Manaus, 21 de Setembro de 2018
Siga o JCAM:

ADS reestrutura atendimento do Balcão de Agronegócios

Por: Da Redação com informações da assessoria
06 Jul 2018, 13h10

Crédito:Divulgação/Assessoria
O Balcão de Agronegócios (BAN), desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), instituição ligada à Secretária de Produção Rural do Estado (Sepror), passou por reestruturação administrativa. O programa, agora, possui técnicos exclusivos para intermediar a comercialização entre o pequeno produtor e o potencial comprador (empresas e estabelecimentos comerciais).

Essa foi uma das medidas anunciadas pelo presidente da ADS, Túlio Kniphoff. De acordo com o titular da pasta, toda a estrutura de atendimento foi readequada assim como o quadro pessoal. "Inserimos técnicos capacitados e exclusivos para prestar consultoria aos produtores rurais na intermediação de suas produções junto ao mercado".

Tulio disse ainda que foram adquiridos novos computadores com internet de qualidade, além de telefones para os técnicos realizarem com comodidade os contatos diretos. "Toda reestruturação técnica passa também por uma readequação da área física e isso conseguimos alinhar no mesmo processo", afirmou.

Ainda segundo o presidente da ADS, foi elaborado um planejamento prioritário tanto de transporte, com combustível, quanto com diárias e passagens (fluviais e terrestres), para que assim, os técnicos tenham total condição de se deslocar aos municípios que necessitam do apoio da agência para comercializar sua produção.

"A missão principal do programa é aproximar os produtores rurais das empresas e estabelecimentos comerciais, mantendo, contudo, um preço justo para os dois lados e garantindo que os produtos cheguem à mesa do consumidor com qualidade e com os processos de fiscalização em dia", salientou Túlio Kniphoff.

Balcão de Agronegócios

O Balcão de Agronegócios da ADS é um programa, criado em agosto de 2016, que catalisa as negociações entre produtores rurais ou extrativistas (produtores individuais, famílias, associações, cooperativas) e os consumidores, sejam eles privados e/ou governamentais.

Conforma a Agência, o BAN garante a geração de renda para quem produz e gera riqueza no interior do Amazonas, com preços estabelecidos pelo próprio mercado.

Os produtos comercializados são os excedentes de produção, o que garante aos produtores a possibilidade de participação em outros programas da ADS como o PREME (Programa de Regionalização da Merenda Escolar) e o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos).

Comentários (0)

Deixe seu Comentário