Empresas

COMPARTILHE

Empresa aérea terá terá voos para o Peru no segundo semestre

Meta para o próximo ano é aumentar de 150 mil para 200 mil passageiros transportados e ter voos no mercado internacional

Por Antonio Parente

14 Fev 2019, 09h55

Crédito: Antonio Parente

A MAP Linha Aéreas vai aumentar suas rotas de voos para novos destinos e projeta para o segundo semestres deste ano criar rotas internacionais com destino ao Peru. A medida foi apresentada ontem (13), no batismo da sua nova aeronave, modelo ATR - 72500, no aeroporto Eduardo Internacional Eduardo Gomes.

A nova aeronave tem a capacidade de comportar 70 passageiros e possui uma estrutura  física mais leve e moderna. O lançamento marcou o início do processo de expansão das atividades da companhia que almeja, até 2020, fortalecer ainda mais sua marca no mercado e consolidar sua atuação nas cidades onde opera.  A meta para o próximo ano é aumentar de 150 mil para 200 mil passageiros transportados e ter voos no mercado internacional.

“A partir do segundo semestre nós vamos aumentar a rota para novos destinos e, estamos fazendo um estudo com quase tudo caminhado para que consigamos atender uma rota para o Peru, passando pela cidade de Rio Branco no Acre”, explicou o gerente comercial, Alexandre Nascimento.

De acordo com dados da companhia, a frequência de voos para os várias cidades do Amazonas e do Pará tem crescido bastante nos últimos anos, com um crescimento de 20% nas vendas das passagens, em relação a 2017. As localidades que têm se destacado com um número de demandas a serem atendidas são os municípios Eirunepé, Tefé e São Gabriel da Cachoeira.

Segundo Alexandre, o maior desafio da companhia para uma  atuação mais frequente nas cidades do interior, são por conta da falta de infraestrutura dos aeroportos que não tem capacidade de receber as aeronaves e nem atendem as exigências da ANAC (Agência Nacional da Aviação Civil).

“Temos que sempre estar cobrando das administrações dos aeroportos dos municípios as adequações para que eles recebam os nossos equipamentos e nossas aeronaves. Vou dar um exemplo, temos uma demanda de três voos semanais para São Gabriel da Cachoeira, porém o aeroporto não pode receber nossas aeronave com três pousos na semana. Estamos procurando adequar junto a ANAC para que ainda nesse semestre possamos aumentar nossa demanda para lá”, afirmou.

Para Alexandre, as novas formas de atuação da companhia vão ser importantes para o consumidor, por trazer mais desenvolvimento para a região com mais possibilidade de mobilidades para outras regiões e tarifas mais acessíveis.

Por dentro das rotas

A MAP mantém voos regulares para 14 municípios dos estados do Amazonas e do Pará. No Amazonas, a MAP atende a capital, Manaus, além de Parintins, Lábrea, Carauari, São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Tefé, Eirunepé e Coari. No Pará, tem voos regulares para Belém, Porto Trombetas, Santarém, Itaituba e Altamira.

 

Veja Também