Faz um ele

Desde a década de 90 para cá, pouca coisa mudou  no cenário internacional.  Um dos fatos comprobatórios, é a distribuição geográfica e econômica  encontrada entre  países que se  agrupam em blocos econômicos  movidos por interesses dos mais diversos, na maioria das vezes,  desconhecidos e ignorados pelo público comum. 

 Recentemente, a  reunião do BRICS, um desses grupos de países emergentes,  foi tão sem importância que um dos integrantes, a Rússia, não compareceu. Existem algumas especulações para explicar os fatos, uma delas é a oposição aos odiosos discursos repetitivos do próprio presidente Russo contra o capitalismo americano — Iniciando uma guerra contra os Estados Unidos —  o que tudo indica parece enfraquecer e desinteressar a todos. Outro fato relevante  foi a reação do presidente da OTAN  à proposta do presidente do Brasil — que foi chamado de “corrupto” —  E, acrescentou: “se o Lula se juntar ao eixo hostil do genocídio, eu irei pedir pela desmantelação  do Brasil”. “Lula voltou falando sozinho” e assim será sempre que não souber qual é o seu lugar. Pretender lutar para derrotar os Estados Unidos e o capitalismo europeu é dar início ao seu suicídio.

Lula deveria saber que o G7 é mais forte que o BRICS e a economia moderna depende de empresários e investidores. Fala o que bem entende — afinal expor seu lado medíocre com a língua afiada voltada para a mentira e a hipocrisia sempre fez parte do seu comportamento.  Acorda Lula, o mundo evoluiu e suas frases de efeito não enganam mais nem seus eleitores e patrocinadores.

Inadmissível, não se reconhecer que o Brasil caminha para um venezuelismo que colocará o país na rota do caos; outro assunto em evidência foi a cannabis  cuja descriminalização de seu uso pelo STF levará os jovens a sua autodestruição e ainda fará a alegria dos favelados e criminosos do país. 

Há rumores que o atual presidente do Brasil convive com ódio personificado, a raiva; os atos incendiários e  vingativos. Muitas ocasiões é ditador — que representa a mentira e seu comportamento cínico. É amigo das piores ditaduras. É contra as liberdades fundamentais e o agronegócio, apoia a marcha da maconha, sendo um presidente insano, cujos pensamentos ultrapassam a eiva do dolo. Seu governo luta pelo invasor e contra a polícia, pelo sindicato e não pelo trabalhador, pela doutrinação  e não pela educação. Lula não é o dono da verdade e ao taxar os mais ricos comete suicídio porque dinheiro não tem pátria.

E dar dinheiro as construtoras para que  realizem obras em Angola é voltar à cena do crime. Mas bem pior é a vã pretensão de querer devolver o mandato a Dilma. Afinal, ela foi derrotada no Congresso por 61 a 20 votos. Aguardem…vem aí o Aero-Janja que custará ao povo 80 milhões de reais. O governo atrasou o pagamento do bolsa família, mas fará viagem para a França e depois Estados Unidos. Haja cartão corporativo em 6 meses gastou mais que Bolsonaro em 4 anos.

Hoje o desgoverno atinge o pico, com o Ministro Dino perseguindo e censurando e o Ministro Alexandre do TSE prendendo, aleatoriamente,  agindo em cristalina afronta à Constituição Federal. Nunca vimos tantos atentados à democracia, com o silêncio e a omissão da OAB que hoje é uma instituição desmoralizada perante todos; bem como do Congresso que é uma casa de barganhas que abriga corruptos destruidores da Nação. Mas Lula deu uma dentro: aprovou um Parecer que manda expulsar do setor público federal quem praticar assédio sexual, comprovadamente.

Virá agora o 7 de setembro onde não há o que comemorar. Inexiste liberdade; o STF não é confiável e o Congresso vive para exigir. Afinal, é dando que se recebe. Portanto, como o povo não está feliz, ou seja, 72 milhões de brasileiros que elegeram Bolsonaro; sentindo-se cerceado, só nos resta ficarmos em casa como resposta ao comunismo que está sendo implantado.

A verdade está em Deus, criador do céu e da terra; repudiá-lo  é para os acéfalos,  levianos e ignorantes que vivem da destruição do mundo e da alma; do enriquecimento ilícito e da corrupção. O povo brasileiro, ou seja, 72 milhões de eleitores (60% dos votos válidos) encontra-se de luto e sente vergonha de passar um 7 de setembro em casa saboreando uma melancia. Que o senhor abençoe o povo brasileiro, livrando-nos dos arbítrios e dos ladrões dos cofres públicos.    

Manaus, 05 de setembro de 2023

JOSÉ ALFREDO FERREIRA DE ANDRADE 

Ex-Conselheiro Federal da OAB/AM nos Triênios 2001/2003 e 2007/2009 -OAB/AM

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário