Manaus, 16 de Janeiro de 2019
Siga o JCAM:

Janeiro de promoções e saldos

Por: Andréia Leite
04 Jan 2019, 18h56

Crédito:Andréia Leite
Para manter o mesmo aquecimento do comércio após as festas de fim de ano, as tradicionais ofertas de janeiro no comércio varejista ainda são as estratégias adotadas pelos lojistas para esvaziar os estoques de produtos remanescentes que não foram vendidos. Apesar da grande movimentação no fluxo de consumidores ao longo do mês de dezembro, as vendas foram abaixo do esperado em relação ao ano passado. Quem confirma a informação é a gerente de vendas da loja Rymo Fashion, Regina Leite, ela conta que em janeiro de 2018, o estoque da loja estava praticamente vazio, diferente do resultado deste ano. "Ano passado vendemos mais e com o estoque quase zerado. Toda a loja está em promoção, estamos vendendo produtos com 50% de desconto. Peças que estavam com valores de R$49,90, estão prs R$19,90, mas estamos com produtos também com valores de R$ 10 e se for à vista ainda ganha mais desconto". Segundo Regina vale tudo para atrair clientes e botar fora todo o estoque e espera que até o fim de semana o movimento melhore.

Conforme a gerente, os lojistas do Centro da cidade já estão de olho no Carnaval data que também aquece as vendas. "Até o Carnaval acho que o comércio vai se manter aquecido porque vem seguido das festas de fim de ano e isso mantém o consumidor ativo". De acordo com a gerente, ainda houve um recuo de 1,5% nas vendas em relação ao ano passado, no período natalino.

Na loja Tropy, o setor de compras já trabalha com a tabela de promoção para janeiro, a expectativa é que as promoções de janeiro mantenha o nível de demanda de dezembro, com a venda das mercadorias que ainda ocupam grande parte do estoque da loja. "Estamos colocando para torrar todos esse produtos que não foram vendidos em dezembro. São mercadorias de todos os valores de R$ 12 até R$ 49,90, são pontas de estoque. Não podemos guardar para o próximo ano, por isso a ideia é vender tudo", afirmou a gerente de vendas Rozilda Lopes.

O resultado dos estoques no volume de vendas para o mês de janeiro, devem se estender por se tratar de uma época de feirões e saldos. Conforme informações divulgada pela CNC (Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo), refletidos nos dados do IC (Índice de Estoques). Segundo a pesquisa, apesar da natural volatilidade do indicador ao longo do ano, em novembro, 56,9% dos entrevistados declararam estar com o volume ideal de mercadorias (sem falta e excesso de produtos). O número é próximo à média histórica pré-crise de 60% e indica que janeiro pode ser um mês decisivo para o equilíbrio definitivo dos estoques.

Assim como as lojas de vestuário, as lojas de calçados estão investindo forte para zerar os estoques, mas já estão utilizando a estratégia de volta às aulas para estimular o consumo, é o caso da loja Shop do Pé, que está facilitando a compra de produtos para volta às aulas em até 10 vezes sem juros.
Com 70% de desconto nas peças, as Lojas Marisa também seguem o ritmo do saldão pós -festividades, a competição entre lojistas do Centro é grande e todos os departamentos e seções trabalham com descontos até durarem os estoques.

Para o presidente do Sindverejista-AM (Sindicato do Comércio Varejista do Amazonas), em razão da famosa 'ressaca' do Natal, é um período onde as vendas caem, mas também são liquidações que valem a pena. "Essas promoções são realizadas com base até onde o empresário pode reduzir os preços e dar descontos nos seus produtos. Muitos destes, com preço bem mais acessíveis. O período é favorável porque demanda o consumo por produtos que de certa forma, foram deixados de lado. Outro fator que não podemos deixar de citar é o compromisso das famílias com materiais escolares e com as matrículas e mensalidade em relação a volta às aulas, que trava um pouco o consumo. Mas o caminho é esse, têm que planejar ações promocionais para atrair esse consumidor. Sou totalmente a favor deste tipo de política adotada pelo comércio que ajuda a movimentar os seus estoques e trazem aumento aos seus caixas".

Unindo o útil ao agradável no mercado

Passados os festejos de fim de ano, as vitrines das lojas do Millennium Shopping estarão recheadas de produtos custando até a metade do preço. A liquidação acontecerá ao longo de todo o mês e irá limpar os estoques e receber os produtos de lançamentos.

Para a coordenadora de marketing do Millennium Shopping, Elizandra Xavier, o mês de janeiro une o útil ao agradável. "Os lojistas querem abrir espaço para as novidades e, os consumidores, geralmente com o orçamento reduzido por conta das compras de Natal e as contas no começo do ano, querem aproveitar boas ofertas", comentou.
Vestuário, eletroeletrônicos, acessórios, calçados e cosméticos estão entre os segmentos que aderiram à liquidação do centro de compras, que fica localizado entre as duas das principais vias da cidade, a avenida Djalma Batista e a Constantino Nery.

No shopping Ponta Negra, a tradicional liquidação de início de ano já começou e algumas lojas do Shopping Ponta Negra estão oferecendo até 50% de descontos e facilidades de pagamento para os amazonenses. "Neste ano, cada lojista criou a sua própria companhia ou aderiu a de sua franquia para incrementar as vendas e renovar o estoque para a próxima coleção", destacou a gerente de marketing, Karla Henderson. De acordo com ela, itens de diversos segmentos, entre eles, bolsas, bijuterias, cosméticos e perfumaria fazem parte de uma das promoções mais esperada pelos consumidores após as festas de final de ano.

Entre as lojas que estão em promoção está a Via Uno, Studio Z, Adidas, Riachuelo, First Class, O Boticário, Ótica Especialista, Renner, Lança Perfume, Zara, Siberian, Top Internacional, Johara, Outlet Grandes Marcas, Jorge Bischoff, Allbags, MOB, Capodarte, New Balance e Dumond.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário