Manaus, 22 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Festival com a bebida dos brasileiros

Por: Evaldo Ferreira
09 Ago 2018, 14h27

Crédito:Divulgação
Até domingo, 12, continua acontecendo no Amazonas Shopping, o Amazonas Beer Festival, evento com stands de cervejas artesanais, opções gastronômicas, shows musicais e exposição, além das palestras de vários especialistas sobre a bebida preferida dos brasileiros, com programação que vai das 10h às 22h. O Jornal do Commercio ouviu um casal desses especialistas, com dicas bem interessantes.

O amazonense Patrick Gomes de Souza é cervejeiro, beer sommelier e responsável pelo curso 'Profissional Cervejeiro', ou seja, conhece cervejas muito além da mesa de um bar. Para ele, "a melhor cerveja depende muito da preferência do consumidor. Existem vários concursos a nível mundial que elegem as melhores cervejas por estilo. A minha preferência é por cervejas belgas que são, na sua maioria, frutadas, condimentadas e com aromas marcantes. A Hoegarden, por exemplo, é uma excelente opção do estilo witbier.

No mercado das cervejas, um segmento que está surgindo já há algum tempo é o das cervejas artesanais. E se tornando bem forte. "É um mercado promissor que vem crescendo significativamente e hoje chega a alcançar 1,5% do mercado de cervejas. Com apoio das grandes indústrias, que já compraram operações artesanais, esse processo se fortalece com a melhoria da qualidade e distribuição", informou. "Toda cerveja tem sua importância e valor, as artesanais ganham destaque devido a quantidade de estilos que podem ser oferecidos ao consumidor, cada vez mais exigente e buscando novas experiências sensoriais. A harmonização com cervejas tem se mostrado uma excelente alternativa para mostrar para o consumidor que as cervejas podem ser consumidas desde o desjejum, passando pelo lanche e chegando ao almoço e o jantar", destacou.

Mulheres VS. cervejas

E quem acha que mulher não sabe escolher a melhor cerveja, se engana. A também beer sommelier, a caxiense Débora Camejo desmistifica isso. "Costumo dizer que não existe uma cerveja para a mulher. A gente pode beber a cerveja que quiser e isso vai variar do paladar de cada uma de nós", disse. "Para todos que estão começando tomar cerveja artesanal, indico cervejas mais suaves, como as cervejas de trigo. Quem quer ter uma nova experiência sensorial sugiro uma IPA, que é uma cerveja amarga, porém muito refrescante e aromática. E para quem está procurando uma cerveja com aromas e sabores conhecidos, recomendo cervejas escuras, como a stout, que podem ter notas de café e chocolate", ensinou.
"Eu gosto de estar sempre experimentando cervejas diferentes e consequentemente, avaliando-as. Prezo pela qualidade da cerveja. É a famosa frase: 'Beba menos, mas beba melhor'. Bebo cerveja toda semana em busca de novas experiências sensoriais e de aprimoramento do paladar", contou.
Para Débora, "existem muitos estilos de cervejas, bem diferentes, para todos os gostos. Quem fala que não gosta de cerveja é porque ainda não encontrou sua preferência de estilo. No mundo da cerveja artesanal, há cervejas suaves e claras como Pilsen e Weiss. Há cervejas amargas, com aromas intensos de lúpulo, que podem remeter a frutas cítricas, flores, ervas. Cervejas adocicadas com a adição de frutas e muitas outras. Na minha opinião, para cada momento existe uma cerveja ideal, mas tenho preferência por cervejas que tenham o aroma bem intenso, principalmente cervejas de estilo belga", revelou.

Sobre ser sommelier

"O beer sommelier é o profissional capaz de fazer o reconhecimento das cervejas de acordo com seu estilo, inspirado nas escolas alemã, belga, inglesa e americana. Também é responsável por harmonizações de cervejas com alimentos, serviços de bar com cervejas, chopps e a escolha correta dos copos para cada estilo de cerveja com objetivo de melhorar a experiência sensorial das cervejas pelo consumidor", ensinou Patrick. "O sommelier deve experimentar diversos estilos de cervejas com objetivo de reconhecer as variações e propor harmonizações. É um profissional que deve se dedicar a ciência da análise sensorial, com atenção máxima a todas as percepções que a bebida pode apresentar ao consumidor. Uma profissão apaixonante, sem dúvidas", completou.

"Acredito que uma mulher sommelier, inicialmente, tenha mais facilidade para identificar aromas e sabores diferentes advindos da cerveja, porém, a prática leva à perfeição nesse caso também. Um sommelier deve sempre estar buscando novas sensações cervejeiras, para continuar apurando o olfato e o paladar. Quanto mais frequente for a prática da degustação, melhor será o sommelier, seja homem ou mulher", afirmou Débora.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário