Imóveis

COMPARTILHE

Redes sociais como aliadas para driblar a crise no mercado imobiliário

Mercado imobiliário: corretores se reinventam para se manterem ativos em meio a pandemia

Por Antonio Parente

22 Mai 2020, 13h40

Crédito: Divulgação

Em meio ao atual cenário mundial, diversos mercados buscam formas de sobreviver e criar alternativas de driblar a crise. E dentro das incertezas da pandemia da Covid-19, corretores de imóveis se reinventam e buscam novas possibilidade de atuação dentro do mercado. Aproveitar ao máximo cada oportunidade para se aperfeiçoar e manter contato com os clientes é a principal regra de ouro que estimula os profissionais da área.

Contratos digitais, reuniões com clientes por vídeo, tour virtuais nos imóveis e visitas programadas são os meios utilizados pelo corretor Eduardo Portela da Silva.  Há 18 anos no mercado imobiliário em Manaus, ele enxerga a crise como oportunidade para crescer e se qualificar. Para ele, os instrumentos ofertado no meio digital são as principais aliadas para atingir as metas de trabalho e manter as vendas aquecidas. 

“Devido a queda de preços dos imóveis, baixa de juros, queda da bolsa, buscamos não parar. Minha metodologia de trabalho gira muito em torno do mundo digital, e sempre que há necessidade da visita presencial, faço porém com muito mais cuidados e precauções. Hoje faço uma triagem muito mais aprofundada de cada cliente antes de nos encontrarmos de forma presencial. Na crise crescemos e evoluímos, tenho aprendido a fazer coisas que achava que só seria realidade num futuro muito distante, mas sinto que na crise evoluí 10 anos em 10 dias. O mercado imobiliário não será mais o mesmo, e quem não estiver se adaptado nesse novo modelo, ficará para trás na retomada”, destacou.

Tendência

De acordo com Portela, a possibilidade de impulsionar o mercado imobiliário por meio de ferramenta online, tem sido a única maneira de não parar as atividades do setor. Com suporte e treinamento oferecido pela empresa em que atua, a informação e o aprendizado são as principais aliadas no crescimento profissional em meio a quarentena.

“Neste novo cenário que o mercado está apresentando, estamos desenvolvendo através de cursos online, técnicas de propaganda e marketing em redes sociais. Temos buscado estar diariamente em contato, ligações e vídeos conferências com clientes, tanto vendedor quanto comprador. A ideia é buscar informações sobre todas as oportunidades de negócios que são geradas em períodos de crise”, disse.

Home Office

Para ele, trabalhar em home office tornou-se um exercício diário para manter os clientes (vendedores, compradores e investidores ) bem informados sobre o andamento do mercado imobiliário. Além disso, a atuação dentro do ambiente familiar tem dado ao profissional uma outra visão para novas empreitadas nos negócios.

 “Usar as redes sociais é indispensável para o corretor de imóvel. Quem não desenvolver essa prática de marketing publicitário terá grandes dificuldades. Além disso, a proximidade com a família nos torna mais perceptíveis as necessidades reais das famílias dos nossos clientes. Isso facilita nosso filtro de abordagem e apresentação de oportunidades”, destacou.

É nesse mesmo contexto, que a corretora de imóvel Tatiana Licata, segue firme sua rotina de trabalho. Em meio às restrições e as dificuldades impostas pelo atual momento global da pandemia, a paraense de 30 anos, usa todas as ferramentas ao seu alcance para manter aquecido o relacionamento com os clientes para apresentar novidades do mercado. Bastante entusiasta das redes sociais, ela não perde tempo, e utiliza cada plataforma como principal aliada nas vendas.

“Acredito que em meio ao que estamos vivendo a palavra é se reinventar. Esse acaba sendo o diferencial, não só vender e sim compartilhar informações com os clientes por meio  de redes sociais, dando dicas na compra do imóvel e dicas de decoração e documentação. O Instagram é  uma ferramenta que tem ganhado mais e mais espaço no mundo digital, além dele, uso bastante e o status do WhatsApp, pois minha carteira de clientes está sempre acompanhando as novidades. Já fechei negócios através dessas duas plataformas, e isso tem ajudado a criar mais vínculo com o cliente”, disse.

Há 9 anos no mercado, a corretora busca sempre estar antenada às necessidades e oportunidades do segmento, e procura investir nos relacionamentos com os clientes. Segundo ela, mesmo com a área de atuação bastante afetada, o atual momento tem sido bastante propício à pesquisas de novas moradias por parte dos clientes.

“Essa pandemia afetou todos os segmentos,  mas em contrapartida, tivemos um aumento nas buscas com relação a casas dentro de condomínio fechado. Clientes saindo de  apartamento e buscando casas por conta do espaço. Muitos clientes aproveitando oportunidades. O momento está propício para quem está comprando, os clientes ficam com receio em receber visitas no imóvel mas eu cuido sempre em informar que estaremos todos com máscaras e sinalizo que o ideal entrar de 2 em 2 no imóvel assim diminui os riscos”, destacou.

Resistência ao meio digital

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), entre 2017 e 2018, mais de 13 milhões de famílias brasileiras vivem em aluguéis. Para a imobiliária Digital SUMMIT, a digitalização das atividades é fundamental para o avanço e manutenção das atividades do segmento.

Para Paulo Fernandes, fundador da RuaDois, startup que impulsiona a transformação digital em imobiliárias, em um mercado ainda tradicional, oferecer uma experiência de locação mais sintonizada com os hábitos atuais do clientes tem sido desafiador e determinante para alavancar a área. Ele explica, que na maior parte dos casos, os consumidores do mercado imobiliário possuem dois principais formatos de atendimento: o consultivo, considerado por ele como burocrático; e o digital, que ainda sofre sem o apoio humano. “Se um locatário precisa de um formato que mescle os dois nas medidas de sua realidade e necessidades, é raro encontrar”, disse.

Paulo reforça, que é necessário pensar os próximos passos do setor para impulsionar os negócios. De acordo com ele, o uso da tecnologia atrelada à terceirização de serviços, como o de hosts para apresentar os imóveis, que são especialidades da RuaDois, tornaram-se fatores essenciais de desenvolvimento do ramo. 

“Ter recursos como Big Data, Machine Learning e inteligência artificial ajudam a reduzir tempo e energia dos funcionários em atividades operacionai, assim estimulam a especialização de todos na empresa, começando pelos gestores, responsáveis por disseminar a cultura digital. Consequentemente, por oferecerem serviços mais analíticos e consultivos, as imobiliárias ganham em percepção de valor”, explica.

Startup dá dicas para que corretores de imóveis se mantenham produtivos em tempos de Coronavírus

Com objetivo de orientar corretores de imóveis em meio a quarentena, empresa de tecnologia Homer, cria ebook gratuito para profissionais da área. A CEO da companhia Livia Rigueiral, destaca que a disciplina será fundamental para manter o foco nas metas de trabalho e crescimento profissional.

"Home office requer organização e responsabilidade. Estamos em uma fase que vai passar, mas quando os trabalhos voltarem ao normal, é importante que o profissional tenha dado continuidade a seu trabalho, buscando parcerias, fazendo networking em grupos virtuais e aproveitando o tempo em casa para estudar", destacou a executiva. Abaixo, algumas dicas que estão disponíveis no ebook:

1) Mantenha contato com seu cliente

Com a limitação de encontros pessoalmente, uma boa maneira de manter contato com seu cliente é fazendo videoconferências e até visitas por vídeos. Você pode até usar a chamada por vídeo do seu WhatsApp e manter com ele uma relação mais próxima, mesmo que não seja fisicamente. Nesse caso, o Google Meet e o Whatsapp são ferramentas gratuitas que funcionam muito bem e podem ajudar a manter seus clientes informados e bem atendidos.

2) Escolha um local adequado e atenção às vestimentas

Evite áreas de circulação ou áreas de lazer como salas ou cozinhas. Escolha uma cadeira confortável e um local de boa iluminação (natural e/ ou artificial). E lembre-se de colocar uma roupa de trabalho, isso vai te ajudar a entrar no modo trabalho e você estará preparado caso alguém queira fazer uma videoconferência.

3) Respeite os horários e não altere seu almoço

Tenha horário para começar e terminar sua jornada de trabalho, assim como no escritório. Altere o mínimo possível a sua rotina. Isso vai te ajudar a manter o foco e a organização.

4) Organize suas finanças com a planilha modelo do Homer

Aproveite esse momento de home office para organizar suas finanças, profissionalizar seu negócio e crescer profissionalmente. Se você não fazia reserva de emergência e não olhava com cuidado para seu financeiro, esse é o momento ideal para recuperar o tempo perdido e eliminar despesas desnecessárias. Aproveite o momento para trabalhar a criatividade e novos formatos de venda.

5) Reforce sua presença digital

Para que você continue fazendo captações de imóveis e recebendo leads de clientes mesmo em tempos de zero contato físico, o fortalecimento da sua presença digital é essencial. Se antes você não tinha tempo para se tornar uma autoridade no mercado imobiliário nas redes sociais, agora é a hora.

6) Aproveite as conexões digitais

Para manter suas parcerias em dia com outros corretores, você pode baixar o aplicativo do Homer e fazer conexões digitalmente, do celular. Você só precisa publicar os imóveis que tem na carteira e a plataforma vai te conectar automaticamente a corretores com clientes.

7) Aproveite esse momento para estudar

Se você ainda não entendeu como o Homer pode te ajudar a vender mais, aproveite o tempo em casa para fazer uma videoconferência com uma especialista do Homer. Ela vai te ajudar em tudo o que você precisa saber para começar a vender mais por meio da plataforma.

8) Não esqueça: quarentena não são férias

Fazer home office é para trabalhar e não uma desculpa para cair numa maratona de Netflix. Trabalhar de casa é uma medida para ajudar na diminuição da disseminação do vírus que pode não ser nocivo para você, mas que pode ser para outras pessoas. Não adianta nada não trabalhar no escritório e ir para a praia ou sair com a família/amigos em lugares com aglomerações, ok? Além de não estar sendo produtivo, você pode estar sendo negligente com a saúde.

Veja Também