Pesquisar
Close this search box.

Exército tem 7 milhões para comprar ovos, tambaqui, pirarucu, verduras e frutas no AM

Depois do Simpósio e da reunião na sede da Federação de Agricultura e Pecuária do Amazonas, a nossa Faea, o Exército (12ª Região Militar) lançou edital para comprar, exclusivamente, da agricultura familiar, do agronegócio familiar, de quem tem a Declaração de Aptidão ao Pronaf (física e jurídica). As agroindústrias locais não podem fornecer diretamente nesse tipo de chamada pública, mas podem ser beneficiadoras dos alimentos que o Exército deseja comprar e devem ser beneficiados. Notei a ausência do nosso queijo coalho e da carne bovina (tem a suína). Acredito que estarão no pregão tradicional, mas a concorrência é bem mais ampla, nem sempre as agroindústrias locais conseguem preço para competir com grandes empresas do ramo nacional. Quanto aos produtores de ovinos e caprinos, penso que devam encaminhar documento não só ao Exército, mas a Marinha e Aeronáutica dizendo que tem produto para atender.

Propostas até o dia 22/8

O piscicultor ou associação/cooperativa de produção de Tambaqui Ruelo (3 kg) que tenha o SIM (se for de Manaus) ou SIE, pode e deve apresentar proposta para a Chamada Pública do Exército. São quase 6 toneladas de tambaqui ruelo, peso médio 3 kg, ao preço de R$ 35,25 o quilo, fazendo total de R$ 208 mil para fornecimento ao comando da 12ª Região Militar. As propostas devem ser apresentadas até o dia 22/8. O valor por piscicultor é de até R$ 30 mil. O manejador, assim como a associação/cooperativa de produção de Pirarucu fresco em manta que tenha o SIE (Serviço Inspeção Estadual), pode e deve apresentar proposta para a Chamada Pública do Exército. A Asproc, de Carauari, que é exemplo de sucesso de grupo formal, já forneceu ao Exército, e certamente enviará proposta até o dia 22. Contudo, temos várias comunidades que trabalham com manejo. A piscicultura do pirarucu não está fora de fornecimento, mas lembro que o fornecedor tem que ter DAP. São 4,5 toneladas de pirarucu fresco em manta ao preço de R$ 49,25 o quilo fazendo total de R$ 223 mil para fornecimento ao comando da 12ª Região Militar. O criador de aves de postura ou associação/cooperativa de produção de ovos do Amazonas, com a DAP física ou Jurídica, e que tenha o SIM (se for de Manaus) ou SIE, pode e deve apresentar proposta para a Chamada Pública do Exército. São 500 caixas de ovos com 12 cartelas com 30 unidades ao preço de R$ 247 para fornecimento ao comando da 12ª Região Militar. 

Quatro motivos para apresentar a proposta

  1. Tem vários alimentos produzidos no Amazonas;
  2. Não vai mais existir concorrência de preço, o valor a ser colocado na proposta é o que está no edital. Os preços estão excelentes!
  3. Só abrirá proposta de outro Estado se o Amazonas não tiver fornecimento;
  4. A legislação permite fazer parceria com empresa privada que tem a capacidade de beneficiar a produção de quem tem a DAP física ou Jurídica. Isso no caso de produto beneficiado, produto in natura é direto;

É bom lembrar que o edital foi retificado após o encontro que aconteceu na sede da Faea, ou seja, é a agricultura familiar, é o Agronegócio Familiar que está sendo beneficiado com esse encontro, pois só pode ser fornecedor quem tem DAP física ou Jurídica. O Sistema Sepror, Sebrae, Semacc e OCB estão se colocando à disposição para ajudar produtores, associações e cooperativas a preencher as propostas.

Agora não temos mais a justificativa do PREÇO para não participar!

16.08.2022

Thomaz Antonio Perez da Silva Meirelles, servidor público federal aposentado, administrador, especialização na gestão da informação ao agronegócio. E-mail: [email protected] 

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar