Manaus, 19 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

"Fim do desmatamento é uma realidade"

Jornal do Commercio - Quanto por cento, da floresta amazônica, já foi devastado desde 1992, ano da Eco92? Cristiane Mazzetti - Desde a Eco92 perdemos 351.355 km2 de floresta (taxas de 1993 à 2017), área um pouco maior que o Estado de Goiás. O desmatamento total ocorrido na Amazônia Legal chega a mais de 760.000 km2 - equivalente à três Estados de ...


Indústrias buscam valorização ambiental

O esforço das empresas do PIM (Polo Industrial de Manaus) em contribuir na preservação do meio ambiente tem se mostrado cada vez mais importante, mas, para especialistas ambientais, as atividades e projetos não têm sido efetivas para deixar legado de sustentabilidade e conscientização nas comunidades. De acordo com as diretrizes do ISO 14000, to...


Reservas mais uma vez na pauta

O presidente Michel Temer extinguiu por decreto, no dia 24 de agosto, a Renca (Reserva Nacional de Cobre e seus Associados), uma área rica em ouro e outros minérios e de 4,7 milhões de hectares na divisa entre o Sul e o Sudoeste do Amapá com o Nordeste do Pará. O decreto foi revogado quatro dias depois, sob a justificativa presidencial de torná-lo ...


Soluções de habitação sustentável

Cada vez mais o pensamento sustentável ganha espaço no cotidiano global, e com isso a necessidade de criar projetos, técnicas e produtos que busquem soluções de baixo impacto no meio ambiente. A boa notícia é que o Brasil vem crescendo em número de obras certificadas por sustentabilidade, mas ainda precisa investir mais na prática que é adotada pri...


R$ 150 milhões para novos projetos

O Fundo Amazônia, gerido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em cooperação com o Ministério do Meio Ambiente, abriu ontem Chamada Pública para financiar, com aporte de R$ 150 milhões, até dez projetos de conservação e uso sustentável da Amazônia Legal com foco em atividades produtivas sustentáveis. Além disso, prepara ...


"Cheias grandes recorrentes"

Todos os anos é a mesma coisa. Logo nos primeiros meses do ano começa o vai e vem das águas dos rios amazônicos, ora subindo, ora descendo, ora subindo com mais intensidade fazendo algumas regiões ficar alagadas e nas maiores cidades as pessoas começarem a perguntar se a cheia será grande. Na realidade a enchente inicia ainda no mês de outubro, mas...