Fundado em 2 de janeiro de 1904
Usuário
Senha
06/01/2016

Varanda verde para ambientes urbanos

Tanair Maria
tmaria@jcam.com.br

A busca por uma alimentação saudável, livre de conservante e agrotóxico, vem motivando consumidores há deixar as prateleiras dos supermercados e as bancas das feiras, para produzirem seus alimentos em casa, ou melhor, na varanda de casa. Essa ideia surgiu a partir de um projeto simples e inovador, denominado 'Varanda Verde', criado pela administradora de empresas, Ananda Aguiar, tem por objetivo também dar a população urbana uma opção de cultivar temperos e hortaliças de forma sustentável, assim como acontece na zona rural de Manaus. Em fase final de estudos, o projeto conta com o apoio do governo do Estado do Amazonas por meio da Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas).
Com a correria da sociedade pós-moderna, essa iniciativa foi pensada para oferecer mais qualidade de vida à população urbana, além de aliar praticidade e propiciar o contato com a natureza. "São vários os benefícios desse suporte: primeiro a conexão do ser humano com o meio ambiente e, depois também é educativo, pois as crianças aprendem a respeitar a natureza. Nosso produto busca dar mais praticidade como a vida moderna pede", garante Ananda.
Neste cenário, quem já pensou em cultivar alimentos mais saudáveis na varanda da sua casa, e o melhor, sem precisar regar todos os dias, as hortaliças e ainda utilizar o lixo orgânico doméstico para produzir a compostagem, ou seja, o próprio adubo? Tudo isso já é possível por meio da 'Varanda Verde'. Além de oferecer benefícios à saúde, este projeto ainda oferece economia de água por meio de um sistema de irrigação autônomo que dura em média 15 dias.
Segundo Ananda, alguns protótipos já estão produzindo e vários clientes estão na fila de espera para iniciar o cultivo residencial. "Começamos com plantio de temperos e evoluímos para hortaliças como alface, rúcula, couve e outras", disse. Outra vantagem é que a varanda verde despertou o espírito do empreendedorismo, em consumidores que já tinham por hábito pesquisar os melhores locais e preços para adquirirem seus alimentos.
Agora os microempreendedores, tem a possibilidade de desenvolver esse suporte para o plantio de hortaliças em ambientes urbanos, para consumo direto e comercialização. "A ideia é que a pessoa pare de usar temperos industrializados, que fazem mal a saúde, e comecem a cultivar seus próprios temperos dentro de casa", observou Ananda.
Viabilidade econômica
Em 2015, a 'Varanda Verde' foi um dos 40 projetos aprovados no Programa Sinapse da Inovação no Amazonas, fruto de uma parceria firmada entre a Fapeam com a Fundação Certi (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras), que visa transformar os resultados de projetos de pesquisa de universidades e instituições de ciência, tecnologia e inovação em produtos inovadores competitivos, além de fortalecer o empreendedorismo inovador, na busca por uma economia sustentável nas regiões urbanas.
Para a criadora do projeto todas as orientações recebidas durante as capacitações do Programa Sinapse foram fundamentais para a realização do projeto. "Durante os encontros, aperfeiçoamos a nossa ideia conforme a necessidade do nosso cliente. Esse apoio dado pelas instituições fez com que o projeto evoluísse como proposta de negócio. Isso foi muito importante, é um diferencial", reconhece Ananda Aguiar.

Funcionalidade
A varanda verde é basicamente um suporte que pode ser colocado em áreas externas de apartamentos e casas. O projeto possui um sistema de horta com alta irrigação por meio da capilaridade utilizando as próprias plantas para irrigar da raiz até as folhas. Com capacidade para armazenar até seis litros de água e 35 quilos de terra, a varanda verde permite uma maior autonomia e redução no tempo dedicado ao cuidado das plantas. "Com esse suporte a pessoa pode cultivar os próprios alimentos e tirar dali algo que ela mesma plantou, ou seja, ela sabe de onde vem a hortaliças que estão sendo consumidas diariamente, longe de agrotóxicos", explica Ananda.
Esse suporte se adequa às varandas e áreas externas residenciais, podendo ser pendurado na parede, fixo no chão ou com rodinhas que permite a melhor locomoção da ferramenta. Com um design inovador, o produto oferece várias opções de cores para o cliente e deve ser comercializado, a partir do segundo semestre de 2016, apenas online neste primeiro momento. Hoje, elaborar um manual com informações sobre adubação e cultivo de hortaliças em residências e ambientes urbanos para ser disponibilizado junto com a 'Varanda Verde' é o próximo passo da equipe de pesquisa.

SERVIÇO

O QUE É: Varanda Verde
QUANDO: Venda a partir de junho/2016
ONDE: Online
APOIO: Fapeam



JC
Imprimir Enviar por E-mail
Compartilhar: Compartilhe no Facebook Compartilhar no LinkedIn Compartilhe no Twitter
13 Comentários
Nome:
Mensagem:
JimmiXS
ym3Bde http://www.FyLitCl7Pf7kjQdDUOLQOuaxTXbj5iNG.com
Jerrod
Where do you live?
Crazyfrog
I went to
Taylor
Can I use your phone?
Victoria
Children with disabilities
Pedro
What sort of music do you like?
Hailey
Do you know the address?
Domingo
I like it a lot
JimmiXzS
DeIYGM http://www.FyLitCl7Pf7kjQdDUOLQOuaxTXbj5iNG.com
JimmiXzS
eEWCW2 http://www.FyLitCl7Pf7kjQdDUOLQOuaxTXbj5iNG.com
60CeFI1Cr
Essas organizações inuteis, querem enquadrar tudo, pelo hipócrita preceito do politicamente correto. Quando teremos cor§cntnaÃeões públicas com piras de queima de livros? Próximo passo, acredito.Tenho ouvido coisas de estarrecer, por exemplo, contra os bandeirantes das monções, Ora como podemos julgar este ou aqueles, não vivemos nas suas épocas e, muito menos nos seus contextos, para avaliar que motivos os levaram a escrever ou agir como o fizeram.
FoXUuetKe
At last, soomnee who comes to the heart of it all http://kougkwxdksb.com [url=http://epcxaw.com]epcxaw[/url] [link=http://gxitjyeaz.com]gxitjyeaz[/link]
dD7GebVRlM
Your answer shows real inglceitenle. http://jrwaraqpg.com [url=http://tumemqwlu.com]tumemqwlu[/url] [link=http://lirahc.com]lirahc[/link]
PUBLICIDADE
Colunistas
© 2018 Todos os direitos reservados a Empresa Jornal do Comércio Ltda. Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.