Negócios

COMPARTILHE

MAP Linhas Aéreas apresenta projetos para 2019 e aumenta malha aérea

Em 2018, a MAP Linhas Aéreas transportou 150 mil passageiros

24 Jan 2019, 19h05

Crédito: Divulgação

A MAP Linhas Aéreas apresentou, nesta semana, o balanço dos resultados alcançados em 2018 e anunciou, para este ano, ações que irão impactar no aumento do número de pessoas transportadas para os 14 destinos que opera no Amazonas e Pará, saindo de 150 mil para 200 mil passageiros. A empresa adiantou que está planejando expandir o número de voos para alguns municípios onde atua e que, em breve, irá formalizar acordo de codeshare (voo compartilhado) com uma grande companhia da aviação brasileira.

Em 2018, a MAP Linhas Aéreas transportou 150 mil passageiros e obteve recorde em vendas, com 20% de crescimento em relação a 2017. Durante a Black Friday do ano passado, a MAP alcançou o melhor resultado dos dois últimos anos, com crescimento de 1000% nas vendas.

O CEO da companhia, Héctor Hamada, avaliou o ano de 2018 como bastante desafiador. “A MAP realizou um trabalho de estruturação interna, com foco na maximização de resultados. Conseguimos melhorar todos nossos indicadores, como o load factor (taxa de ocupação) das aeronaves e, consequentemente, oferecer passagens com preços mais atrativos”, afirmou. 

Além disso, segundo ele, a companhia atuou forte em campanhas de Marketing, reforçando a cultura do planejamento e mostrando aos clientes que adquirir a passagem aérea com antecedência é muito mais vantajoso. 

Héctor ressalta que, em 2019, a MAP continuará investindo no processo de profissionalização, gerando novos postos de trabalho e na divulgação e fortalecimento da marca no mercado regional e nacional. A empresa se prepara para, no mês de maio, passar pela auditoria da IATA para receber a recertificação IOSA, que atesta o alto nível de segurança operacional da companhia. A primeira certificação foi obtida em dezembro de 2017.

No primeiro trimestre de 2019, a companhia, seguindo o planejamento de modernização da frota, colocará em operação uma nova aeronave, adquirida por meio de leasing. O modelo é ATR – 72 500. Com isso, a MAP passará a contar com uma frota de três aviões modelo ATR 42, com capacidade para transportar 45 passageiros, e três ATR 72, para até 66 pessoas.

A MAP também planeja para este ano aumentar a frequência de voos para alguns municípios em que já atua. A companhia concluiu, recentemente, um estudo que apontou a demanda crescente de passageiros para alguns destinos. De acordo com Héctor Hamada, a empresa já está em contato com as Prefeituras desses municípios, que são responsáveis pela administração dos aeroportos, e com entidades responsáveis pela infraestrutura, para que sejam realizadas as melhorias estruturais necessárias, conforme recomendação dos órgãos fiscalizadores da segurança da aviação. As medidas são essenciais e obrigatórias para que haja o aumento da oferta de voos. 

Além da estrutura dos aeroportos para receber mais voos, também será preciso, por parte das Prefeituras, reforçar a capacitação de mão de obra qualificada para atuar na administração desses espaços. E ainda, implementar melhorias nos serviços de telefonia e internet, que são imprescindíveis para a comunicação entre os municípios.

Héctor Hamada destaca que, por meio da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), a qual a MAP associou-se em setembro de 2018, a companhia está buscando soluções com as entidades, Prefeituras e órgãos do setor, como a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), para tentar solucionar as questões que impedem a realização de maior número de voos para essas localidades. “Todos esses desafios não são novos, mas a MAP vem, junto com as autoridades do setor, trabalhando para encontrar alternativas, porque isso só trará benefícios para a região”, explicou.

Ele afirma que existem municípios com demanda não atendida e que representam mercados estratégicos para a MAP. “Há uma demanda grande, tanto de passageiros internos, ou seja, do próprio estado, quanto de pessoas que viajam de outras regiões para essas cidades, a trabalho ou passeio”, pontua. 

A ABEAR, da qual a MAP agora faz parte, é uma organização que reúne as principais empresas de aviação do país. O principal objetivo da entidade é contribuir para o fortalecimento de toda a cadeia produtiva da aviação. A associação atua em constante relacionamento junto aos setores público e privado, entidades de classe e consumidores. “O ingresso da companhia na ABEAR representa um importante passo para a consolidação da presença da empresa no cenário nacional”, frisou Héctor Hamada.

Veja Também