Manaus, 17 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

As feiras estão de volta e apostam nos orgânicos

Por: Evaldo Ferreira - evaldo.am@hotmail.com
06 Set 2018, 17h24

* 15% da população urbana do país consome alimentos orgânicos com alguma frequência



        Pesquisa realizada no ano passado pela Organis Brasil, o Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável, mostrou que 15% da população urbana do país consome alimentos orgânicos com alguma frequência.

        Mas, o que são alimentos orgânicos e por que estão virando uma tendência no mundo inteiro? As pessoas cansaram de comer alimentos industrializados que chegam a ficar meses, e até anos para serem consumidos, e pior, praticamente todos são prejudiciais à saúde, o oposto dos orgânicos que utilizam, em seus processos de produção, técnicas que respeitam o meio ambiente e visam a qualidade do alimento como, por exemplo, o não uso de agrotóxicos nem qualquer outro tipo de produto que possa vir a causar algum dano a saúde dos consumidores.

        Em Manaus os orgânicos chegaram há pouco tempo, em feiras específicas que vendem frutas, verduras e legumes, porém, vale lembrar que antes do advento dos alimentos industrializados, esses produtos já eram consumidos por nossos pais, avós, bisavós...

        "Só duas feiras na cidade vendem produtos exclusivamente orgânicos", falou Márcio Menezes, coordenador da Rema (Rede Maniva de Agroecologia), um movimento social responsável por formar produtores de orgânicos e direcionar seus produtos para a venda.

        "É a feira realizada no Ministério da Agricultura, todos os sábados, pela manhã, em Adrianópolis, com os cerca de 15 produtores da Apoam (Associação de Produtores Orgânicos do Amazonas); e a feira realizada no Incra, que acontece todas as quintas-feiras à tarde, no Aleixo, com também 15 agricultores de municípios da RMM (Região Metropolitana de Manaus)", explicou.

        Mais 60 produtores
        Com o sucesso das duas feiras de orgânicos, outras surgiram pela cidade, mas nem todas vendem esse tipo de produtos.

        "Existem dois documentos que certificam que um determinado produto é orgânico: uma declaração (OCS - Organização de Controle Social) e um selo, ambos fornecidos somente pelo Ministério da Agricultura. Em Manaus, a partir da Rede Maniva de Agroecologia, foi criada a certificadora Opac Maniva (Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade Orgânica), com aval dado pelo Ministério da Agricultura, para certificar produtores orgânicos", explicou.

        "Atualmente, os feirantes da feira do Ministério da Agricultura possuem a declaração e o selo. Com esses documentos eles podem vender seus produtos para supermercados e até exportá-los. Os feirantes da feira do Incra estão em processo para adquirir o selo. Por enquanto possuem apenas a declaração que atesta serem orgânicos os seus produtos, mas ainda só podem vendê-los em feiras", disse.

        "Até dezembro, a Opac Maniva estará certificando mais 60 produtores de municípios da RMM. Depois iremos organizar feiras em outros espaços da cidade para serem ocupados por esses produtores. Muitas pessoas perguntam por que não estamos com feiras de orgânicos por outros espaços. Tudo é um processo. Primeiro precisamos formar os produtores, e isso leva tempo, e depois escolher um local para eles trabalharem, que não pode ser qualquer lugar", falou.

        "Esses produtores vêm do interior, com seus produtos, e precisam vender tudo, ou quase tudo em Manaus, para terem retorno do que gastaram, senão não vão querer voltar outra vez", informou.
        "Além das frutas, verduras e legumes, estamos estimulando o cultivo das panc's (plantas alimentícias não convencionais), que dão em qualquer quintal e antes eram consumidas naturalmente pelos nossos pais e avós. E mais. Os produtos orgânicos não são mais caros que os não orgânicos, como se fala por aí. Chegam a ser até mais baratos. Podem ver e comprovar em nossas feiras", avisou.

        Guia das feiras
        Heitor Rodrigues, chefe de departamento da ADS (Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas) lembrou que a feira que acontece no supermercado Vitelo, do Parque Dez, aos sábados das 7h às 12h, assim como as do Incra e do Ministério da Agricultura, também vende produtos 100% orgânicos e listou as demais, organizadas pela ADS, com alguns produtores que vendem esses produtos. Basta procurá-los. O produtor que vende orgânicos precisa portar o documento que o certifica como tal.

        Terça-feira
        - Shopping Sumaúma (estacionamento), das 16h às 20h

        Quarta-feira
        - Shopping Ponta Negra (estacionamento), das 16h às 20h

        Quinta-feira
        - Manaus Plaza (estacionamento), das 16h às 20h
        - Incra, no Aleixo, das 16h às 19h (100% orgânicos)

        Sábado, das 5h às 12h
        - Feira do Cassam, na Colônia Oliveira Machado
        - Comando da PM, em Petrópolis
        - Shopping Ponta Negra (estacionamento), na Ponta Negra
        - Supermercado Vitelo, no Parque Dez (100% orgânicos)
        - Supermercado Vitelo, Cidade Nova
       
Ainda tem a AgroUfam, organizada pela própria Universidade, no mini campus, em duas edições mensais.

***

Comentários (0)

Deixe seu Comentário