Manaus, 22 de Novembro de 2018
Siga o JCAM:

Dia dos Namorados e das oportunidades

Por: Antonio Parente - aparente@jcam.com.br
12 Jun 2018, 13h59

Crédito:César Pinheiro
Setores de serviços se mostram bastante confiantes para a noite do Dia dos Namorados. No segmento de bares e restaurante existe a previsão de 15% no faturamento em relação ao mesmo período do ano passado. Comércio varejista espera um crescimento de 1,8%, enquanto serviço de hotelaria promove promoções para atrair público, com o intuito de espantar crise. Para os representantes da classes, período é uma grande oportunidade de gerar receitas e alavancar as atividades.

Segundo a conselheira da Abrasel-Am (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Amazonas), Lilian Guedes, para este ano, pensando na situação econômica que o país atravessa, os restaurantes da cidade elaboraram diversos pacotes com preços acessíveis ao bolso do consumidor, com ambiente completos e promoções que vão desde serviços de churrascaria a la carte.

"Historicamente nesse período a expectativa é de muitas vendas, e em relação ao ano passado esperamos bater uma meta nas vendas em torno de 15% a mais. Muitos restaurantes estão fechando o pacote para casal sempre com bons preços e alternativas diferenciadas. Sempre incluindo uma bebida, seja espumante ou vinho, uma entrada, sobremesa e o prato principal. O atrativo é investir em um ambiente com som ao vivo com músicas românticas, com média de preço que varia entre R$ 150 a R$ 300 por casal", disse. Segundo o presidente da ABIH-Am (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Amazonas), Roberto Bulbol, o segmento de hotelaria ainda está em processo de recuperação da crise econômica do país, e mais recentemente, a greve dos caminhoneiros que afetou o abastecimento de muitas redes de hotelaria, afirmou que o período é uma chance para criar oportunidades e faturar.
"O setor de hotelaria ainda está com um movimento muito baixo, muitas redes de hotéis estão buscando criar promoções para atrair os casais de namorados para usufruir dos serviços, porém não acredito que possa melhorar muita coisa. Ainda estamos nos recuperando da crise econômica e principalmente essa greve dos caminhoneiros que prejudicou o abastecimento de muitas redes hoteleiras. As reservas e procuras foram baixas. Mas, esperamos que esse período seja de muito movimento", disse.

Comércio

Segundo a pesquisa de intenção de compra e confiança do consumidor manauara, realizada em maio, pelo IFPEAM (Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Amazonas), o consumidor de Manaus espera gastar em torno de R$ 150, em presente do Dia dos Namorados. Para o economista da Fecomércio-AM), José Fernando, o período é uma ótima oportunidade do comércio alavancar a receita.
"Os preços dos produtos no comércio estão muito bons. Acreditamos que o Dia dos Namorados será melhor do que ano passado. Muitos lojistas estão investindo em maneiras criativas para atrair o consumidor no modo geral. Temos notado um bom movimento no comércio", ressaltou. De acordo com dados da CDLM (Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus), comércio varejista aponta que a expectativa de vendas para o mês dos namorados é de 1,8% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. A CDLM ouviu cerca de 550 pessoas em todas as zonas da cidade.

O levantamento apontou que 19,1% dos entrevistados vão comprar artigos de perfumaria, seguindo de aparelhos celulares (14%), vestuário (13,7%), calçados e cinto (11,7%), joias e relógios (4,6%) e livros (5,8%), entre outros itens. No ano passado, os cinco primeiros itens que apareceram na pesquisa foram os mesmo, entretanto, com percentuais diferentes: 18,7% perfumes e similares, 14,5% celular, 14,2% vestuário, calçados e acessórios 11,9%, jóias e relógio 6% e livros 5,7%.

Comentários (0)

Deixe seu Comentário