Pesquisar
Close this search box.

36ª Lei das 48 Leis do poder

Carlos Silva

Muitos de nós, na infância, ouvimos atentos a muitas histórias e estórias contadas pelas professoras e pelas mamães. Uma delas, é a da Raposa e as Uvas. Lembram? E a mensagem da historieta é “quem desdenha quer comprar”. Mas, como tudo da sabedoria popular tem base real e prática, mesmo sem sustentação científica, o que não agride o ensinamento, faz-nos pensar, e muito. Eu, particularmente, descobri, ao longo da vida, que se você elogiar alguém que mereça mesmo, poderá criar um laço de respeito e amizade. E isso é duradouro, mas não é eterno, como tudo neste mundo também não o é. E se você criticar, e muito, a alguém, isso pode, em tese, ensejar as reações contrárias do criticado, o que nos traz a probabilidade de, um dia, ambos se sentarem à mesa e negociarem as divergências. Nós vemos muitos políticos por aí agirem assim. Agora, se você ignorar alguém que te procura ou que dependa de você, com certeza essa pessoa irá odiá-lo e, assim, você acaba de ganhar um inimigo ferrenho mesmo. Quase sempre. “Homem: chute-o – ele o perdoará. Elogie-o – ele poderá ou não compreendê-lo. Mas ignore-o, e ele o odiará.” Está no livro As 48 Leis do Poder, bem como a 35ª Lei que diz: “Despreze o que não puder ter: ignorar é a melhor vingança. Reconhecendo um problema banal, você lhe dá existência e credibilidade. Quanto mais atenção você der a um inimigo, mais forte você o torna; e um pequeno erro às vezes se torna pior e mais visível se você tentar consertá-lo. Às vezes, é melhor deixar as coisas como estão. Se existe algo que você quer, mas não pode ter, mostre desprezo. Quanto menos interesse você revelar, mais superior vai parecer.” Concordo plenamente. E não sei se é correto, mas, me agrada aos ouvidos e aos olhos ouvir e ler isso. O livro nos brinda com uma passagem entre Pancho Villa e os norte-americanos. Muito interessante mesmo. Leia o livro. ”Não leve a vida muito a sério, pois você não sairá vivo dela.” Por vezes, na vida, vemos amigos que fazem uma tempestade em copo d’água com problemas ínfimos, na visão de outras pessoas. E, também vemos amigos não se importarem com problemas gravíssimos, mas, também na visão de outros amigos. Tudo bem, pois somos diferentes mesmo. E é isso que torna a vida mais agradável e nos obriga a estar sempre em busca do nosso lugar ao Sol. Mas, realmente aconselho a leitura dessa 35ª Lei, pois tem muito a ver com a nossa humanidade, sim, e é real e no nosso dia a dia. “ Em muitos casos, o próprio remédio é a causa da doença: deixar as coisas de lado não é a regra menos satisfatória na vida.” E a vida segue. E com cervejas. Geladas !

Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

No data was found
Pesquisar