Pesquisar
Close this search box.

Erros na liderança: continuando com falhas que você pode evitar

Semana passada relacionei 8 erros que você pode evitar na liderança e entendo que este tema tem tantos tópicos importantes na direção da assertividade que vamos complementar alguns outros pontos que vale muito avaliar.

Além dos mencionados que foram: sobrecarregar a equipe, falta de reconhecimento, falta de controle emocional, não explorar o talento natural da equipe, cair nos mitos da liderança, não buscar metas e resultados, não se capacitar e não capacitar a equipe, vamos tratar alguns outros aspectos igualmente importantes:

1 – Não dar feedbacks: com o retorno sobre suas ações e entregas é que seus colaboradores saberão sobre seus pontos fortes e fracos, onde estão acertando e onde estão errando, o que tem sido adequado e o que não tem funcionado.

O líder deve observar as entregas das tarefas, o comportamento e o nível de motivação para que possa fornecer feedback construtivo, gerando redirecionamento quando necessário mudar e melhorar, bem como realizando o reforço positivo no caso de reconhecer e valorizar.

2 – Não delegar: é preciso distribuir bem as atividades para que a equipe evolua e assim focar nos elementos gerenciais para gerar novos desafios de crescimento. Ao delegar é possível criar um ambiente autônomo, saudável e propício ao aprendizado constante.

Não é sobre fugir da responsabilidade, mas entender o que deve ser feito por você e o que é dos membros da equipe.

3 – Falta de habilidades de comunicação: um líder que não consegue se comunicar de forma eficaz com sua equipe pode causar confusão, mal entendidos e falta de clareza em relação aos objetivos e expectativas.

Da mesma forma, uma comunicação agressiva, contribuiu para total desconexão com o time, além de correr o risco de passar do ponto e incorrer em assédio moral. Fique atento!

Sobre este aspecto, vale tanto compreender suas dificuldades de objetividade, linha de raciocínio, como de oratória e capacidade de escrita, quanto aprender os elementos da CNV – Comunicação Não Violenta.

4 – Deficiência na resolução de conflitos: um líder que não consegue resolver os conflitos pode resultar em um ambiente de trabalho negativo e na perda de talentos valiosos. 

É preciso lembrar que conflito é uma grande oportunidade para entender os diversos pontos de vista e por isto mesmo não é ruim, mas não os gerenciar pode transformar estas diferenças em confrontos, bem como fazer com que as pessoas não se expressem mais por medo do conflito com isto minimizando a grande oportunidade de ter as mais diversas opiniões para resolver problemas, criar soluções, inovar e etc.

5 – Ignorância de visão: pode resultar em equivoco da direção, priorização e entrega dos resultados com confusão, morosidade e paralisia da equipe. 

Líderes com ausência de um olhar claro para o futuro prejudica os resultados tanto a curso prazo por ausência de motivação para o próximo nível, como os de médio prazo por gerar desentendimento se estamos ou não no caminho, como os de longo prazo por não saber exatamente o que desejamos alcançar.

O senso de propósito, a visão na frente e a firmeza de missão canalizam energia certa. A falta desses componentes compromete toda operação e gera perdas de capital humano.

6 – Não ter tempo para sua equipe: é fácil ficar envolvido em sua própria carga de trabalho. Sim, você tem os próprios projetos e as próprias tarefas para entregar, mas ao assumir a liderança passou a ser responsável também pela entrega de todos os outros que fazem parte da sua equipe.

Ser um líder sempre ocupado, imerso em reuniões intermináveis e sem que a equipe tenha momentos para interagir e compartilhar dúvidas, dificuldades, ideias é o mesmo de não ter liderança. 

Da mesma forma, se sua porta está sempre fechada, suas respostas de e-mails e whastapp são extremamente demoradas, o liderado fica se perguntando para que mesmo você serve.

Parece duro, mas é verdade. É preciso como liderança liberar espaço na agenda para interagir com time, trocar ideias e até mesmo “jogar conversa fora”. 

7 – Apressar o recrutamento: preencher uma vaga de qualquer maneira é um grande erro. A seleção apressada pode levar pessoas erradas para sua equipe, exigindo treinamento adicional e diminuindo a velocidade de toda equipe. Você desperdiçará valioso tempo e recurso e os outros membros da equipe podem ficar estressados e frustrados.

Dedique tempo para analisar bem o perfil técnico e comportamental que precisa contratar, invista energia em ferramentas de busca que encontre os mais adequados para sua posição e esteja preparado para conduzir as etapas de escolha, inclusive a sua entrevista com eficiência.

8 – Assumir riscos: fica dito também a importância de não ter medo de assumir riscos, pois ter coragem para enfrentar possibilidades de ameaças e erros faz parte do escopo de trabalho de qualquer liderança para apostar em novas ideias e sugerir mudanças.

Podemos concluir que é mesmo um erro não transmitir os valores da empresa, pois líderes passam em suas ações a cultura organizacional para a equipe, inspirando pelo exemplo tomam em seus comportamentos diários os princípios a serem seguidos. Caminhemos com mais acertos do que erros!

Cintia Lima

Psicóloga, Master Coach e Mentora Organizacional

@psi.cintialima

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar