Manaus, 18 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Velhinha de 42 anos viraliza na internet

Por: Evaldo Ferreira
18 Ago 2018, 15h26

Quem diria, 'velhinha' de 42 anos viraliza quase 60 anos depois. Explico. Tudo começou com uma notícia publicada no Jornal do Commercio de 4 de agosto de 1960, ou seja, quase 60 anos atrás, mostrando um ônibus que entrou na casa de Maria Oliveira, então com 42 anos. O interessante é que o título da matéria era 'Ônibus entrou na casa humilde e foi apanhar a velhinha de 42 anos'. Dificilmente, nos tempos de hoje, uma pessoa com 42 anos pode ser chamada de velhinha, nem com 52 anos, talvez com 62. Ou não.

Pelo inusitado da informação, a notícia viralizou e, através das redes sociais, chegou a todo país (como o jornal Aconteceu na Zona Leste Agora SP, de São Paulo, que a replicou) com o mesmo espanto que causou ao advogado Pedro Lindoso, quem leu a notícia no Jornal do Commercio e a publicou no seu Face sem imaginar que fosse viralizar. Diariamente o Jornal do Commercio publica uma página de edições passadas, em seus 114 anos de existência (o segundo mais antigo do Brasil ainda em circulação), e foi numa dessas páginas que Lindoso viu a notícia e logo a reproduziu na sua página do Face, e ainda escreveu: se ela era 'velhinha'com 42 anos, então eu, com 61 anos, seria um ancião decrépito?", brincou.

Lindoso disse que sempre lê essa página de edições passadas, no Jornal do Commercio, e essa notícia chamou a sua atenção'. "Como eu gosto de ler o jornal impresso, o levo para o meu trabalho e uma amiga minha de São Paulo, que trabalha junto comigo, leu a notícia e quando foi depois, disse que amigos seus, de São Paulo, haviam visto a notícia, então imagino que foi no meu Face", explicou. "O interessante é que todo mundo achou curiosa a 'velhinha' de 42 anos. Eu tenho 61 anos e me considero um garotão. Essa minha amiga tem 39, e eu disse que ela ainda era uma garotinha. Pra você ver como as coisas mudam. Quando eu era criança, achava uma pessoa de 50 anos, ou até menos, velha", lembrou.

Em 1904, quando o Jornal do Commercio foi fundado, a expectativa de vida do brasileiro era de 34 anos. Naquele ano de 1960 a expectativa de vida do brasileiro já era de 45 anos, ou seja, a Maria Oliveira realmente era uma velhinha e não deveria esperar viver por muito mais tempo, ainda que tenha escapado do ônibus que invadiu sua casa. Hoje a expectativa de vida do brasileiro é de 77 anos, mas nada de chamar de velhinho para quem tem essa idade porque daqui a 60 anos isso poderá parecer engraçado.

"Em alguns locais, como bancos, por exemplo, a fila dos preferenciais já passou dos 70 para os 80 anos, e assim vai", completou Lindoso.

De acordo com o geógrafo Wellington Souza Silva, de São Paulo, "O envelhecimento da população brasileira é um fenômeno recente. Devido as melhorias nas condições de vida pelas quais o país passou nas últimas décadas, aumentou-se a expectativa de vida, e consequentemente a população idosa no Brasil. No geral a estrutura etária de um país não deve ser um problema, mas uma realidade demográfica na qual necessita de orientações das políticas públicas para seu gerenciamento. Como, por exemplo, a manutenção dos setores que envolvem especialmente a população idosa e maiores investimentos nessas áreas de maior necessidade e no setor previdenciário", disse.

Comentários (1)

  • Yussef Ayan18/08/2018

    Muito obrigado por essa matéria! A partir dela pude formular uma excelente questão estilo Enem sobre expectativa de vida no Brasil para aplicá-la em um simulado na escola onde trabalho. Ficou muito bacana!

Deixe seu Comentário