Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Eleitorado feminino é a maioria no AM

Por: Antonio Parente
01 Ago 2018, 22h24

Crédito:Divulgação
Eleitorado feminino chega a 1,2 milhão no estado do Amazonas em junho. O número representa cerca de 52,8% dos eleitores aptos a votar. Em Manaus, foram registrados 609.101 mil mulheres sem nenhum impedimento de exercer o direito de escolher seus representantes. A faixa etária entre 25 a 34 anos foi a que mais predominou com 173.457 mil pessoas. As informações são do Cadastro Eleitoral e banco de dados oficial sobre o eleitorado brasileiro, divulgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Apesar das mulheres continuarem sendo a maioria, na capital amazonense, a quantidade ficou muito abaixo em relação ao mesmo período de 2016 - quando correu o último pleito- onde foram registradas 665.730 mil pessoas.

Para o Supervisor de Disseminação de Informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística no Amazonas), Adjalma Nogueira Jaques, existem diversos fatores que influenciam a predominância feminina no pleito, que vão desde a parte social da pessoa quanto sua situação econômica. "Pelas estatísticas do IBGE o engajamento femininos em se regularizar perante a justiça eleitoral é muito superior em relação aos homens. Nesse quesito a mulher é muito mais organizada", disse.

O público masculino registrou cerca de 1,1 milhão de eleitores. Segundo Adjalma, pelo lado econômico existe um peso maior. Os dados do IBGE do primeiro trimestre de 2018, constatou que cerca de 514 mil trabalhadores que estão atuando no mercado por conta própria são do sexo masculino. E pelo fato de serem informais, isso não exige uma documentação formalizada junto a instituição eleitoral.

"As atividades econômicas de quem trabalha por conta própria não exige dele a documentação e sua regularização junto a justiça eleitoral, por isso a quantidade de homens eleitores são menores. Como trabalham dessa forma não existe uma exigência para a regularização. O interesse pela regulamentação da documentação tem seu lado social. Às vezes ele não tem nem condições de pegar o ônibus para se regularizar. E a quantidade de pessoas que trabalham por conta própria é maior entre os homens", explicou.

Grau de instrução

No total, o Amazonas registrou 2.428.100 eleitores, 13,4% maior da quantidade que o estado tinha até eleição de 2016. Entre o grau de instrução, pessoas com o ensino médio completo mostraram maior quantidade de eleitores com 712.753 mil pessoas, o que representa 29,354% dos eleitorados. Seguido do ensino fundamental incompleto com 533.582 mil, que representa 21,976%.

Evolução

Até o pleito de 2016, havia 2.142.014 eleitores. De lá para cá, a quantidade ultrapassou os 2,4 milhões. Em 2018, Manaus registrou 1.320.060 eleitorado, 62.844 eleitores a mais do que em 2016, quando alcançou 1.257.216.

No primeiro trimestre de 2018 514 mil trabalhdores por conta própria. São pessoas em potenciais irregulares na Justiça Eleitoral.

Brasil tem 147,3 milhões de eleitores

O eleitorado brasileiro aumentou 3,14% nos últimos quatro anos, saltando de 142.822.046 votantes, em 2014, para 147.302.354 eleitores, divulgou ontem o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os eleitores estão distribuídos pelos 5.550 municípios e em 171 localidades.

Há ainda 1.409.774 eleitores que não poderão votar nem se candidatar este ano, por estarem com os direitos políticos suspensos, segundo o tribunal.

De acordo com o TSE, a maioria do eleitorado brasileiro é formada por mulheres, com 77.337.918 (52,5%), enquanto os homens somam 69.901.035 (47,5%). Em 2014, as mulheres eram 74.459.424 (52,13%) e os homens, 68.247.598 (47,79%).

Houve crescimento expressivo dos eleitores no exterior nos últimos quatro anos, passando de 354.184 para 500.727 eleitores, aumento de 41,37%.

Para o presidente do tribunal, Luiz Fux, esse aumento é resultado de um esforço conjunto entre a Justiça Eleitoral e o Ministério das Relações Exteriores para facilitar o cadastro de eleitores residentes em outros países.

Os dados foram divulgados durante lançamento do Centro de Divulgação das Eleições do TSE.

Transexuais e travestis
Pela primeira vez, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018. Ao todo, 6.280 pessoas fizeram essa escolha ao se registrar ou atualizar seus dados na Justiça Eleitoral.

Faixa etária
De acordo com o levantamento da Justiça Eleitoral, a faixa etária entre 45 e 59 anos concentra mais eleitores, com 35.742.439 brasileiros, o que corresponde a 24,26% do eleitorado. Em seguida, estão os eleitores de 25 a 34 anos, que reúnem 31.149.869 pessoas - 21,15% do total de eleitores.

Voto facultativo
Os jovens de 16 e 17 anos, cujo voto é opcional, representam 0,95% do eleitorado este ano, num total de 1.400.617 pessoas. Segundo o TSE, os dados apontam redução de 14,53% no número de eleitores jovens. Em 2014, foram registrados 1.638.751 eleitores nessa faixa etária.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário