Serviços

COMPARTILHE

Preferência regional pelos cafés e derivados estimula negócios

Por Karine Pantoja

20 Ago 2019, 16h43

Crédito: Acervo JC

Conhecido nacionalmente como uma das principais iguarias do estado do Amazonas, o café da manhã regional que antes ocupava calçadas e esquinas, hoje adentrou padarias, supermercados e restaurantes que tem focado na inovação para manter o público. Estes locais dispõem desde produtos típicos da região amazônica como tucumã e tapioca, aos tradicionais bolos de chocolate, pudins e café com leite.

Um exemplo deste ramo que tem tomado cada vez mais espaço é o Supermercado Vitória, localizado na Avenida Torquato Tapajós, que desde junho do ano passado, oferece aos seus clientes o tradicional café regional com todos os itens conhecidos pelo amazonense como: como pupunha, bolo de macaxeira, banana frita, cuscuz com manteiga, tapioca com tucumã e queijo e o famoso x-caboquinho com queijo e banana,

Segundo Paulino Mercado, subgerente do estabelecimento e responsável pela Cafeteria recém implantada no supermercado, afirma que a proposta foi inovar, criar mais um nicho para os clientes que frequentam o local.

“A Cafeteria Vitória, foi criada há cerca de oito meses, antes já trabalhávamos com panificação, e com a implantação da Cafeteria a partir algumas parcerias nós pudemos oferecer ao cliente uma série de opções como torteletes de alcatra, coração de frango e outros. A nossa cafeteria tem crescido devido a dedicação e uma carta cheia de opções para a toda a família, somos reconhecidos pelo nosso atendimento e pelo ambiente aconchegante”, disse.

Outro estabelecimento que tem inovado, é a Panificadora e Confeitaria Serpan, localizada na Cidade Nova, além do espaço climatizado, e da venda do Café Regional, a empresa passou a investir no restaurante e busca tornar-se um empreendimento

Darleide Santos, funcionária do estabelecimento, conta que o dono local conhecido como Serra, iniciou as atividades há alguns anos e percebeu a necessidade de ser uma empresa com diversos itens aos seus clientes. 

“No início era apenas uma padaria, porém o proprietário percebeu que precisava acrescentar outros itens, e a partir daí ele passou a investir na inovação, e transformou a padaria em panificadora e confeitaria, passando a oferecer não a pena o café regional, mas diversos itens”, afirmou.

Cafés Tradicionais

Em funcionamento desde 1999 o Café da Pri, localizado na Avenida Maceió, esquina com a rua Paraná, no bairro Nossa Senhora das Graças, traz ao seu público uma variedade de iguarias já conhecida pelos amazonenses.

Segundo a proprietária Priscila Gomes Thury, o café que já existe há 20 anos, o diferencial do seu estabelecimento é a qualidade, e afirma ainda que o surgimento de panificadoras não influenciou em suas vendas, devido ao perfil de seu público.

“Ao meu ver o surgimento das padarias não atrapalhou, pois hoje existem dois públicos, um que gosta de tomar café em um lugar climatizado fechado, e outro que já gosta de um ambiente mais simples, tradicionais, pois esse traz um ar de sabor caseiro. Hoje as pessoas buscam qualidade, pontos iguais a este, tem vários, mas o meu diferencial é que procuro fazer tudo com amor, tudo que eu faço e como se eu fizesse para mim, afirma.

Para o empreendedor Salomão Carvalho, que administra seu café da manhã localizado no Bairro São Geraldo, a grande sacada do café regional de rua é o valor mais em conta o que agrada e fideliza os clientes. “Acredito que o nosso café, mantenha seus clientes por conta dos valores, uma panificadora que paga aluguel, e com ambiente climatizado, geralmente passa para o consumidor os custos para manter estes locais”, disse. 

 

Veja Também