Evoluir no próprio ritmo

No trajeto evolutivo, cada espírito encarnado tem um ritmo em sua caminhada, e esse ritmo deve ser respeitado, para que chegue onde pretende ir. Não adianta estimular quem não está preparado para uma caminhada mais acelerada, porque não aguenta este ritmo. Perde-se no caminho, perturba-se, não consegue evoluir. Mas, respeitado o ritmo de cada um, aí sim, há condição de progredir, mesmo com passos mais lentos, até o ponto que deve alcançar neste mundo de aprendizado. 

O Racionalismo Cristão esclarece aos estudiosos dos seus princípios doutrinários e seguidores de sua disciplina que, seja qual for o ritmo que tenham, precisam evoluir espiritual e materialmente. O que não pode é parar, por descuido ou por vontade própria, nada fazendo pela evolução. A preguiça é muito triste, e ninguém deve permanecer nela. Como dissemos, as pessoas que têm ritmo mais lento não podem ser criticadas por isso, porque, quando for a hora,  elas mesmas hão de querer acelerar o movimento. 

Portanto,  não deve haver críticas ao ritmo dos seres humanos em sua trajetória evolutiva. Procurem frequentar com assiduidade às reuniões públicas das casas racionalistas cristãs, porque nelas sempre encontrarão conselhos e orientações, que, seguramente, irão colaborar no desenvolvimento harmonioso da espiritualidade. 

Jamil Merched Chaar.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário