Manaus, 25 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

Rio Preto da Eva tem autorização para vender laranjas a Roraima

Por: Hélida Tavares
13 Jul 2018, 15h55

Crédito:Divulgação/Assessoria
O município de Rio Preto da Eva, a 70 quilômetros de Manaus, um dos principais produtores de laranja do Amazonas, conseguiu autorização para vender as frutas para o Estado vizinho de Roraima. O anúncio foi feito pelo prefeito da cidade, Anderson Souza, nesta sexta-feira (13).

Ele destaca que a expansão só foi possível graças ao trabalho conjunto entre a Prefeitura de Rio Preto da Eva, a Sepror (Secretaria estadual de Produção Rural), a Adaf (Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas) e o Idam (Instituto de Desenvolvimento Agrário e Florestal do Amazonas).

O gerente do Idam em Rio Preto da Eva, José Maria Frade Júnior, explica que os produtores interessados em mandar suas laranjas para Roraima devem se cadastrar na Adaf. "Ao seguir rigorosamente as orientações da Agência, as propriedades receberão a certificação que vai permitir o envio dos frutos. É uma vitória de Rio Preto e de todos nós, que acreditamos na produção de laranja em nosso município", afirma Frade.

O prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Souza, ressalta que a cidade vive a supersafra de tangerina, laranja e limão. "Tivemos, em 2017, mais de 200 milhões de citros produzidos no município. Em 2018, esse número deve ultrapassar 220 milhões. Precisávamos escoar essa produção", conta Souza.

Segundo o gerente da Adaf Luiz Fernando da Silva, o fato de não existirem mais impedimentos legais para a venda de laranjas a Roraima movimenta a economia da região como um todo. "Não vendemos apenas laranja. Tem a mão de obra envolvida e os insumos, por exemplo. A atividade proporciona renda e ocupação a diversos trabalhadores", diz Silva.



Sobre o município de Rio Preto da Eva



Com cerca de dois mil hectares de plantações de laranja, o município de Rio Preto da Eva, a aproximadamente 70 quilômetros de Manaus, abastece 70% do mercado da fruta no Amazonas. A época de maior safra é entre junho e julho, por conta da mudança do período chuvoso.

"Nosso município se destaca pela produção rural, batendo recordes na criação de peixes e no cultivo de laranja e banana. A Festa e a Feira da Laranja são importantes eventos no calendário, favorecendo o desenvolvimento de novos negócios e a valorização do nosso produtor", afirma o prefeito Anderson Souza.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário