Manaus, 16 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

ADS intermedia venda de 20 toneladas de melancia produzida no Careiro da Várzea

Por: Da Redação com informações da assessoria
23 Jul 2018, 19h05

Crédito:Divulgação/Assessoria
A Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror), por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), entregou cerca de 20 toneladas de melancia na sede da Distribuidora e Supermercado Nova Era, na zona Norte de Manaus, resultado da negociação da ADS entre o estabelecimento e um produtor do município de Careiro da Várzea (25 quilômetros da capital), por meio do Balcão de Agronegócios.

De acordo com o comprador de Frutas, Legumes e Verduras (FLV) do supermercado, Itauna Carvalho, a parceria entre o Nova Era e a ADS para a venda direta dos produtos rurais ocorre há dois anos, mas teve seu desempenho melhorado, significativamente, neste ano.

"Estamos tendo ótimos resultados com essa parceria. A mercadoria é desembarcada aqui na sede e, logo depois, é distribuída nas outras unidades, como o Nova Era da Compensa, do Shopping Via Norte e Grande Circular, além da distribuição dos produtos nas filiais da rede", disse Itauna.

Além do Nova Era Atacado, o Balcão de Agronegócio da Agência de Desenvolvimento Sustentável tem em sua carta de clientes/parceiros os supermercados: DB, Big Amigão, Carrefour, Baratão da Carne, Supermercado Vitória, Assaí Supermercados, Atacadão, Cachaçaria do Dedé, Makro, Oasis Água de Coco, Qualipopas e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Este ano, conta ainda com 16 fornecedores cadastrados e mais de 13 municípios participantes do programa.

Processo de intermediação

Conforme o Gerente de Agronegócios, Mário Moura, a agência tem a missão de preparar o produtor rural para as negociações diretas com o comprador. "Por meio do Balcão de Agronegócios, o produtor passa a vender o seu próprio produto, retirando da cadeia de comercialização o atravessador, que são os comerciantes livres e que atuam na função de repassar o produto para outros compradores", disse.

Ele afirmou ainda que, a partir do momento que o atravessador não tem interferência na negociação, o produtor consegue lucrar mais e vender os produtos em um preço em conta. Aos produtores que desejarem participar do programa, devem ir à sede da ADS, localizada na Avenida Carlos Drumond de Andrade, 1460, bloco G, Conjunto Atílio Andreazza, Japiim, portando os respectivos documentos para cadastro: Registro Geral (RG), CPF, comprovante de residência e carteira de produtor rural.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário