Manaus, 16 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Em Manaus, Álvaro Dias anuncia pré-candidatura e destaca medidas

Por: Da Redação
21 Jun 2018, 18h57

Crédito:Andréia Leite
O pré-candidato à presidência da Repúbllica senador Alváro Dias (Podemos), concedeu entrevista ao vivo na tarde desta quinta-feira (21), no programa "2018 - O ano da transformação - Porque Mudar é Preciso" do canal Amazon Play TV Digital, parceiro do grupo de comunicação Jornal do Commercio que inclui a Rádio Baré.

O senador que defende a privatização e refundação do País, refutou sobre a polêmica em relação a Zona Franca de Manaus (ZFM)."Essa medida do governo vem na contramão da geração de empregos. Um modelo bem sucedido como é o da ZFM, que atraiu investimentos, que impulsionou tecnologicamente a região e que pode impulsionar ainda mais, é intocável", argumentou.

O senador lembrou que, no ano passado, a renúncia fiscal do governo da União foi da ordem de R$354 bilhões. "Isso equivale a 30% da receita líquida, isso não foi transferido pra população e subtraiu dos direitos dos municípios, reduzindo a renda do fundo de participação, gerando prejuízos", explicou.

Para retomar a geração de empregos, que é amplamente atingida com o corte nos incentivos, Álvaro disse que a alternativa nessa situação seria uma segurança jurídica, debates e conversas entre entidades e governo local, é válido para manter o modelo ZFM.

BR-319

Perguntado, se eleito, sobre as medidas que pretende tomar em relação a BR-319, Alváro destacou a dificuldade que a região Norte enfrenta sobre a logística no transporte de insumos."A questão de logística e infraestrutura precisa ser atacada fortemente pelo governo da União, a região Norte é a mais prejudicada com esse sistema federativo atual. É uma região que oferece mais e tem menos retorno. É preciso priorizar essa região", ressaltou.

Ele defendeu ainda que os entraves, o trabalho precário na BR-319, precisam ser destravados, para facilitar um escoamento da produção e reduzir custos.

Além da questão da rodovia, ele destacou que a navegabilidade de embarcações maiores, sinalização e convectividade facilitariam a segurança nos rios, proporcionando retorno econômico. As hidrovias, os transportes multimodais devem ser estimulados, para alavancar o desenvolvimento da região. Ele elencou logística, infraestrutura, modernização e a interação entre os setores público e privados como pontos fundamentais para a melhoria no transporte de produtos e insumos na região.







Comentários (0)

Deixe seu Comentário