Pesquisar
Close this search box.

A ambição, a inveja e os resultados

O processo evolutivo positivo é sempre marcado por momentos de grande necessidade de planejamento. Os gestores devem sempre estar preparados para administrar e liderar situações de mudanças. A gestão das pessoas bem elaborada, e com as preocupações devidas, está fazendo a diferença e cria o sucesso para qualquer organização. Neste contexto sempre estará presente a ambição e também a inveja. Sendo a ambição um desejo impetuoso, fervoroso de alcançar poder, glória e riqueza deve ser muito bem acompanhado e gerido evitando assim situações incontroláveis e prejudiciais a um desenvolvimento saudável para todos. Já a inveja sempre terá como resultado os conflitos, pois, se trata de sentimento de desgosto pelo bem ou felicidade do outro e possui um forte apelo negativo por tratar-se de situação que não trará benefício para nenhum dos envolvidos e cria para as organizações momentos de desperdício de tempo.

Querer e buscar sucesso é uma característica humana saudável. Precisamos estar sempre atentos para não exagerarmos e prejudicarmos o bom andamento dos processos. Para isso necessitamos sempre buscar novos desafios a fim de crescermos enquanto pessoa e profissional. A ambição faz parte de nosso cotidiano, pois se não a tivermos estaremos fadados ao fracasso e não estaremos observando a parte positiva do ser humano que busca sempre suprir suas necessidades e buscar um equilíbrio na vida. Assim, poderemos evitar reações de estresse desnecessárias e estaremos substituindo o pensamento negativo pela possibilidade do sucesso. Nós precisamos criar condições de progresso diariamente evitando desvios de conduta e criando objetivos desafiadores para todos nós. Todavia, não podemos esquecer de administrar de modo inteligente as pessoas buscando sempre utilizar a empatia e jamais criar situações de antipatia.

A inveja sempre terá uma característica negativa devido ser um sentimento mesquinho de, quase sempre, torcer contra e querer assumir o lugar do outro. Muito de prejuízo acontece nas organizações quando a inveja mal gerida faz parte do cotidiano. Se conseguirmos administrar os momentos invejosos, teremos bons resultados finais, pois a grande realidade é que todos nós temos nossos momentos e aqueles que sabem o que querem conseguem eliminar os excessos e caminhar sem buscar a parte extremamente negativa da inveja. Se analisarmos focado na prática verificaremos que este sentimento pode fazer com que pessoas o utilizem e cheguem a um grande sucesso, mas na grande maioria das vezes, a falta de sensibilidade faz com que as pessoas caminhem para o fracasso em sua vida e sua carreira.

Certamente, conflitos continuarão a ocorrer dentro e fora das organizações, mas cabe à pessoa e aos profissionais buscarem a melhor solução e até mesmo evitá-los. Qualquer processo pode ser melhorado mesmo já estando em um bom grau de crescimento positivo. O pensamento positivo ajuda muito, mas mais ainda, a ação positiva e direcionada na busca de objetivos palpáveis e reais. Desafios sempre existirão e devem ser atacados de frente para podermos durante a caminhada criarmos seguidores e não invejosos. Não podemos jamais usar o lado negativo para um bom exemplo. Devemos não o incluir em nosso vocabulário organizacional e pessoal, pois se assim fizermos teremos como resultados seguidores medíocres e despreparados para o futuro. Não podemos esquecer também que uma ambição descontrolada criará uma inveja descontrolada e isto ocorrendo todos sairão prejudicados e certamente o objetivo tanto pessoal quanto organizacional estarão comprometidos seriamente.

Vamos refletir sobre isto?

Flávio Guimarães é Mestre em Engenharia de Processos pela UFPA, Diretor da Guimarães Consultoria e Treinamento Empresarial Ltda., Diretor de Educação da ABRH, Administrador de Empresas, Especialista em Empresas Públicas e Privadas, Pós Graduado em Gestão Estratégica de Negócios, Consultor Empresarial, Pós Graduado MBA Gestão e Docência do Ensino Superior, Professor Universitário (Estácio Amazonas), articulista do Jornal do Commercio e da Amazon Play TV digital e Coordenador de MBA Executivo e dos Cursos de Logística, Qualidade e Recursos Humanos e do LPG – Laboratório de Práticas em Gestão da Faculdade Estácio do Amazonas.

E-mail: [email protected], [email protected]

Jornal do Commercio de 22.11.2023.

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar