Manaus, 15 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Murupi com sabor de frutas

Por: Evaldo Ferreira - evaldo.am@hotmail.com
10 Set 2018, 18h28

Crédito:Evaldo Ferreira
  A pimenta murupi é uma velha conhecida de quem vive na Amazônia, pois sua picância pode ser sentida em vários pratos típicos da região como as caldeiradas; os peixes em seus variados preparos; no pato no tucupi, misturada a este último; no tacacá e onde mais os amantes de sua ardência preferirem.

        Por isso essa pimenta amazônica foi a escolhida pelo engenheiro florestal Walter Antunes para ser o item principal dos molhos que começou a produzir há dois anos em sua empresa Agroindustrial Nova Vida, a Agronvida Pimentas, localizada em Itacoatiara.

        "Comecei minha empresa trabalhando com polpas de frutas até o dia em que li o livro 'Frutos nativos da Amazônia', do pesquisador do Inpa, Afonso Rabelo. Fiquei pensando num outro produto regional no qual pudesse investir, pois com as polpas o gasto com energia elétrica era alto, para mantê-las refrigeradas e não estragar", falou. "No livro, percebi que a pimenta murupi não precisava ser mantida em refrigeração, e pesou o fato de ser altamente consumida pela população local", contou.

        Mas Walter queria mais. Imaginara um molho diferente dos que já são comercializados nas feiras e mercados das cidades amazônicas. "Conversando com o Afonso sobre a possibilidade de acrescentar frutos ao molho, ele disse ser possível. E fui mais além. Lembrei das especiarias, que temos aos montes na nossa região, e são praticamente subutilizadas", revelou.

        Há pouco mais de um ano, Walter lançou os quatro primeiros itens de seus molhos de murupi com tucumã, cupuaçu, cubiu e açaí, mais as especiarias que ele prefere não dizer como são distribuídos nos molhos. Segredo industrial.

        Catfrut, mostarburi e Buritinha

        "Meus molhos são todos naturais, sem produto químico algum ou glúten, com validade de um ano. Junto com o Afonso, fizemos testes por três anos até chegar ao estágio atual de qualidade", afirmou. "Desde que foram lançados, os molhos têm feito muito sucesso, principalmente o com tucumã, o mais vendido", falou.

        "No total já tenho 20 sabores desenvolvidos mas, por estratégia de marketing, irei lançar novos sabores a cada seis meses. Até o final de setembro serão lançados os sabores jenipapo, coco e buriti", adiantou.

        "Até o momento os molhos de murupi são acondicionados em garrafas de 80ml, mas no próximo ano iremos lançar as de 150ml para o público que é altamente consumidor de pimentas e gosta de tê-los em quantidade, em casa", garantiu.

        Ainda este ano, Walter pretende ampliar o portifólio de produtos da Agronvida, além dos molhos. "Também em setembro, iremos lançar o catfrut, um catchup feito com açaí e com baixo teor de açúcar em relação a esses que estão disponibilizados no mercado. Junto com o catfrut, o mostarburi, uma mostarda feita de buriti. São produtos preparados a partir de nossas frutas, e saudáveis", afirmou.

Para o próximo ano, mais dois produtos: a cachaça Buritinha, feita com buriti; e dois sabores de licor, "com frutos que ainda estamos decidindo quais serão. Nossa idéia é lançar produtos que já existem no mercado, porém, com diferenciais e a marca Amazônia", explicou.

A Agronvida está localizada na AM 010 (Manaus/Itacoatiara), km 201, já no município de Itacoatiara. "Nossa matéria prima, de pimentas e frutas, é toda adquirida de pequenos agricultores daquela região, melhorando a renda desses agricultores familiares", garantiu.

Atualmente a Agronvida tem 19 pontos de vendas em Manaus, em restaurantes, empórios e hotéis, e no mercado Adolpho Lisboa. Informações podem ser obtidas através do 9 9427-3008.

Propriedades medicinais
A pimenta murupi (Capsicum chinense Jacq.) é a espécie condimentar mais cultivada e consumida na Amazônia. Em virtude da grande necessidade de conservar este recurso genético, estudos sobre sua diversidade estão sendo fundamentais para o sucesso dos programas de melhoramento genético dessa espécie. Este trabalho teve o objetivo de analisar a variabilidade genética de 20 variedades crioulas de pimenta murupi, originárias de diferentes regiões da Amazônia. O experimento foi realizado na Estação Experimental de Hortaliças do Inpa.

        Tradicionalmente cultivada na Região Norte, principalmente Amazonas e Pará, onde na maior parte das vezes é consumida em conserva ou no tucupi, a pimenta murupi é reconhecida pelo seu sabor picante e diferenciado. Seus frutos são alongados e possuem coloração verde quando não estão maduros passando depois pela coloração amarelo-pálido e finalmente atingindo a coloração vermelha quando ficam maduros. A pimenta possui picância de média a alta e um aroma intenso, além de diversas propriedades medicinais e antioxidantes atuando na prevenção de doenças crônicas como cardíacas, diabetes, câncer, além de evitar o envelhecimento precoce.

***

Comentários (1)

  • Marcílio Branches13/09/2018

    Achei interessante a matéria , parabenizo pelo trabalho feito, na primeira oportunidade vou adquirir o produto .

Deixe seu Comentário