Manaus, 16 de Janeiro de 2019
Siga o JCAM:

Cafés movimentam R$ 2 milhões

Por: Eveline Castro
18 Dez 2018, 11h59

Crédito:Eveline Castro
Café. Um produto que está sempre presente na mesa do brasileiro. Com as inovações do mercado, a tendência de novos tipos de café só aumenta em todo o País. Conhecido como café gourmet, as cafeterias investem em trazer cafés sofisticados, com um ambiente diferenciado e menu exclusivo. Já comuns em grandes centros do País, esse mercado cresce cada vez mais em Manaus.

A grande estratégia de mercado do nicho econômico é o diferencial. E todos os estabelecimentos do tipo investem nas novidades para atrair mais clientes. A competitividade é acirrada e o público alvo são as classes média e alta. Mesmo salgados, os preços atraem muitos clientes. "Oferecemos um cardápio fit para agradar todos os tipos de consumidores", afirma Maurício Sérgio Santos Silva, 22 anos, gerente da cafeteria Café com Leite, no Vieiralves, uma das áreas nobres da cidade que concentra uma população de alto poder aquisitivo.

Segundo Sérgio Santos, a Café com Leite é pioneira no ramo de cafés gourmet na capital. Mesmo oferecendo um cardápio variado, ele acrescenta que o estabelecimento não relega ao segundo plano o célebre café tradicional regional. "Apenas inovamos e acrescentamos novos ingredientes aos produtos, mas as pessoas em Manaus se interessam cada vez mais pelo ramo de café gourmet. É uma nova tendência", diz.

De acordo com Sérgio Santos, os clientes preferem a mistura do bom café regional, aliado ao conforto de um ambiente diferenciado e um atendimento acolhedor. "Querem se sentir em casa e também se reunirem com a família e amigos", avalia ele.
Frequentador assíduo dessas novas cafeterias que investem na inovação, o arquiteto Leonardo Lacerda, 30 anos, diz que o conforto, o bom atendimento e qualidade são os maiores diferencias que o atraem a frequentar esses estabelecimentos, além da segurança. "Para mim, vale a pena pagar mais por um ambiente confortável, com produtos de qualidade, bem servidos e com cafés exclusivos",afirma ele.

Hoje, estima-se que já estão em operação pelo menos 20 cafeterias gourmet em Manaus. E a estimativa é que esse novo mercado movimente em torno de R$ 2 milhões por mês na capital. A tendência é a abertura de novos estabelecimentos com o crescimento da demanda. Algumas cafeterias já oferecem o serviço 24 horas, como O Cafeeiro, também no Vieiralves, que opera há dois anos na cidade.
"Somos pioneiros no serviço 24horas. Nosso menu é variado. O cliente pode escolher e montar o produto de acordo com seu gosto", diz o gerente Ítalo Maciel, 28 anos.

Segundo ele, o grande diferencial da Cafeeiro é a 'prensa francesa', que promete um produto de melhor qualidade e sofisticado. "As pessoas ainda não tinham acesso a essa forma de fazer café em Manaus. Além disso, o fato de estarmos funcionando 24 horas, também é algo novo e útil para aquele consumidor que sai tarde do trabalho e não acha um lugar aberto com diversas opções de cafés e lanches", afirma, ele.

Noeli Oliveira, 28 anos, profissional de educação física, comenta que sentia falta desse tipo de serviço em Manaus, que há pouco tempo não existia na cidade. "Viajo muito e, em grandes centros do País, cafés gourmet já são comuns. Fiquei feliz em saber que agora a nossa cidade também faz parte dessa lista. Não troco mais por nenhum outro tipo de estabelecimento", avalia ela.

Com um nicho cada vez mais diversificado e um mix de produtos que agrada cada vez mais o consumidor, a previsão é que novos estabelecimentos devem surgir em Manaus em 2019. Além da qualidade dos produtos, o ambiente sofisticado que investe pesado no conforto também é um grande diferencial para dinamizar e incrementar os negócios.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário