouvir os clientes, os fornecedores e especialistas da área em que atua a organização, tanto no diagnóstico situacional quanto no processo de implementação das mudanças. No caso de uma organização pública, este processo deverá ser efetivado com a participação dos cidadãos usuários dos serviços.  Aqui se trata do desafio de superar resistências de colaboradores e de equipes, obtendo seu engajamento nas mudanças. O escalão superior da organização poderá primeiramente trabalhar com o escalão intermediário, das gerências, para em seguida, promover a participação ativa e positiva dos demais funcionários.

Em todas as fases do processo de implementação de mudanças é muito importante a liderança ativa da área de recursos humanos, que deverá participar bastante das ações, pois estas envolvem diretamente os colaboradores. Afinal, comportamentos individuais e coletivos de uma organização precisam estar coadunados com o propósito de mudanças. Deve haver consciência, compromisso e dedicação dos que atuam nas atividades da organização, para se obter o êxito almejado. Lideranças com visão estratégica e determinação são fundamentais para uma organização mudar para melhor. Em diversos casos, trata-se de sair da “zona de conforto” daqueles que se acomodaram com práticas antigas e não querem se esforçar para mudar. 

Atualmente há muitos exemplos de empresas que não souberam interpretar o contexto em que estão inseridas e não efetivaram as mudanças necessárias. Desta maneira, sucumbiram diante de concorrentes eficientes. Na esfera pública, idem. Se os líderes não forem capazes de compreender os desafios contemporâneos, suas organizações não serão competitivas nem sustentáveis. Aí só restará a imagem antiga de uma foto esmaecida dos sucessos do passado. Uma foto que poderia ter sido tirada com uma máquina fotográfica Kodak, por sinal, um exemplo de organização que não compreendeu as transformações tecnológicas do mundo digital. Permaneceu no mundo totalmente no modelo analógico e não mudou. Faliu.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário