Pesquisar
Close this search box.

 Há fatos que o povo desconhece ou está apático

Nilson Pimentel (*) 

Cada cidadão tem o direito de se manifestar como queira, mesmo com máxima pressão de tolher a liberdade de expressão nesse país. Como os interesses individuais se sobrepõem às necessidades do povo, observem: 1) há pouco mais de um mês a Petrobras perdeu valor na Bolsa de Valores da noite para o dia, de R$ 52 milhões, por ingerência do governo nessa empresa, agora seu Conselho Administrativo adota as mesmas decisões que havia estabelecido no mês anterior, ou seja, distribuição de dividendos extras de 50% aos seus acionistas; 2) O ex-advogado de Lula, premiado com indicação a ministro (indicação particular do presidente) do STF (Supremo Tribunal Federal) suspendeu monocraticamente os efeitos da lei que desonera a folha de pagamentos dos 17 maiores setores da economia brasileira que empregam mais mão de obra, contrariando o que foi aprovado pelo Congresso Nacional (políticos eleitos pelo povo, seus representantes) colocando em risco mais de nove milhões de empregos diretos, atuando nesse emprego público contra a vontade do voto do povo o qual lhes paga seu salário, o pior ainda foi a pedido do descondensado presidente Lula; 3) Já morreram mais de 1.888 pessoas nessa epidemia de dengue no Brasil e as mídias e TVs nem dedicaram matérias extensas sobre esse fato! Também, já morreram mais de 1.400 indígenas Yanomâmi e a grande imprensa nem noticiaram nada sobre o genocídio desse povo, nem os ditos engajados nas causas sociais se manifestaram! (Mas, a morte do cachorro Joca teve cobertura total dessa imprensa manipulada)!!! Nem o Ministério da Saúde tem se manifestado sobre esses fatos; 4) A presidente do Banco do Brasil propõe ao Conselho de Administração aumento do próprio salário em 57% sem o menor pudor ou vergonha frente aos minguados reajustes dos mais variados tipos de trabalhadores da economia brasileira, ainda bem que os acionistas entraram na causa e foram contrário a tal aberração e concederam somente 4,6%, o que já é muito frente à taxa da inflação brasileira; 5) As Universidades Federais e Institutos Federais, redutos lulistas, socialistas, comunistas, por excelência declarados estão em greve geral, docentes e demais servidores, e acabam de rejeitar a proposta do governo Lula de reajuste de 9% para 2025 e zero% em 2024. Os professores reivindicam reajuste salarial de 22% dividido pelos próximos três anos — 7,06% em cada ano, começando em 2024. Já os servidores técnico-administrativos pedem aumento de 34%, também dividido no mesmo período de tempo; 6) Em 26/4/2024, o Senado apresentou um recurso no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a decisão monocrática do ministro Cristiano Zanin que atendeu ao governo federal e suspendeu a desoneração da folha de empresas e prefeituras. A decisão de recorrer da decisão havia sido anunciada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Ainda bem que teve coragem de tomar tal decisão. Nesse recurso, advogados do Senado alegam, inicialmente, que a decisão monocrática de Zanin, submetida ao plenário, não observou os preceitos legais e sequer ouviu o Congresso Nacional, como obediência cega ao descondenado presidente. “A lei que rege o processo constitucional de controle concentrado pelos instrumentos de ADI (Ações Diretas de Inconstitucional) e de ADC (Ações Declaratórias de Constitucionalidade), jamais previu a possibilidade de deferimento de medida cautelar por decisão monocrática do relator”, diz o Senado na petição; 7) As contas nacionais nesse primeiro trimestre de 2024 apresentam o déficit de R$ 1,5 bilhão, com tendências de aumento no decorrer de 2024,longe da meta de déficit zero; 8) A PEC dos quinquênios para ministro e demais magistrados (Poder Judiciário) trará impacto no orçamento federal ( contas nacionais) de cerca de R$ 82 bilhões, o que concorrem para mais aumento de gastos nas contas públicas desse governo perdulário; 9) O descondenado presidente foi em uma pequena feira na Bahia e se pôs a falar mal da maior feira de agronegócios da América do Sul, a Agrishow (o agronegócio é um dos pilares fundamentais da economia brasileira), que acontece em Ribeirão Preto/SP, porque o ministro da Agricultura não foi, mas o vice-presidente Geraldo Alkimim compareceu, falou muitas asneiras e em seguida mandou cortar nove linhas de crédito do agronegócios no BNDES, ele deve está senil para falar tão mal do setor que mais contribui com as exportações brasileiras.

No término desse semestre, o qual fechará com o Festival de Bois no município de Parintins, tendo como embaixadora cultural dessa grande manifestação cultural do Amazonas, a senhorita Isabelle Nogueira, a qual alcançou o terceiro lugar no BBB24!!! Foi uma visibilidade muito grande em termos de marketing desse festival como nunca antes havido!!!

Como sem igual, se constata em ano eleitoral geral municipal que em Manaus, a atual gestão da Prefeitura Municipal, incorreu em pelo menos alguns aspectos que chamam atenção da sociedade manauense, senão vejam: O orçamento de Manaus orça a R$ 9,088 bilhões valor ímpar para uma cidade  do porte da capital do Amazonas e que em 2024 aumento alíquotas do IPTU onerando mais os munícipes, esperando arrecadar cerca de R$ 400 milhões, assim como até o momento atual já incorreu em três empréstimos, R$ 600 milhões, outro de R$ 100 milhões, e o mais recente de R$ 580 milhões, os quais o alcaide se reporta que a população de Manaus venceu por que será agraciada com mais melhorias nesta capital. A pergunta de milhões: para onde está indo tanto dinheiro Sr. prefeito?(*) Economista, Engenheiro, Administrador, Mestre em Economia, Doutor em Economia, Pesquisador Sênior, Consultor Empresarial e Professor Universitário: [email protected]

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar